Notícias | - 2:05 am


Você é um “homem tanto faz”?3 min read

Como ser moderno sem deixar de ser macho

Você é um “homem tanto faz”?3 min read

Os tempos mudaram, mas o homem continua sendo cobrado para ser “homem”. Hoje, mais do que nunca, precisa ser aquele sujeito que encara qualquer parada e é capaz de tomar decisões para não perder espaço. Mas há um problema: quando o homem tem essa postura e é grosseiro com os colegas de trabalho ou em outras situações, por exemplo, com a esposa que tem que aguentar o malcriado. Ele não dá ideias sobre como melhorar o trabalho e vive fugindo de qualquer conversa com a mulher sobre o relacionamento com ela.

Sem apito

E não menos pior do que isso é quando o homem não tem nenhuma voz ativa na relação. As mulheres logo entendem do que estamos falando. Elas percebem facilmente que ele, como dizem por aí, “não apita nada”. é o “homem tanto faz”. A mulher pergunta a ele se quer arroz e feijão ou macarrão com carne para o jantar e ele responde que “tanto faz”. Ela dá sugestões de passeios para o fim de semana e ele diz que “tanto faz”.

Omissão

Parece que para esse homem é mais cômodo se omitir em qualquer conversa com a esposa do que dar uma opinião sincera. O problema é que essa conduta masculina pode prejudicar a relação. Não são raras as vezes em que a esposa cobra do homem que proceda diferente, mas ele, cabeça dura, insiste no erro ou na omissão. Se o homem ainda não percebeu, a mulher gosta de conversar. Aliás, essa é uma forma de manter a relação viva.

Lacuna

O problema é que a falta de conversa logo produz uma lacuna na relação. Uma carência que só pode ser sanada com a mudança de atitude do homem. Do contrário, o relacionamento vai sendo minado até um dos dois dizer que acabou. Essa atitude tanto pode ser o ultimato para uma mudança como o decreto para o fim da relação.

Trabalho

Se no relacionamento a dois ser grosseiro ou omisso já traz problemas, imagine na área profissional. Quando o chefe, por exemplo, percebe que o homem trata mal os colegas, faz apenas o trivial, sem propor algo novo em comparação com outros colaboradores que são proativos, já tira pontos desse profissional. Essa postura pode determinar a perda de um contrato ou até do emprego.

Resolução

O fato é que o homem tem que se interessar pela relação muito mais do que pelo futebol com os amigos, por exemplo. Isso não quer dizer que tenha que deixar de praticá-lo ou assisti-lo. De maneira alguma. Na verdade, ele precisa ter atitudes que mostrem o seu interesse pela vida conjugal. Começar a dar mais soluções e sugestões para o cotidiano e ser mais participativo são alternativas. Outra opção é reconhecer quando está errado em determinado assunto e mudar de opinião quando ouvir da esposa uma resolução melhor do que a sua para algum problema do dia a dia.

Inteligente

Agir assim mostrará que você é gentil e não significa ser menos macho como muitos homens pensam. Ao contrário, é sinal de inteligência e sagacidade. A mudança de atitude está relacionada diretamente com uma maior participação sua nas decisões. Isso acontece por meio da conversa e da troca de opiniões. Se o homem faz isso em casa, automaticamente também vai mudar sua postura no trabalho.

Adaptação

Quando se fala o quanto o homem de hoje tem perdido espaços que antes eram seus ou que poderiam ser seus, temos que levar em consideração que as mudanças de paradigmas ocorrem o tempo todo, para todos, em todas as áreas. Para o homem, a partir do momento que ele se propõe a mudar, essa transformação não precisará ser enfatizada. Ela aparecerá naturalmente à medida que a praticar, sem a necessidade de propaganda ou de autopromoção. E, para não ficar para trás, adaptação parece ser a palavra-chave para o homem atual.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Eduardo Prestes / Foto: Fotolia 


reportar erro