Notícias | - 3:05 am


Você ainda tem fé na humanidade?2 min read

Ação inusitada nos lembra o significado da honestidade

Quem já não ouviu alguém contar que esqueceu algo em algum lugar e quando voltou o pertence já não estava mais lá? Na verdade, isso é muito comum e provavelmente aconteça inúmeras vezes todos os dias. Uma história ocorrida recentemente durante o último carnaval em Petrolina, no Estado de Pernambuco, pode nos mostrar como deveria ser a conduta de quem encontra o que não é seu. O jovem Igor Bezerra deixou seu carro estacionado próximo à orla da cidade e quando voltou encontrou um bilhete dentro do veículo, que estava com o vidro aberto. “Todos os meus pertences tinham sumido. í“culos escuros novos, celular, duas camisas, comida, documentos do carro, perfume. Pensei: ‘ladrão infeliz, me roubou e ainda deixa um bilhete tirando onda da minha cara’”, relatou.

Ao chegar em casa, seus pais estavam acordados. A mãe de Igor contou que havia ligado para o filho e o celular foi atendido por um rapaz, que disse que morava em Juazeiro e que viu o carro de Igor com os vidros abertos. Ele contou que resolveu tirar tudo o que estava no veículo e guardar para que as coisas não fossem roubadas. No dia seguinte, Igor telefonou para o rapaz e combinou de encontrá-lo em uma igreja no centro de Juazeiro. Desconfiado, Igor levou dois amigos para o caso de que fosse algum tipo de cilada. “Toda uma tensão para saber se realmente isso era verdade ou se a gente tinha entrado numa fria. Minutos depois, ele chegou, com a namorada e a mãe. Me devolveram absolutamente tudo o que eu tinha”, disse Igor. Ele ainda tentou dar uma quantia em dinheiro como recompensa, mas a família não aceitou. “A mãe do rapaz respondeu: ‘de jeito nenhum. Vá e faça isso por outra pessoa’. Saí de lá maravilhado como a gente ainda encontra pessoas honestas”, falou.

é obvio que Igor se sentiu aliviado por não ter tido prejuízo e muito feliz por saber que de fato existem pessoas que ainda praticam um gesto nobre como esse. Afinal, pegar algo que não é seu para si é errado. é no mínimo roubo.

A história de Igor nos ajuda a perceber que atitudes honestas fazem falta nos dias de hoje e foi o motivo que fez com que Igor desconfiasse da família que guardou seus pertences. Tão falada, mas tão pouco praticada em nossa sociedade atualmente, a honestidade deveria permear a conduta de todos, sem exceção. Mas, além disso, fazer uma boa ação como essa também é uma demonstração de que ainda existe amor ao próximo e que também podemos e devemos ter fé na humanidade.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Eduardo Prestes / Foto: Reprodução 


reportar erro