Notícias | - 12:05 am


Os perigos do comodismo espiritual5 min read

A pessoa acomodada na fé se desvia mais facilmente dos caminhos de Deus. Confira como evitar o esfriamento

Os perigos do comodismo espiritual5 min read

Você já parou para pensar o quão ativa está sua área espiritual? Muitas pessoas frequentam a igreja, estão habituadas com as pregações, familiarizadas com tudo que provém da Bíblia Sagrada e não praticam atos contrários às leis de Deus. Contudo, estão acostumadas com o relacionamento que têm com Ele e não crescem espiritualmente.

A sensação de bem-estar e normalidade faz com que elas tenham sempre as mesmas atitudes. Ir a uma reunião na igreja torna-se um hábito religioso. Orações e jejuns são feitos de modo automático e não conscientemente. O ato de ler a Bíblia vira uma leitura qualquer e não mais uma forma de meditação. Enfim, aparentemente estão em comunhão com Deus, mas, no íntimo, não têm uma relação fortalecida com Ele.

Alguns sinais revelam que o cristão pode estar acomodado espiritualmente. Um deles diz respeito às suas atitudes. é preciso reparar se as ações que tem atualmente são diferentes daquelas que tinha no início da sua vida cristã. Isso porque, quando uma pessoa começa a ter um compromisso com Deus, ela é bastante ativa em relação à comunhão com Ele: ora diariamente, jejua sempre, faz propósitos, participa de correntes para várias áreas e transmite a todos o que Deus é capaz de fazer.

Entretanto, passado um tempo, alguns cristãos deixam o “primeiro amor” e se tornam menos dedicados. Para eles, o cuidado com a área espiritual, que outrora era uma prioridade, passa a ser um peso, uma obrigação. Além disso, não veem mais os desafios com Deus como oportunidades, porque já estão acostumados com o que já obtiveram dEle.

O fato de conquistar bênçãos em várias áreas, aliás, é motivo para que muitos pensem que já estão em vantagem com Deus. Enganados pela cegueira espiritual, julgam que, pelo fato de serem abençoados, estão isentos de qualquer tipo de tentação e que nada de mal vai lhes acontecer.

A facilidade para o mal

Os perigos do comodismo espiritualO Bispo Edir Macedo, em seu programa Palavra Amiga, transmitido diariamente pela Rede Aleluia, destacou que os sentimentos são também responsáveis pela fraqueza espiritual. “Pessoas firmes na fé, por uma razão ou por outra, acabaram aceitando os caprichos do coração e, assim, caíram no mundo. Vivem por aí como zumbis na fé, pois não têm nem prazer em ir à igreja. Estão apagados, desorientados”, alertou.

Ele ressaltou que as pessoas desanimam espiritualmente porque passam a reparar em situações que não provêm de Deus. “Enquanto elas abraçavam a fé, mantinham-se firmes, mas com o tempo, diante dos problemas e também das tentações que o mundo ofereceu, acabaram se desligando. Outras ficaram até mornas na fé”, explicou.

Isso ocorre porque o comodismo espiritual oferece livre acesso ao diabo. Se a pessoa não está mais ativa como antes nos compromissos com Deus, é mais fácil que se envolva com algo ou alguém que não provém dEle.

Ela acaba cometendo um erro aqui e outro ali, que antes não cometia, e deixa a “velha criatura” aos poucos renascer dentro dela. Com isso, sua Salvação, que foi conquistada com dificuldade, é perdida.

Em uma passagem bíblica, Jesus diz que muitas pessoas que se afirmaram, enganosamente, como seguidoras de Cristo não herdarão o Reino de Deus. “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em Teu nome? E em Teu nome não expulsamos demônios? E em Teu nome não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” (Mateus, 7:22-23).

Se o diabo aos poucos começa a atuar na vida do cristão, logo ele começa a ter dúvidas de que realmente o Senhor continua com ele. Pensamentos controversos veem à sua mente, como, por exemplo, “será que vou ser abençoado?”, “Deus é capaz de fazer isso?”, “vou conseguir superar esse problema?”. Então, sua fé fica abalada.

Outro problema é a passividade diante das situações adversas. Enquanto está acomodada, a pessoa não demonstra mais sua revolta contra as obras do mal. Por estar com a fé estremecida, os problemas são mais difíceis de serem vencidos e aí surge o desânimo.

Os perigos do comodismo espiritualPara que o cristão acorde desse sono espiritual, o Senhor até permite que dificuldades maiores aconteçam, fazendo com que ele passe por fases em que precisará reaprender a depender de Deus para superá-las. é uma forma que Deus usa para “despertar” o cristão desse comodismo.

Seja nas tentações, seja nos sentimentos e nas dificuldades, é preciso estar atento para evitar o comodismo. Priorize tudo que envolve a área espiritual e, certamente, você estará sempre em comunhão com Deus.

Saia da zona de conforto espiritual

• Volte a praticar aquilo que fazia assim que assumiu um compromisso com Deus;

• Surpreenda a Deus, desafiando a sua fé em campanhas, propósitos e votos;

• Reconheça que as dificuldades servem para evitar o esfriamento espiritual;

• Seja uma pessoa decidida e revoltada contra as obras do mal;

• Exercite também a fé no cotidiano, mantendo pensamentos ligados a Deus.,

Aos domingos, em toda a Universal, bispos, pastores e obreiros clamam para que todos os presentes tenham um encontro com Deus. Se você tem chorado, mesmo que baixinho e sem que as pessoas saibam, se você está cativo por causa de um problema, não deixe de participar, desse dia especial. Veja o endereço da Universal mais próxima da sua casa.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Janaina Medeiros / Foto: Fotolia 


reportar erro