Notícias | - 12:05 am


Inspiração que vem da fé4 min read

Após ser curada de um câncer, a atriz e empresária Kátia Reis muda seus projetos para ajudar outras mulheres a vencerem a doença e a resgatarem a autoestima

Inspiração que vem da fé4 min read

Quem vê a atriz e produtora de eventos Kátia Reis (foto ao lado), de 48 anos, estampando o grande sorriso no rosto não imagina que há cerca de um ano ela chorava após a descoberta inesperada de uma doença.

Em dezembro de 2015, ela foi diagnosticada com um câncer de mama em grau avançado. Por ter um corpo belo e boa aparência, logo no início, ela ficou indignada. “No passado, eu fazia de tudo para ficar bonita e magra. Então, não me alimentava direito e fazia muitos exercícios para poder manter meu padrão de beleza, mas não imaginava que essa doença poderia atingir meu corpo”, conta.

Kátia foi uma modelo famosa na década de 1990. Trabalhou como atriz e em programas de TV e também estampou capas de revistas. Mas, depois de muito sucesso, viu sua vida arruinada por diversas perdas, uma delas ocorrida após a gravidez, há dez anos. “Isso me fez sentir uma rejeição muito grande com relação às emoções, aos sentimentos. Fui despejada da casa onde morava, perdi bens, fui ao fundo do poço”, conta.

Após alguns anos, Kátia conseguiu refazer sua vida financeira e abriu uma produtora de eventos. Desde então, tem alcançado sucesso na área profissional.

A notícia do câncer veio em um momento em que ela estava voltando a colher os frutos de seu trabalho. Então, era natural que ela ficasse abalada. Apesar disso, a tristeza durou pouco tempo.

Após alguns dias do diagnóstico, a empresária conheceu a Reunião da Cura na Universal e soube como a fé poderia ser capaz de curá-la. “Eu pensei: ‘chorar não vai adiantar nada, então, vou atrás do meu objetivo’. Só que sabia que sem Deus eu não iria ter sucesso”, afirma.

Então, Kátia começou a frequentar as reuniões. Lá, recebia orações e fazia o tratamento com a água consagrada. “Eu usei a ‘gota do milagre’ durante sete meses. Foi intensa a minha fé, porque tinha certeza do que estava fazendo. Eu sentia o Espírito Santo agindo dentro de mim”, destaca.

Enquanto Kátia manifestava sua fé em Deus para ser curada, recebia forças para não se entregar à doença. Por isso, mesmo vendo seus cabelos, pelos e sobrancelhas caírem em razão das sessões de quimioterapia, ela se manteve forte a ponto de passar a se valorizar ainda mais. “Ganhei de presente o verdadeiro amor por mim. Com isso consegui me enxergar melhor por dentro e descobri o valor de cada detalhe”, afirma.

Pouco tempo depois, ela foi curada sem que fosse preciso retirar a mama. Como a doença estava progredindo, toda a equipe médica ficou surpresa. “Fiz um desafio com a ciência, pois o tratamento seria lento e eu não aceitava ter meu seio mutilado. Quando os médicos abriram meu seio, não encontraram mais nada.”

A missão

Ainda quando fazia o tratamento espiritual nas Reuniões de Cura, Kátia passou a ter um novo estilo de vida, unindo a fé à mudança de hábitos. Passou a se alimentar melhor, a ter equilíbrio emocional para lidar com a situação e a buscar informações sobre a doença e os métodos de vida saudáveis. Seu foco era compartilhar sua experiência com outras mulheres que lutam contra a doença. “Todas essas mudanças contribuíram para minha autorregeneração. Então, queria levar ao público que Deus havia me devolvido a vida com abundância”, enfatiza.

Kátia começou a publicar nas redes sociais o programa Projeto do Corpo, que consiste em informações sobre saúde, superação e fé, baseadas em sua história de vida. “Eu recebi o milagre pela fé. Então, é uma missão de Deus passar isso às outras pessoas.”

Logo o projeto ficou maior e ela passou a ministrar palestras, como a que ocorreu no Hospital Pérola Byington, na capital paulista, em outubro de 2016, durante a campanha do Outubro Rosa. “Nas palestras, eu passo o que a fé, aliada aos bons hábitos, pode fazer pela mulher. Falo de amor, do apoio da família e de tudo o que é importante para uma enferma com câncer. Explico que se ela fizer um tratamento sério espiritual não tem como dar errado”, enfatiza.

Agora, Katia está escrevendo o livro Fio da Vaidade para deixar registrada sua história de superação e inspirar outras mulheres. “A doença me tornou uma pessoa melhor, que quer viver. Eu quero mostrar que a saúde vem de dentro para fora. A minha beleza, por exemplo, voltou muito mais bela”, comemora.

Muitas pessoas fazem e recebem orações para tratar doenças incuráveis nas reuniões de cura e libertação da Universal. As correntes acontecem todas as terças-feiras, em todo o Brasil. Veja o endereço da Universal mais próxima em universal.org/enderecos.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Janaina Medeiros / Fotos: Demetrio Koch e Cedida 


reportar erro