Notícias | - 12:05 am


“Sobrevivi para mostrar que a fé pode curar o que é incurável para os médicos”4 min read

érica foi diagnosticada com uma doença que causa disfunções cerebrais. Mas uma atitude de sua mãe transformou a dor em superação

“Sobrevivi para mostrar que a fé pode curar o que é incurável para os médicos”4 min read

Aos 7 anos, érica Borges Vieira, que hoje é recepcionista e tem 27 anos, foi diagnosticada com uma doença incurável, segundo os médicos. Com toda a vida pela frente, aquela menina passaria os anos presa a remédios tarja preta e a internações constantes.

O prognóstico afirmava que érica tinha epilepsia: uma disfunção cerebral que acontece por causa das descargas elétricas anormais e excessivas do cérebro. Essas descargas interrompem de forma temporária algumas funções e produzem manifestações involuntárias no controle muscular, na consciência e no comportamento.

“Lembro que minha mãe me levou a vários médicos. Eu tomava muitas medicações. Era horrível. Não podia sair muito para brincar por conta da doença, porque sempre passava mal e desmaiava. Tinha que estar sempre próxima de um adulto, para que ele impedisse que a minha língua enrolasse, em caso de um ataque.”

O nascer de cada dia era uma caixinha de surpresas para a mãe dela, Ivonete Vieira Santos, de 59 anos, auxiliar de serviços gerais. “Eu sofria muito com as crises dela. Me dava desespero, porque não sabia o que fazer para ajudar minha filha. Eu buscava estar ao lado dela 24 horas por dia para protegê-la”, se recorda.

Atitude crucial

Ivonete levou a filha a diversos especialistas. érica passava dias internada para fazer exames. “Os especialistas tentavam descobrir o motivo dos ataques. Após o período da internação, o doutor me chamou e disse que o caso dela não tinha cura e que a morte poderia vir a qualquer momento”, conta Ivonete.

érica se tornara uma criança sozinha. “Eu me sentia muito triste, porque não podia sair para brincar como toda criança. Era horrível não poder ir à escola. Quando conseguia ir, era colocada em uma sala separada, com um colchão, em razão dos ataques epiléticos. Eu ficava deitada até o horário de acabar a aula”, relembra.

Revoltada com a situação, Ivonete compartilhou a sua dor com um vizinho, que lhe fez um convite especial. “Ele me disse que eu tinha que parar de lutar apenas com a força dos braços e apelar para Deus. Me chamou para ir com ele a uma reunião na Universal.”

A força da fé

Naquele dia, a mãe de érica clamou a Deus pela cura da filha. “Eu aprendi que tinha que colocar em prática a minha fé para ter resultados. Então, passei a participar de correntes e a fazer propósitos e campanhas. Após alguns meses, decidi parar de dar os remédios porque eles não faziam mais efeito”, afirma.

érica teve um novo ataque. “O médico questionou por que ela não estava tomando mais a medicação e eu afirmei que Deus a curaria. Foi um ato de loucura, mas eu estava confiante”, acrescenta Ivonete.

Aos 9 anos, érica recebeu o diagnóstico da cura. “Eu parei de ter crises, voltei a sorrir e minha mãe me levou ao médico, que alegou que a doença havia desaparecido. Fiquei livre do consumo de remédios controlados e hoje tenho uma vida normal. Me tornei obreira na Universal, estou casada e tenho uma filha linda. Estou feliz e realizada, mas tenho consciência de que tudo isso é para a glória de Deus”, completa.

O primeiro passo para vencer doenças é crer na cura e depois colocar essa crença em prática. érica diz que hoje entende que sua história de superação existe para servir de exemplo para outras pessoas. “Por meio de tudo que vivi, aprendi que a fé é como um músculo que, se exercitado, apresenta resultados e milagres. Entretanto, se isso não acontecer, ela atrofia e impede que o sobrenatural aconteça. Então, se você está passando por algum problema de saúde procure uma Universal ainda hoje. Nós precisamos ter uma atitude para Deus reagir com os milagres”, finaliza.

Muitas pessoas fazem e recebem orações para tratar doenças incuráveis nas reuniões de cura e libertação da Universal. As correntes acontecem todas as terças-feiras, em todo o Brasil. Veja o endereço da Universal mais próxima em universal.org/enderecos.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Ana Carolina Cury / Foto: Demetrio Koch 


reportar erro