Notícias | - 12:05 am


Homens e mulheres são batizados nos presídios3 min read

No mês de novembro, 2.440 presos renasceram em todo o Brasil

Homens e mulheres são batizados nos presídios3 min read

Durante o mês de novembro, o bispo Afonso Silva, responsável pelo trabalho do grupo Universal nos Presídios (UNP) em todo o Brasil, organizou um megabatismo nas unidades prisionais do País, com a ajuda dos pastores e obreiros do UNP. A ação foi bem-sucedida e 2.440 homens e mulheres privados de liberdade foram batizados.

O número chama a atenção, pois ultrapassa o número total da população carcerária do maior presídio feminino da América Latina, a Penitenciária Feminina de Sant’Ana, em São Paulo, que possui atualmente 2.141 internas. O dado é da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP-SP).

O resultado dessa ação não aconteceu do dia para a noite. Durante várias semanas, o grupo entrou nos presídios para levar a Palavra de Deus e falar sobre arrependimento. Para o bispo Afonso, os batismos foram muito importantes. “Nós, bispos, pastores e obreiros do UNP fomos a todos os presídios do Brasil obedecendo à ordem do Senhor Jesus, pregando o Evangelho e batizando os arrependidos, os sinceros e aqueles que deram credibilidade à Palavra. Quando uma pessoa é mergulhada, é submergida nas águas, os erros e crimes que ela cometeu ficam sepultados por conta do arrependimento. O batismo nas águas é a oportunidade de um recomeço”, disse.

Voluntários

Deuzirene Oliveira Rocha Silva, vendedora, de 42 anos, mora em São Luís, no Maranhão, e trabalha como voluntária há oito anos no grupo. Ela auxilia o pastor Venino e sua esposa, Dona Estela, com o trabalho na cidade.

“Para mim é muito gratificante fazer parte do grupo. Acompanho o pastor Venino nos batismos e sei o quanto é importante o batismo dentro dos presídios. Na maioria das vezes, encontramos diversos obstáculos, mas isso não nos impede de ganhar essas almas. Eu fico muito feliz quando eles tomam a atitude de mudar de vida”, afirma Deuzirene.

Para ela, participar do grupo é um grande privilégio. “é maravilhoso poder fazer parte do UNP aqui no Maranhão. Aproveito a oportunidade para convidar todos os obreiros e evangelistas da Universal a conhecer de perto o trabalho realizado pelo UNP. Garanto que vocês nunca viram trabalho igual”, completa.

A Universal mantém diversos projetos sociais e, por meio de seus voluntários, atua em vários setores da sociedade, com o objetivo de levar auxílio emocional, psicológico, material e, sobretudo, espiritual aos que necessitam, em asilos, orfanatos, hospitais, presídios, comunidades, entre outros locais.

Clique nos links abaixo e conheça alguns desses projetos:

Projeto Raabe (Auxílio a mulheres vítimas de violência doméstica)

Projeto T-Amar (Apoio a adolescentes grávidas e mães solteiras)

Projeto Ler e escrever (Alfabetização de jovens e adultos)

Anjos da madrugada (Ajuda a moradores de rua)

A Gente da comunidade (Ações sociais em comunidades)

Grupo Calebe (Incentivo e auxílio a idosos)

Força Jovem (Ações com os jovens)

Identificou-se com algum desses projetos? Então não perca mais tempo, procure uma Universal mais próxima e obtenha informações de como se tornar um voluntário. Não esqueça: “… Mais bem-aventurado é dar que receber.” Atos 20.35


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Da Redação / Foto: Cedida  


reportar erro