Notícias | - 12:05 am


Você ama mesmo o próximo?2 min read

Ator norte-americano leva vizinha idosa, que está doente e vivia sozinha, para morar com ele, o que demonstra um verdadeiro ato de carinho

Você ama mesmo o próximo?2 min read

Amor ao próximo é algo que pode ter várias interpretações, principalmente a parte que se refere ao “próximo”. Além disso, nem sempre o amor é de verdade, já que essa palavra tem sido amplamente desvirtuada de sua essência. E uma das atitudes que o deturpa é o interesse. é como aquela ridícula piada antiga que diz que é mais fácil amar o próximo se ele ou ela forem pessoas atraentes e cobiçadas.

Entretanto, felizmente, alguns fazem as coisas acontecerem de verdade e resgatam a legitimidade das boas atitudes. é o caso do ator norte-americano Chris Salvatore, de 31 anos, morador de Los Angeles, na Califórnia, nos Estados Unidos. Ele se tornou um grande amigo de sua vizinha Norma Cook ao longo dos últimos quatro anos. No ano passado ele comprovou a veracidade de seu comportamento. Norma foi diagnosticada com leucemia e passou meses no hospital lutando contra a doença e seus efeitos colaterais, como o enfraquecimento do sistema imunológico, que abre portas a outros males. A idosa quase sucumbiu a uma pneumonia, por exemplo.

Os médicos foram claros: Norma precisaria de cuidados 24 horas por dia. Sem família, tudo piorava ainda mais pelo fato de ela não poder pagar enfermeiros particulares. Foi aí que Chris provou mesmo que o que havia entre eles era amizade de verdade e não só aquele negócio de “gostar de estar junto” – sim, para quem ainda não sabe, isso não quer dizer exatamente ser amigo. O ator simplesmente levou Norma para morar com ele. “Era isso ou ela teria que ir para um asilo. Não poderia deixar isso acontecer a alguém que considero como minha própria avó”, revelou o rapaz ao jornal Today.

Chris precisava de dinheiro para manter Norma. Abriu um financiamento coletivo num site voltado a essa atividade e arrecadou uma boa quantia. Ele mesmo cuida da amiga enquanto está em casa e, quando tem que trabalhar, paga uma enfermeira. Faz questão de cozinhar para ela sempre que pode. Eles conversam bastante o tempo todo, assistem à TV juntos e têm outros passatempos.

Norma e Chris sabem que resta pouco tempo de vida a ela. Por isso combinaram algo interessante: se sobrar dinheiro do financiamento coletivo, quando a idosa se for, ele será doado a pessoas que estão na mesma condição em que ela estava.

O convívio com o amigo e agora colega de apartamento tem dado significado aos dias de Norma – e dignidade, sem sombra de dúvida. Agora, fica a pergunta: você ama de verdade o seu próximo ou é um sentimento que não passa do velho jogo de interesses que permeia a humanidade? Teria essa disposição que Chris teve para ajudá-lo?


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Marcelo Rangel / Foto: Reprodução/internet 


reportar erro