Notícias | - 12:05 am


Meninas de 7 anos já se preocupam com a imagem perfeita2 min read

Pesquisa britânica mostra que jovens se sentem pressionadas a ter corpo ideal. Imposição de padrões de beleza pode destruir autoestima e prejudicar infância

Meninas de 7 anos  já se preocupam com  a imagem perfeita2 min read

A preocupação com a aparência é um problema que atinge pessoas cada vez mais jovens. Nem as crianças escapam da pressão dos rígidos padrões de beleza. Um estudo britânico divulgado em outubro revelou que meninas de 7 anos já sentem vergonha da própria aparência. Uma em cada quatro jovens entre 7 e 10 anos afirma que se sente pressionada a ter um corpo “perfeito”.

Mais de um terço das meninas de 7 a 10 anos afirmam que foram levadas a acreditar que a aparência era seu atributo mais importante e 38% acham que “não são bonitas o suficiente”. O levantamento indica que apenas 61% delas estão felizes com a própria imagem. A pesquisa foi feita pela organização Girlguiding com 1.627 jovens entre 7 e 21 anos.

Objetificação

O relatório indica que o baixo nível de confiança tem origem na exploração da imagem da mulher na mídia e na transformação do corpo feminino em objeto. Outros fatores que contribuem para isso são o assédio nas ruas e o abuso sexual on-line.

“O estudo deste ano demonstra o impacto chocante que o foco na aparência está tendo nas meninas mais jovens da sociedade”, disse Becky Hewitt, diretora do Girlguiding, em entrevista ao jornal The Guardian.
“As meninas nos disseram que parássemos de julgá-las pela aparência. Todos os dias elas nos inspiram com sua bravura, senso de aventura e sua bondade. Pedimos a todos que mostrem às meninas que elas são valorizadas por quem elas são – e não pelo que parecem”, completou Becky.

O valor da mulher

Meninas de 7 anos  já se preocupam com  a imagem perfeitaMedir o valor de uma mulher por sua aparência pode ter consequências devastadoras para a sociedade. O julgamento baseado na imagem faz com que muitas meninas sacrifiquem a própria saúde para se encaixar em padrões quase impossíveis de serem atingidos. A preocupação com a aparência encurta a infância e rouba das crianças o direito de brincar e se divertir. O descontentamento com a própria imagem pode destruir a autoestima e impedir que essas garotas realizem sonhos por causa da insegurança.

Ajude uma criança

Mas como combater o problema? O primeiro passo é ensiná-las a pensar sobre o verdadeiro valor das pessoas. Além disso, é importante que cada ser humano valorize o que realmente importa. Um abraço caloroso, um ombro amigo e uma conversa divertida valem muito mais do que ter um “corpo perfeito” ou a roupa da moda. Fazer elogios sobre atitudes e comportamentos é outro desafio. Quantas vezes você já parabenizou uma criança por sua inteligência, em vez de dizer que ela é linda? Combater o culto à aparência é uma tarefa que exige reflexão e bom senso. Por isso, da próxima vez que você pensar em fazer um comentário sobre a beleza de uma menina, o que acha de substituí-lo por um elogio à personalidade dela?


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Rê Campbell / Foto: Fotolia 


reportar erro