Notícias | - 11:58 am


Relação a três4 min read

Em qual situação o triângulo amoroso pode dar certo?

Relação a três

Traumas, sofrimento, dor e comodidade, uma combinação nada saudável de uma relação a três.

O famoso triângulo amoroso é, sem dúvida nenhuma, um dos mais antigos assuntos dentro dos relacionamentos. Se por um lado, é tentadora a atração pela contravenção sentimental de uma relação a três, por outro, pode ser o buraco sem fundo do mais nocivo veneno das relações que não terminam bem.

ILUSÃO

Somente em um site exclusivo para infiéis existem 60 milhões de usuários ativos em 53 países. E essas são pessoas que pagam para trair.

Obviamente, existem muito mais comprometidos traindo sem pagar para um site. São pessoas que não entendem a gravidade da situação em que estão se colocando e, também, colocando outras pessoas.

Existe a ilusão de que participar de uma relação a três é uma grande aventura, na qual se misturam, além da infidelidade, ingredientes como a mentira, o sexo e a adrenalina de ter que se esconder e resolver situações rapidamente. No entanto, a pessoa só vai se afundando cada vez mais. Quem deseja dois amores, pode ficar sem nenhum.

UM JOGO PERIGOSO

O triângulo amoroso é um jogo de expectativas, porém muito perigoso. Normalmente é jogado por alguém que sempre se sentirá traído, outro alguém que sempre terá autoestima baixa e vai aceitar se envolver nestas condições e um terceiro alguém que não leva o casamento tão a sério quanto deveria e culpa o cônjuge pela busca de um parceiro fora da relação oficial.

A principal motivação que leva, por exemplo, não só a pessoa traída, como também a coadjuvante  desta relação a sustentar um triângulo amoroso é o medo da perda.

Esta perda não se limita à pessoa amada, mas na maioria das vezes, de quem mantém a estrutura familiar. Isso leva as pessoas a mutilarem sua dignidade e se sujeitarem a qualquer situação simplesmente para manter os parceiros ou parceiras do seu lado.

Uma relação a três é cercada de mentiras, de aceitação de mentiras, de promessas não cumpridas e por aí vai.

AS SEQUELAS

Seja nos romances trágicos de Shakespeare, nas novelas e filmes, o triângulo amoroso aparece quase sempre como uma situação praticamente normal.

Mas na prática não é bem assim. As traições machucam um casamento e formam feridas difíceis de serem curadas.

TRIÂNGULO AMOROSO

Diante disso, o escritor e palestrante Renato Cardoso avalia que há apenas uma situação em que o triângulo amoroso pode dar certo, mas ela não envolve três pessoas. Ficou confuso? Renato explica: “Imagine um triângulo em que você está em uma ponta da base, e a pessoa que você ama está na outra ponta. No topo do triângulo, está o próprio Deus. Com Ele, estão todos os atributos de um verdadeiro amor: respeito, amizade, carinho, justiça, fidelidade. Quando você e seu parceiro se aproximam da ponta superior do triângulo, ou seja, de Deus, vocês se aproximam mais um do outro e do verdadeiro amor”.

É muito mais fácil amar seu marido ou esposa quando você está mais próximo de Deus. Perto d’Ele você aprende e quer tratar bem a outra pessoa. Você quer amar. O próprio Deus ordenou que devemos amar nosso próximo como a nós mesmos, isto é, tratar quem nós amamos assim como queremos ser tratados. É como se aproximar de um braseiro. Você vai logo se aquecer.

“Onde há mentira não pode haver relacionamento. Escreva isso no seu coração”, explica o escritor.

FELIZES PARA SEMPRE

Quanto mais longe o casal estiver de Deus, mais longe estarão um do outro e da felicidade conjugal. Quanto mais perto d’Ele, mais perto estará da pessoa que ama e da felicidade.

Se ambos desejam viver “felizes para sempre”, é necessário lembrar do ‘triângulo amoroso’ e não se afastarem de Deus.

“Casamento é palavra. Casamento é troca de palavra, é empenho de palavra”, concluiu.

Se você precisa de ajuda para resgatar seu relacionamento participe das nossas reuniões de quinta-feira, ou procure a Universal mais próxima de você.

Relação a três

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação  


reportar erro