Notícias | - 12:05 am


Você foi demitido?5 min read

Algumas estratégias são eficazes na busca de um novo trabalho. Confira o que fazer para se recolocar no mercado

Você foi demitido?5 min read

A cada trimestre, a taxa de desemprego no Brasil sobe. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em outubro, o País já somava mais de 12 milhões de desempregados, um aumento de 3,8% em relação ao trimestre de abril a junho deste ano e de 33,9% na comparação com o mesmo trimestre de 2015.

Diante desse cenário, todos os dias, cada vez mais profissionais se deparam com o desafio de encarar as mudanças provocadas pelas demissões e se preparar para uma nova oportunidade.

Por onde começar? Em um mercado de trabalho tão dinâmico e exigente, a recolocação profissional é mais fácil quando você traça um plano para voltar à ativa.

O primeiro passo é não ficar desesperado ao buscar um novo emprego. O coach Robson Profeta explica que, mesmo com a crise no País, sempre há oportunidades. “Seja humilde, mas reconheça seu valor. Conte ao ‘mundo’ que está em busca de novas oportunidades e as portas se abrirão. Não espere resultados a curtíssimo prazo, mas saiba que algo acontecerá a médio e longo prazo”, aconselha.

Depois da demissão, é fundamental organizar a rotina e as despesas. Mesmo estando em casa, é preciso aliar o tempo para preparar e enviar currículos, fazer contatos e ir às entrevistas.

Além disso, é preciso revisar as despesas, buscar alternativas mais baratas de consumo e verificar a possibilidade de obter outras fontes de renda. “Liste os seus gastos e coloque-os em ordem de prioridade. Algumas despesas são desnecessárias e, por mais que doa cortá-las, tenha em vista que é temporário”, sugere.

Um trabalho novo e melhor

Você foi demitido?Veridiana Felice, de 40 anos, (foto ao lado) fez uso de algumas estratégias para conseguir se recolocar no mercado de trabalho.

Durante seis anos, ela trabalhou como vendedora executiva em uma butique de luxo de roupas femininas, mas procurava uma nova oportunidade no mesmo ramo. Para isso, frequentava as palestras do Congresso para o Sucesso Financeiro e do Jejum das Causas Impossíveis. “Pedi a direção de Deus para que fosse de uma forma que eu não saísse perdendo. Então, fiquei sabendo que alguém seria mandado embora na loja e pedi que fosse eu. Deu certo e fizeram uma negociação”, conta.

Em abril, após sua saída da antiga loja, ela passou a procurar trabalho com foco no seu crescimento.

Veridiana sabia que somente a orientação de Deus poderia ajudá-la a agir corretamente. Por isso, continuou participando das palestras. Revisou os contatos que possuía e que poderiam auxiliá-la na busca por um novo emprego. Assim, as oportunidades apareceram. “Dei uma olhada na carteira de bons relacionamentos pessoais e de clientes. Então, comuniquei algumas pessoas que conheciam o meu trabalho, meu caráter e meus resultados como vendedora”, diz.Com isso, Veridiana conseguiu indicações, fez entrevistas e foi lembrada por uma pessoa com quem trabalhara há cerca de dez anos. Três meses após a demissão, foi contratada. “Ela ficou sabendo que eu estava fora do mercado, lembrou do meu trabalho e resolveu me contratar”, relata.

Com cinco meses na nova butique, ela tem se destacado. “Tenho superado o número de vendas e batido cotas, até as extraordinárias. Meus planos são fazer a diferença e me manter em destaque para uma oportunidade ainda melhor”, considera.

Quais são as estratégias?

O coach Robson Profeta ensina algumas dicas que vão lhe ajudar a se preparar para voltar à ativa.

– Reflita sobre os objetivos Liste suas principais conquistas e aprendizados e estabeleça o que quer daqui para a frente. Traçar metas e objetivos é mais produtivo, em vez de sair disparando currículos para todos
os cantos.

– Invista em networking Saiba usar a sua rede de relacionamentos. “Essa rede não se constrói visitando eventos e trocando cartões apenas, mas estando disposto a ajudar o próximo quando necessário. Mesmo que esta pessoa tenha um tipo de negócio que não lhe interesse, caso conheça alguém que se interesse, seja o elo. Você será reconhecido no momento da dificuldade”, aponta o coach.

– Atualize-se sobre a área. Leia livros mais recentes, revistas, jornais e sites específicos. Participe de palestras e fóruns de debates. “Procure investir em cursos relacionados a temas que lhe interessam. Se não for do seu interesse, terá o dinheiro perdido”, pondera Profeta.

– Atenção ao currículo. Ele é seu marketing pessoal. Ao montá-lo, lembre-se de tudo o que realizou em sua carreira, pense no objetivo e determine quais informações estão alinhadas ao que procura. Se tiver bastante experiência, destaque esse aspecto. Se tiver pouca, foque na formação. “Coloque primeiramente seus pontos fortes para que consiga prender a atenção do entrevistador, mas procure terminar a redação com mais pontos fortes. Esta é uma boa estratégia para que seu perfil seja lembrado em uma segunda etapa”, analisa.

– Foco na entrevista. Mostre-se uma pessoa positiva, segura e comprometida com o que pode oferecer. Preste atenção à comunicação. “Cuidado com gírias e ombros caídos, não se jogue na cadeira. O entrevistador precisa sentir que você está interessado na entrevista”, considera Profeta.

– Além disso, não minta. Integridade é uma das grandes virtudes que o entrevistador considera. “Responda apenas o que foi perguntado. Falar demais pode parecer desconhecimento. Se não souber algo, diga que não sabe e comente que vai se dedicar para aprender rapidamente”, sugere.

Quer aprender a enfrentar as dificuldades do mercado de trabalho e se tornar uma pessoa vencedora? Então, não perca o Congresso Para o Sucesso, que acontece às segundas-feiras, no Templo de Salomão. Para encontrar uma Universal mais próxima de você, acesse www.universal.org/enderecos.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Janaina Medeiros / Fotos: Fotolia e Arquivo Pessoal 


reportar erro