Notícias | - 3:27 pm


O poder da revolta consciente1 min read

O poder da revolta consciente

Você sabia que toda pessoa de sucesso é revoltada? Não revoltada contra Deus, contra as pessoas ou contra o governo, mas revoltada contra a situação ruim. Revoltada contra a injustiça. A revolta consciente é uma não conformidade. A pessoa não se acomoda. 

O revoltado é diferente. O olhar é diferente, as atitudes são diferentes, o comportamento é diferente, a postura é diferente. E os resultados que ele alcança também são diferentes. 

Entenda bem: quem manifesta a revolta consciente não fica com problemas com as pessoas, nem reclama. 

Há uma grande diferença entre “revolta” e “rebeldia”. A revolta é racional. A rebeldia é emocional. 

Muitas são as pessoas que falam e associam Jó à paciência, mas ele era assumidamente revoltado. Ele disse: 

Ainda hoje minha queixa é de um revoltado, apesar de a minha mão reprimir o meu gemido. Ah! Se eu soubesse onde O poderia achar! Então, me chegaria ao Seu tribunal. Exporia ante Ele minha causa, encheria a minha boca de argumentos. Saberia as palavras que Ele me respondesse e entenderia o que me dissesse. Acaso, segundo a grandeza de Seu poder, contenderia comigo? Não; antes, me atenderia” (Jó 23.2-6). 

A certeza de que Deus o atenderia e resolveria sua situação era tão grande que ele queria encontrá- Lo pessoalmente. 

Deus permite que você seja ferido, provocado, machucado, para sua fé se aquecer. Ele não deseja, nem planeja, mas permite. 

O que você quer? Recuperar o que perdeu? Respeito? Credibilidade? Tudo o que deseja de volta, se você se revoltar de maneira racional e convicta, alcançará. 

Deus não é torturador. As dificuldades existem para serem superadas por meio dessa revolta racional. 

O poder da revolta consciente

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação  


reportar erro