Notícias | - 3:05 am


Você pode ajudar a salvar uma vida2 min read

Cerca de 800 mil pessoas se suicidam todos os anos no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)

Você pode ajudar a salvar uma vida2 min read

Formar-se em uma boa universidade e conseguir um emprego em uma grande empresa faz parte dos sonhos de muitos jovens. Aos 24 anos, Matsuri Takahashi já havia conquistado os dois. Em abril de 2015, ela começou a atuar na maior agência de publicidade do Japão, a Dentsu. Mas sua rotina não era fácil.

A jovem chegava a trabalhar 20 horas por dia. Às vezes, ela só voltava para casa às 5 horas da manhã, depois de ter trabalhado dia e noite. Matsuri relatava as condições duras de trabalho em suas redes sociais. “Estou física e mentalmente destroçada”, escreveu certa vez. “Quero morrer”, publicou a jovem semanas antes de tirar a própria vida, na noite de Natal de 2015. O caso ficou conhecido no fim de 2016, quando o Ministério do Trabalho japonês decidiu processar a Dentsu pela morte dela.

Sinais de alerta

A exaustão e o estresse provocados pelo excesso de trabalho podem ter relação com a morte da jovem japonesa. Entretanto, o suicídio envolve várias questões culturais, genéticas, psicológicas e sociais, como alerta a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em cartilha divulgada em 2009.

Alguns fatores de risco são depressão, ansiedade, histórico de doenças mentais e dependência de álcool e de outras drogas. No caso de Matsuri, não se sabe se tinha depressão ou como era sua relação com amigos e familiares. Apesar disso, as mensagens que ela postava nas redes sociais eram um sinal de que algo não estava bem. Infelizmente, ninguém percebeu que a jovem precisava de ajuda.

Problema mundial

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 800 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos. Isso significa uma morte a cada 40 segundos. O Japão é o quinto país em número de suicídios. Já o Brasil ocupa a oitava posição. O suicídio é a segunda principal causa de morte em todo o mundo para pessoas de 15 a 29 anos de idade. A OMS esclarece que boa parte dos óbitos pode ser evitada com apoio voluntário ou profissional.

Salve uma vida

Para evitar o suicídio é importante oferecer ajuda às pessoas que apresentam sentimentos constantes de fracasso, pessimismo e ansiedade, além de isolamento. Conversar com a pessoa e levá-la a um especialista são algumas alternativas.

E se você está sofrendo, procure alguém para desabafar. Sua vida vale muito.

Sinais de alerta

Conheça alguns fatores de risco:

• Culpa, remorso, medo, fracasso e humilhação

• Pessimismo, ansiedade e apatia

• Baixa autoestima

• Menção repetida de morte ou suicídio

• Dependência de álcool e drogas

• Depressão e outras doenças mentais

• Mudança repentina de hábitos

• Comportamento retraído

• Dificuldade para se relacionar

Fonte: Organização Mundial da Saúde

Procure ajuda

Pastor Online
Atendimento espiritual gratuito.
www.universal.org/pastoronline/

SOS Jovem
Atendimento virtual gratuito a partir das 22 horas.
www.sosjovem.com.br/


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Rê Campbell / Foto: Fotolia 


reportar erro