Notícias | - 3:05 am


Se você foi vítima de violência, precisa ler isto3 min read

Diariamente, casos de abuso chegam à imprensa e muitas pessoas não sabem o que fazer

Se você foi vítima de violência, precisa ler isto3 min read

Mais um caso de violência contra a mulher dentro do transporte público aconteceu recentemente em São Paulo. Evandro Quessada da Silva, de 26 anos, ejaculou em uma passageira em um ônibus lotado, na zona leste da capital.

O delegado responsável pelo caso no 30º DP, Rubens Salles Pereira Orrin, informou que o jovem não tinha passagem pela polícia e que foi preso em flagrante por violação sexual mediante fraude – crime inafiançável e que pode render até seis anos de prisão.

Acontecimentos semelhantes parecem cada vez mais comuns e ganham espaço nos noticiários. Um famoso caso foi o do ajudante geral Diego Ferreira Novais, de 27 anos, preso e solto após cometer o mesmo crime contra uma mulher dentro de um ônibus na região da avenida Paulista, zona central de São Paulo, no fim de agosto. Dias depois ele foi detido por molestar outra mulher dentro de um coletivo.

Até quando?

A justiça tem se mostrado incompetente diante de casos de violência contra a mulher. Além de deixar os criminosos impunes, as vítimas são praticamente abandonadas e têm de lidar sozinhas com o medo e o trauma.

Para ir de encontro à necessidade delas é que surgiu o “Projeto Raabe”, que auxilia as vítimas de qualquer tipo de violência. “Os desafios das mulheres hoje são muitos, entre eles, ter coragem para denunciar o agressor e amparo após fazer a denúncia. Por isso, o grupo se coloca como um ombro amigo para dar apoio emocional às que passaram por situações como essa”, informa Fernanda Lellis, coordenadora do grupo no Brasil.

Se você foi vítima de violência, precisa ler istoUma das centenas de mulheres auxiliadas pelo Raabe foi a professora Camila da Silva Bonifácio (foto ao lado), de 37 anos, que enfrentou uma traição que deixou marcas em seu corpo e na sua alma. “Quando eu descobri que meu ex-marido estava me traindo, optei por terminar aquele relacionamento de oito anos. Tivemos uma briga, com agressão física de ambas as partes, mas alguns meses depois, por ele ter me visto falando ao telefone, achando que era com um pretendente, ele invadiu a casa onde eu morava e me agrediu, a ponto de eu desmaiar e perder 4 dentes. Acredito que foi por ciúme”, lembra.

Ela fez o boletim de ocorrência, proibiu-o de ver a filha por anos e passou a carregar mágoas do ex-companheiro. “Não podia nem sequer ouvir o nome dele, carreguei esse ódio por mais de 10 anos”, diz.

Mas, durante uma conversa com uma amiga, ela foi apresentada ao “Curso da Cura Interior”, promovido pelo “Projeto Raabe” e decidiu dar uma chance a si mesma para vencer os traumas que amarravam sua vida. “Fiz todas as aulas e tarefas pessoais e isso me ajudou a mudar. Consegui vencer a mágoa do meu ex-marido, superei o trauma das agressões e o rancor. Era afastada da igreja e, aos poucos, voltei para a presença de Deus. Hoje estou totalmente restaurada e convertida a Jesus”, comemora.

O curso da “Cura Interior” foi totalmente reformulado e traz novidades! Ele é gratuito, terá início no próximo dia 7 de novembro e é aberto para todas as mulheres que querem ajuda para superar os traumas do passado.

Em São Paulo, ele acontecerá no 10º andar do Templo de Salomão. Para encontrar os endereços das demais localidades fora da capital paulista acesse o site do grupo clicando aqui. A inscrição é feita no primeiro dia do curso.

Para maiores informações adicione o número de Whatsapp (11) 95349-0505 ou envie um e-mail para: projetoraabe@gmail.com.

Ao ir à uma Universal você também recebe ajuda e mais informações sobre o grupo. Encontre o templo mais próximo de sua casa aqui.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Rafaella Rizzo / Foto:  


reportar erro