Notícias | - 12:05 am


Os efeitos do pecado5 min read

Entenda como Deus reage às más atitudes humanas e saiba como agir para evitar o sofrimento

Os efeitos do pecado5 min read

“Por que Deus permite que essa situação ruim aconteça?” é comum ver muitas pessoas fazendo esse tipo de questionamento. Entretanto, a maioria não se pergunta sobre as causas que levaram àquele acontecimento.

Algumas vezes, as adversidades da vida de uma pessoa são decorrentes de suas más atitudes. Se ela começa a errar e viver em pecado, certamente Deus vai permitir que ela colha os frutos desse comportamento.

Quantas vezes você viu um namoro não seguir em frente, por exemplo, por que os envolvidos estavam pecando? Ou um negócio profissional não dar certo porque uma das partes estava errando? Inúmeras vezes. Isso porque o objetivo de Deus é fazer com que a pessoa perceba que está no caminho que a afasta dEle. Ela passa por um desafio muito difícil que lhe traz sofrimentos e dor. Só assim ela passa a enxergar as falhas que cometeu para, então, mudar suas atitudes e, enfim, tornar-se obediente a Deus.

As consequências negativas do pecado sempre existiram. Alguns homens da Bíblia Sagrada padeceram por causa das transgressões que cometeram. Quem acompanha a novela “A Terra Prometida”, na Record TV, viu Acã, conhecedor dos mandamentos divinos, morrer em decorrência de sua traição a Deus e ao seu povo: ele roubou para si o ouro e as peças preciosas da cidade de Jericó.

Mas não é apenas o pecador que padece por causa de seus erros. Muitas vezes, as consequências do pecado atingem outras pessoas, como também aconteceu com o povo hebreu após o pecado de Acã.

Por causa da transgressão dele, Israel perdeu a batalha para o Reino de Ai, cujo exército era muito inferior ao dos hebreus. O líder Josué não havia consultado a Deus para seguir com seu exército e, por isso, ficou sem saber que havia um traidor no meio deles. Se tivesse pedido a direção de Seu Senhor, certamente Ele ordenaria que o pecado fosse antes removido para poderem, então, partir para a batalha. Nesse exemplo, Deus permitiu que Israel perdesse vários homens para mostrar a todos que existia algo pecaminoso no meio deles.

A permissão de Deus

Se o cristão está prestes a cair em tentação, os olhos de Deus tornam-se atentos às suas ações. Ao notar que o homem O desobedeceu e pecou, o Senhor se entristece e lhe mostra como suas atitudes erradas trazem malefícios.

Quando o povo hebreu estava com muita sede no deserto de Zim, por exemplo, Deus ordenou a Moisés que ele falasse com a rocha para que dela saísse água. Contudo, em um momento de ira, ele bateu na rocha duas vezes, em vez de falar com ela. Essa atitude desagradou a Deus, que o repreendeu e o impediu de entrar na Terra Prometida. Talvez o ato de Moisés não tenha sido tão grave e Deus pudesse ter compreendido sua atitude, mas ele foi incrédulo e O desobedeceu.

Em um post em seu blog, o Bispo Edir Macedo escreveu que qualquer pecado desagrada a Deus porque é consequência de uma desobediência. “Deus julga a raiz do pecado onde os olhos humanos não conseguem avaliar. Para o Altíssimo, não importam as justificativas dadas por uma pessoa para defender o seu erro, pois Ele não é convencido por nenhuma desculpa usada para a prática do pecado. Ele enxerga o pecado em si.”

Por isso, é natural que o pecador passe por problemas decorrentes dos seus atos. “Ele trata as nossas falhas com critérios justos e individuais e ninguém está imune às consequências das faltas praticadas”, completa o Bispo.

Na vida de um cristão, as consequências do pecado continuam à medida que ele reage diante dos seus erros. Se ele se arrepende, confessa suas falhas e se reconcilia com Deus, Ele lhe dá uma nova chance e o tira daquela situação ruim. No entanto, se ele não se conserta com Deus, poderá passar por problemas ainda piores, como explica o Bispo: “Ao permanecermos no pecado, nos tornamos escravos dele e o pecado passa a ser o nosso senhor e a reinar no lugar de Jesus”.

Para entender a diferença, veja o exemplo de Saul e Davi. Saul era um homem ungido por Deus, mas, levado pelo orgulho, pecou várias vezes. Ele não reconheceu o seu pecado e foi cada vez mais se afastando de Deus. Assassinou 85 sacerdotes de Deus, se consultou com uma feiticeira e depois se suicidou.

Davi também pecou ao adulterar e engravidar a mulher de seu mais fiel militar, Urias. Para ocultar seu pecado, mentiu e ainda mandou matá-lo. Contudo, depois de receber o julgamento, se arrependeu e se humilhou diante de Deus. Embora o arrependimento tenha trazido o perdão, Davi teve de colher os frutos do pecado: também foi traído cruelmente e teve a espada da morte em sua família.

Portanto, se há situações negativas acontecendo por causa do seu mau comportamento, é preciso se arrepender e se reconciliar com Deus. Você sofrerá com as consequências dos erros, mas receberá o perdão dEle e continuará em Sua presença, que é o mais importante.

Saiba mais sobre esse e outros assuntos espirituais na Noite da Salvação, que acontece todas as quartas-feiras, na Universal. Clique aqui para consultar o endereço de uma igreja mais perto de você. Ou converse agora mesmo com um Pastor Online e receba uma orientação.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Janaina Medeiros / Foto: Fotolia 


reportar erro