Notícias | - 2:05 am


Pessoas em situação de rua recebem uma segunda chance2 min read

Elas concluíram cursos profissionalizantes e ganharam oportunidades profissionais

Pessoas em situação de rua recebem uma segunda chance2 min read

Pessoas em situação de rua recebem uma segunda chanceNa manhã do dia 10 de novembro, pessoas em situação de rua, em Salvador, na Bahia, participaram de uma colação promovida pela Universal em parceria com a associação Agente de Direito da Criança e do Adolescente do Estado da Bahia (Adcaeb) e a prefeitura da cidade.

Parte dos formandos, que receberam um certificado profissionalizante, após a cerimônia saiu com a carteira de trabalho assinada.

Infelizmente, no País, muitas pessoas em situação de rua são marginalizadas pela sociedade e, por isso, não conseguem complementar os estudos ou ter uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho. Dados do Ministério Público do Estado da Bahia (MPE-BA) mostram que, na capital do Estado, mais de 14 mil pessoas vivem nas ruas.

Pessoas em situação de rua recebem uma segunda chancePor isso, o grupo Anjos da Madrugada idealizou esse projeto de formação profissionalizante. Por meio dessa ação, os voluntários também realizam doações de alimentos, roupas e oferecem um ombro amigo para aqueles que desejam uma segunda chance.

“Formar pessoas em situação de rua em cursos profissionalizantes é um fato inédito no Estado da Bahia. Essa foi a primeira vez que conseguimos lograr êxito em dar esse tipo de oportunidade aqui. Eles somente aceitaram ir às aulas porque os voluntários do Anjos da Madrugada se disponibilizaram em acompanhá-los, duas vezes por semana, durante quatro meses, período em que duraram os cursos”, contou o pastor José Jefferson dos Santos Filho, responsável pelo grupo de Evangelização da Universal no Estado da Bahia.

O evento especial, que aconteceu no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, contou com a presença do prefeito Antônio Carlos Magalhães Neto, além de outras autoridades.

Segundo o pastor Roberval Pereira Santos, responsável pelo Anjos da Madrugada, essa ideia já trouxe resultados positivos. Havia um casal que vivia nas ruas juntamente com o filho, de 5 anos. Hoje, eles moram em uma casa.

Ao todo, foram 22 formados na faixa etária entre 20 e 40 anos.

(*) Com informações da UNIcom


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Daniel Cruz* / Fotos: Cedidas 


reportar erro