Notícias | - 12:56 pm


MÊS AZUL para a conscientização masculina4 min read

Câncer de próstata ainda é uma das principais causas de mortes entre homens.

MÊS AZUL para a conscientização masculina

O outubro foi o mês rosa. Foram 30 dias dedicados à luta pela conscientização da mulher quanto ao câncer de mama. Agora é a vez do Novembro Azul. Serão quatro semanas em que o foco estará na prevenção ao câncer de próstata. Trata-se de uma oportunidade similar à das mulheres em relação ao câncer e para que o homem se conscientize e cuide corretamente de si mesmo.

Motivos não faltam para a realização dessa campanha. De acordo com as estatísticas, um em cada nove homens será diagnosticado com esse mal durante a vida. Dentre os tumores malignos, o câncer de próstata é a segunda principal causa de morte entre os homens – a primeira é o da pele.

SINAL DE ALERTA

O câncer da próstata, é o mais comum entre os homens nos Estados Unidos, segundo a Associação Americana de Câncer estima-se que em 2020, haverá 191,930 novos casos de câncer da próstata e 33,330 mortes causadas pela doença. A associação aponta que um a cada nove homens será acometido pelo problema ao longo de sua vida e um a cada 41 morrerá por causa dele. Só esses números já deveriam servir de alerta para que o homem procure se prevenir, mas, na prática, isso não acontece.

Muitos homens esperam o aparecimento de sintomas para buscar ajuda e esse pode ser um erro fatal. Quando identificam algum sinal, como jato da urina mais fraco ou urinar a todo o momento, decidem ir a um urologista. Contudo esse tipo de indício pode significar que o câncer de próstata já está em estágio avançado, inclusive sem possibilidade de cura.

EXAMES

Uma das formas para verificar existência da doença é o exame de PSA. Mesmo não sendo específico para o câncer, mas para a avaliação da próstata que pode aumentar de tamanho por diversos fatores, como uma inflamação, por exemplo, ele pode mostrar se há algum indicativo da doença.

Outro exame que não substitui o anterior é o de toque retal. Se nele for percebido o endurecimento ou qualquer alteração da próstata, há a possibilidade de que seja câncer. Os médicos recomendam que quando há histórico familiar (o pai, o irmão ou o tio tiveram câncer de próstata) o exame de toque retal seja feito a partir dos 40 anos e, caso não haja incidência familiar, aos 45 anos.

NOÇÃO ERRADA

Embora as visitas regulares ao urologista depois dessa idade também sejam indicadas, o homem tem resistência em fazer o exame de toque retal e se prevenir. Equivocadamente, um em cada cinco homens acredita que essa forma essencial de detectar precocemente a doença fere suas noções de masculinidade.

Mas a verdade é que a manutenção desse preconceito pode abreviar a vida ou causar problemas permanentes para o homem.

AÇÃO SIMPLES

Se você preza pela sua vida, adote uma ação simples: não deixe de se prevenir. Como a maioria dos tumores iniciais, o de próstata não apresenta sintomas, a prevenção é o melhor caminho para que esse tipo de mal seja tratado ainda no começo.

E, se você é um homem inteligente, já percebeu que se preocupar com sua saúde e se cuidar, seja fazendo o exame de toque, seja por meio de outro procedimento, não afeta a sua masculinidade.

A campanha de conscientização Novembro Azul é importante, mas é apenas um lembrete de como o homem deve conduzir a sua saúde durante toda a sua vida.

O exame é rápido. Quanto antes for feito, melhor para a sua saúde. Não deixe que o preconceito infundado acabe com a sua vida.

Você não precisa esperar para fazer o exame somente quando a campanha acontece. Vá ao médico e faça exames regularmente. Não deixe que o descuido acabe com a sua vida. Cuide do seu corpo com esmero e dedicação, pois ele é a morada do Espírito Santo. Previna-se.

MÊS AZUL para a conscientização masculina

Encontre uma Universal mais perto de você.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação 

    Tânia Araújo


reportar erro