Notícias | - 2:05 am


Uma parceria que muda vidas2 min read

Grupo Universal nos Presídios reúne diretores de penitenciárias em simpósio com a Secretaria de Administração Prisional de Minas Gerais

Uma parceria que muda vidas2 min read

A atual população carcerária de Minas Gerais é de 72 mil detentos abrigados em 210 presídios. Desse total, 100 penitenciárias contam com o trabalho social do grupo Universal nos Presídios (UNP). Voluntários, obreiros, pastores e bispos se reúnem frequentemente para realizar ações de evangelização e de ressocialização com base na demanda do sistema prisional.

Para fortalecer essa parceria, o grupo UNP realizou, em 13 de dezembro, o 1° Simpósio de Parceria da Universal com a Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (Seap-MG), um encontro com 100 diretores de presídios de todo o Estado, no salão de eventos do hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte.

Durante o evento, um vídeo mostrou o trabalho do grupo UNP. Além disso, foram promovidas palestras e conversas sobre o trabalho que é realizado nas unidades prisionais do Estado em parceria com os diretores.

O simpósio também contou com a presença do secretário de Estado de Administração Prisional, Francisco Kupidlowski, que discursou sobre a importância do trabalho que o grupo vem realizando dentro dos presídios de Minas Gerais e apoiou a sua implementação em todas as penitenciárias do Estado. Ele ainda afirmou que esse é, acima de tudo, um trabalho de ressocialização e cidadania.

Segundo o bispo Eduardo Guilherme, coordenador do UNP em todo o Brasil, o principal objetivo de encontros como o simpósio é reafirmar a parceria com os presídios e os Estados na busca incansável pela transformação de vidas dentro do sistema carcerário.

“Esse encontro representa a parceria que estamos estabelecendo com o governo do Estado de Minas Gerais para realizar o trabalho dentro das unidades e oferecer a ressocialização daqueles que se encontram reclusos. é muito gratificante ver vidas transformadas, seja de mulheres, mães e filhas, que quando saem da penitenciária feminina voltam para as suas famílias, seja de homens, que quando voltam para a sua casa vivem uma verdadeira mudança em suas vidas.”

O pastor Clodoaldo Rocha, responsável pelo trabalho de evangelização nos presídios de Minas Gerais, também esteve presente no evento.

“O simpósio é um evento muito importante para o desenvolvimento do trabalho do grupo UNP e para manter a parceria forte com os diretores dos presídios. Ele contribui de uma forma muito positiva, além de abrir mais portas para nós, à medida que mais pessoas passam a conhecer o nosso trabalho”, completou.


Igreja Universal
  • Por Michele Roza / Foto: Cedida 


reportar erro