Notícias | - 12:05 am


Perfil falso alerta sobre o perigoso consumo de álcool3 min read

A francesa Louise parecia uma celebridade das redes sociais, mas, na verdade, só estava lá para chamar a atenção dos seguidores

Perfil falso alerta sobre o perigoso consumo de álcool3 min read

Não demorou muito para que a parisiense Louise Delage, de 25 anos, alcançasse mais de 65 mil seguidores na rede social Instagram. As paisagens luxuosas que a mostravam aproveitando a vida em jantares, eventos e praias paradisíacas atraíram milhares de curtidas. Mas, por trás de cada imagem bonita, existia algo que quase passou despercebido aos olhares dos seguidores.

Nas 150 fotos postadas, a francesa aparecia sempre com um copo ou uma garrafa de bebida alcoólica na mão. No dia 22 de setembro, Louise (que não era seu nome) revelou que o perfil na rede social não era verdadeiro, mas fazia parte de uma ação de conscientização sobre o alcoolismo, realizada pela agência de publicidade BTC.

O intuito foi usar a imagem da modelo para figurar na campanha Curta meu Vício. Uma intervenção muito inteligente e que, segundo a diretora criativa da campanha, Stéphane Xiberras, teve o objetivo de retratar a dificuldade em detectar a dependência alcoólica. A conta falsa revelou “uma pessoa que você encontraria todo dia, mas que nunca suspeitaria que é alcoólatra”, declarou Stéphane ao site AdFreak.

Após a divulgação da campanha, o número de visualizações triplicou. Para a diretora, foi assustador o fato de que poucas pessoas desconfiaram do problema exposto. Isso, segundo ela, se deu porque as postagens mostravam uma menina bonita em um meio luxuoso e com uma vida “desejável”.

Independemente da classe social

Perfil falso alerta sobre o perigoso consumo de álcoolVivemos em uma sociedade repleta de padrões e estereótipos, na qual as pessoas são facilmente pressionadas pelo meio em que vivem. Quando se trata de bebidas alcoólicas, essa influência do meio se torna ainda mais forte.

Segundo pesquisas da Organização Mundial da Saúde, o álcool é a maior causa de morte entre jovens brasileiros entre 15 e 19 anos, além de matar mais de 3 milhões de pessoas todos os anos. Além disso, a OMS calcula que o consumo seja causador de 200 doenças ou lesões, como cirrose hepática e alguns tipos de câncer, e torne também as pessoas mais suscetíveis a doenças infecciosas.

A OMS diz que o álcool mata mais que a violência e até mais que a Aids e sugere que é preciso acabar com a cultura do prestígio social que a bebida ainda representa. Afinal de contas, o álcool é uma droga como outra qualquer.

Vivemos tempos em que as pessoas começam a beber cada vez mais cedo. Não importa se a cachaça custa R$ 5 ou se o drinque custa R$ 1 mil. Os prejuízos que a bebida causa à saúde são grandes e podem atingir pessoas de todas as idades e classes sociais. Por isso, saber falar não e não ceder às pressões do ambiente é a atitude mais inteligente que se pode tomar.

Você conhece alguém que precisa de ajuda ou você mesmo tem buscado se libertar de um vício mas não consegue? Então, participe da reunião da Cura dos Vícios, que acontece aos domingos, na Universal da Avenida João Dias, 1.800, em Santo Amaro – zona sul da capital paulista. Ou clique aqui e encontre uma igreja mais próxima de sua casa para participar. Informe-se sobre os horários.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Ana Carolina Cury / Fotos: Reprodução 


reportar erro