Notícias | - 3:00 am


Mulher traída se vinga e vira ré na Justiça3 min read

Entenda por que a vingança não é o melhor caminho a seguir

Mulher traída se vinga e vira ré na Justiça3 min read

Ela foi traída e terá que responder na Justiça por seus atos. Não, ela não será processada porque seu marido foi infiel, mas sim pelas atitudes que tomou ao descobrir a infidelidade do rapaz.

Uma mulher (que não teve o nome divulgado pela polícia) ficou revoltada ao descobrir que seu esposo a traía com uma jovem universitária e decidiu se vingar. Ela imprimiu conversas que o casal de amantes teve por meio da rede social WhatsApp e as transformou em panfletos. Depois, distribuiu pela cidade, principalmente em frente à faculdade em que a amante estuda. A raiva foi tão grande que a mulher traída chegou a contratar um carro de distribuição de panfletos e criar um perfil falso no Facebook para espalhar a notícia.

A repercussão do caso foi enorme, especialmente por se tratar de uma cidade pequena (Apucarana – PR), com apenas 130 mil habitantes. Com seu nome, telefone e endereço divulgados nos folhetos, a amante precisou abandonar a faculdade momentaneamente. Para resolver a questão, ela procurou a polícia.

“Procuro homem casado”, dizia o folhetim (imagem acima), como pode ser visto na imagem ao lado. Por querer se vingar, a vítima se tornou ré. Agora responderá pelos crimes de injúria e difamação. Conforme o delegado responsável pelo processo afirmou à imprensa, ela corre o risco de ser condenada à detenção, multa ou prestação de serviços comunitários ou pagamento de cestas básicas ao Estado. Seja como for, a vingança será punida.

O que fazer ao se deparar com a traição

“O que você temia lhe sobreveio. Seu marido ou esposa lhe traiu. Sua dor é insuportável. Seus pensamentos estão a mil por hora. Por mais difícil que o que vou lhe dizer a seguir possa parecer, é imprescindível que você siga alguns passos para evitar que a situação piore ainda mais”, orienta o escritor Renato Cardoso, autor do livro “Casamento Blindado”.

De acordo com ele, a primeira dica é não agir sob forças de emoções:

“Não tome nenhuma decisão drástica logo após descobrir uma traição. Suas emoções estão à flor da pele e poderão fazer com que você tome atitudes das quais você se arrependerá mais tarde. Raiva, ódio, desejo de vingança, e outras dores emocionais são péssimos ingredientes para tomar decisões. Espere que o furacão emocional passe. E pode ter certeza, ele vai passar.”

Se a paranaense tivesse feito isso, hoje ela não estaria respondendo a um processo criminal. Tanto o marido quanto a amante erraram, mas o erro dela não consertou a situação, apenas a agravou.

Se você está passando por uma situação tão difícil quanto essa e precisa descobrir o que fazer em seu relacionamento, participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, na Universal, e receba a orientação dos conselheiros matrimoniais Renato e Cristiane Cardoso.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Andre Batista / Imagens: Divulgação Polícia Civil 


reportar erro