Notícias | - 12:08 am


Mulheres traem mais quando homens não ajudam nas tarefas domésticas3 min read

Pesquisa indica que a falta de ajuda em casa é um motivador de infidelidade. Será mesmo?

Mulheres traem mais quando homens não ajudam nas tarefas domésticas3 min read

Uma pesquisa realizada pelo site francês Gleeden indica que um dos principais motivos para a infidelidade das mulheres é a falta de auxílio dos maridos nas tarefas domésticas, como lavar a louça, passar a roupa ou limpar a casa, por exemplo.

De acordo com o resultado, 73% das mulheres infiéis afirmam que essa é a maior causa da traição. Já 84% das entrevistadas responderam que isso, ao menos, é motivo para muitas brigas, sendo que as discussões abrem espaço para um possível comportamento infiel.

A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas com 10 mil. O site é especializado em promover encontros extraconjugais.

Aprendendo a cobrar

Casamento é um compromisso e, como tal, deve ser levado a sério. A Palavra de Deus recomenda: “Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.” Hebreus 13.4

Qualquer comportamento – inclusive a falta de ajuda nas tarefas domésticas – que deixe uma das partes do casal insatisfeita deve ser motivo de conversa. é por meio do diálogo que os problemas serão resolvidos, não por meio da infidelidade.

Se o objetivo é melhorar o casamento, é preciso entender que a ideia de Deus para o casamento foi que o homem servisse a mulher e vice-versa. “Uma competição sadia de quem faria mais bem ao outro. Isso é amor de verdade”, afirma o escritor Renato Cardoso, autor do livro “Casamento Blindado”. Ele explica que, infelizmente, muitas pessoas têm se casado acreditando que poderão se servir do companheiro, ao invés de servi-lo:

“E por isso logo vêm as cobranças: ‘Você não faz isso para mim’; ‘Você não se importa com o que eu quero, só com o que você quer’; ‘Se você não me atende aqui dentro eu vou buscar lá fora’.”

é o que indicaram os entrevistados na pesquisa do site francês: ao perceberem resposta nula a suas cobranças, eles vão buscar fora de casa uma compensação. O que nem todos percebem, no entanto, é que o erro não está apenas no companheiro “descompromissado”, mas também em si mesmos, que não sabem como cobrar.

“é claro que queremos receber também, não apenas dar. E parece lógico que para receber precisamos pedir. Porém, na lógica do Autor do Amor, dar é pedir. Quando eu dou a alguém, aquela pessoa fica endividada comigo. Quanto mais eu dou, maior a dívida. E não há um ser humano que goste de ficar endividado—muito menos de ser cobrado. Portanto, o caminho para receber é dar, e não cobrar. Dar porque é o nosso papel, nossa responsabilidade. Dar porque cremos na lei do dar e receber”, conclui Renato.

Caso você também esteja passando por dificuldades em seu casamento, participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, na Universal. Não espere o problema crescer para procurar uma solução.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock 


reportar erro