Notícias | - 3:15 am


Garoto atira nos pais e ainda não entende por que fez isso3 min read

Saiba quais são as portas que o diabo usa para agir na vida das pessoas

Garoto atira nos pais e ainda não entende por que fez isso3 min read

Aos 14 anos de idade, o norte-americano Nathon Brooks entrou no quarto dos pais dele enquanto dormiam e atirou várias vezes contra os dois. Era 8 de março de 2013 quando o ataque aconteceu, e até hoje ele não sabe o que o levou a cometer tal coisa.

“Entrei no quarto deles e levantei a arma, não sei por quê. E depois eu lembro de ter esses flashes rápidos de ‘você não tem que fazer isso’”, explica Nathon no documentário “I Shot My Parents” (Em português, Eu atirei nos meus pais), que narra o caso.

Durante o interrogatório feito na época, ele confessou à polícia que pegou a pistola calibre 22 em um móvel num cômodo da casa, entrou no quarto de seus pais e disparou contra eles. Entre todos os tiros, um feriu abaixo do olho a mãe dele, Beth, e um outro a testa do pai, Jon. O casal sobreviveu.

Arrependido, o próprio Nathon ligou, em seguida, para o serviço de emergência, que chegou em pouco tempo.

Consequências do caso

Após o incidente, os pais de Nathon foram diagnosticados com transtorno de estresse pós-traumático. O garoto, hoje com 18 anos de idade, ainda está na prisão e passa muitas noites sem dormir por conta de pesadelos em decorrência de sua atitude.

Beth se recorda de que perguntou ao neurocirurgião que tratou de seu rosto como era possível que ainda estivesse viva. Ela conta que o médico respondeu: “Nenhum de nós sabe”, e que ela era a primeira pessoa que ele encontrava assim, andando e falando.

Os três, pais e filho, mantêm contato regular e aparentemente uma boa relação. Durante as visitas na prisão, eles falam de assuntos aleatórios e “normais”, como a barba nova do jovem.

Ação do mal

Assim como aconteceu na vida de Nathon, o diabo age na vida das pessoas levando-as a cometer coisas das quais nem sequer se lembram ou entendem o porquê.

Em seu blog, o bispo Júlio Freitas explica que existem 7 maneiras pelas quais o mal pode entrar em cada pessoa. Entenda sobre cada uma delas:

– Pelos pensamentos: embora não os controlemos, podemos controlar quais pensamentos podem permanecer em nossa mente. Sejam os negativos ou positivos, os maus ou bons, mentirosos ou verdadeiros. A decisão é exclusivamente sua.

– Pelos olhos: o Senhor Jesus disse que, se os nossos olhos forem bons, todo o nosso corpo será iluminado. Porém, se forem maus, todo o corpo será trevas.

– Pelos ouvidos: estamos sujeitos a escutar muitas vozes, especialmente a do diabo. Somos, constantemente, alvos da voz dos demônios e de seus filhos. Por isso, temos que ter ouvidos para ouvir somente a Deus, para que não entrem palavras que venham a nos dividir, confundir, enfraquecer e, mais tarde, destruir.

– Pela boca: quando falamos o que não devemos, lamentamos, murmuramos ou blasfemamos, o nosso espírito enfraquece e fortalece o diabo, que está sedento para nos destruir.

– Pelo coração: por meio de sentimentos, de desejos ilícitos que nutrimos. O coração é a fonte de emoções, e essa porta deve ser trancada. Não é por termos o Espírito Santo que não estamos sujeitos a sentimentos. Seja de superioridade, inferioridade, vingança, ódio, de acomodação ou orgulho. Nós que temos que trancar essa porta.

– Pelas obras das nossas mãos: na Vida Eterna seremos recompensados segundo aquilo que fizemos.

– Pelos pés: por onde você anda, com quem você anda. No erro da idolatria ou feitiçaria o mal pode entrar.

Assim, é preciso se alimentar do que é bom para se libertar daquilo que o atrai ou mantém perto do mal.

Quer saber de que maneira?

Participe de uma reunião na Universal e entenda como isso é possível. Clicando aqui, localize o endereço da igreja mais próxima de sua casa. Você também pode conversar agora mesmo com um Pastor Online e receber uma orientação espiritual.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Débora Picelli / Fotos: Fotolia 


reportar erro