Notícias | - 8:00 am


EUA analisam reabrir fronteiras a estrangeiros totalmente vacinados3 min read

EUA analisam reabrir fronteiras a estrangeiros totalmente vacinados

O governo Biden está desenvolvendo um plano para reabrir as fronteiras: exigir que visitantes estrangeiros possam entrar nos Estados Unidos, desde que estejam totalmente vacinados contra a COVID-19.

A medida seria parte do levantamento das restrições de viagens que impedem grande parte do mundo de entrar nos Estados Unidos, disse um funcionário da Casa Branca à Reuters na quarta-feira, 4.

Segundo o funcionário, a Casa Branca quer reabrir as viagens, o que impulsionaria os negócios para as companhias aéreas e a indústria do turismo, mas não está pronta para suspender imediatamente as restrições por causa do aumento de casos COVID-19 e da variante Delta altamente transmissível.

Washington está analisando “um processo em etapas que, com o tempo e algumas exceções, fará com que os estrangeiros totalmente vacinados viajem aos Estados Unidos”, afirmou a fonte sem especificar prazos ou detalhes.

Em 26 de julho, a Casa Branca disse que manteria restrições às chegadas de estrangeiros, deixando de lado os pedidos europeus de reciprocidade.

No entanto, a administração Biden tem grupos de trabalho interagências desenvolvendo “um novo sistema pronto para quando possamos reabrir as viagens”, disse o funcionário, acrescentando que inclui “uma abordagem em fases que ao longo do tempo significará, com exceções limitadas, que os estrangeiros viajando para os Estados Unidos (de todos os países) precisam ser totalmente vacinados. “

As restrições a viagens foram impostas pela primeira vez à China em janeiro de 2020 para lidar com a disseminação da COVID-19. Vários outros países foram adicionados, mais recentemente a Índia em maio. Turistas da União Europeia, Reino Unido, China, Irã e Brasil estão há mais de um ano com a entrada direta restrita nos EUA. Essas pessoas precisam passar 14 dias em países liberados pelos EUA e fazer o teste com resultado negativo para poder entrar no país.

Os comentários do funcionário foram o sinal mais forte até o momento de que a Casa Branca vê um caminho para desfazer essas restrições.

Em abril, os Estados Unidos suspenderam as restrições de viagem para estudantes do Brasil, China, Irã, África do Sul, Espaço Schengen, Reino Unido e Irlanda.

A União Europeia reabriu para viajantes dos Estados Unidos em junho, exigindo certificados de vacinação ou exames negativos. A medida atende a países altamente dependentes do turismo, como Grécia, Espanha e Itália, que temem mais um ano de dificuldades.

Canadá e Reino Unido também já estão relaxando ou suspendendo as restrições para viagens de americanos vacinados.

A Casa Branca manteve discussões com companhias aéreas e outros sobre como implementaria uma política de exigir vacinas para visitantes estrangeiros. A administração também deve responder a outras perguntas, incluindo que prova aceitaria de vacinação e se os Estados Unidos aceitariam vacinas que alguns países estão usando, mas que ainda não foram autorizadas pelos reguladores dos EUA.

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Fonte: gazetanews.com 


reportar erro