Notícias | - 3:05 am


“Ele vive jogando e não me dá mais atenção”4 min read

Veja o que Renato e Cristiane Cardoso pensam sobre este assunto

“Ele vive jogando e não me dá mais atenção”4 min read

O que fazer quando a batalha pelo casamento é travada somente por um dos guerreiros? Os professores Renato e Cristiane Cardoso ensinam no A Escola do Amor Responde desta semana como restaurar a união e ter a cumplicidade do companheiro de volta. Confira.

Aluna – Meu marido vive jogando nas redes sociais e acaba não me dando nenhuma atenção. Quando chamo sua atenção, ele reclama. Acho que ele é um ogro e mal-educado. Não peço mais para que ele me dê atenção porque me cansei. Luto porque ainda acredito que ele possa mudar, se ele quiser, é claro. Mas, às vezes, não sei se luto ou se desisto, pois estou cansada de ser deixada de lado. Vocês acham que é possível que ele mude?

Renato – Seu problema não é apenas um, não é um fato isolado, ou seja, ele ficar no celular jogando. São várias coisas que a fizeram chegar ao ponto de chamar seu esposo de ogro, de todos adjetivos negativos e ruins. Isso vem de longa data. Talvez ele tenha encontrado um refúgio nos joguinhos, um escape para um casamento que para ele pode ser um inferno.

Cristiane – Normalmente a pessoa não fala dos erros que comete dentro do casamento. Ela comenta somente o erro do outro. E pode ser o seu caso, Aluna. Nós temos visto que muitas pessoas que se casam têm problemas de adaptação, mas, quando elas sabem se adaptar, passam a entender o lado do outro e tudo é resolvido. Às vezes, a pessoa é mal-educada e, quando comenta um problema, fala de um jeito grosseiro, como se estivesse maltratando a outra pessoa, mas na verdade está falando da forma que sempre falou. Ela só não teve educação. Se o parceiro aprende a se adaptar ao jeito da outra pessoa, essas situações são resolvidas. Existem pessoas que até mudam, deixam de ser grosseiras porque aprendem com o outro que devem ser mais maleáveis e ter mais respeito na forma de falar. Com o passar do tempo, elas vão melhorando. Mas, quando o parceiro não sabe lidar, o casal passa a brigar e a gerar muitos outros problemas. E, em vez de a pessoa se tornar melhor, ela passa a afirmar que não vai mudar, que nasceu com esse jeito e se torna pior. As brigas se tornam maiores porque um não quer se adaptar ao outro.

Renato – E, se você não der um basta nisso, um vai machucar o outro e acrescentar camadas em cima de camadas de ofensas, que, com o tempo, ficarão cada vez piores. é como uma parede que foi pintada várias vezes e não se sabe mais qual é a cor original. Talvez vocês estejam vivendo dessa forma. Já erraram tanto, já colocaram tantas camadas de tintas ruins e erradas dentro do relacionamento que não conseguem mais ver o que os uniu, ou seja, as cores originais desse amor, dessa relação. Pela sua pergunta dá para perceber que você está amargurada, chateada, no limite e só pensa em jogar tudo para o alto. Você até pode desistir, mas vai continuar sendo uma mulher amarga. Eu me lembro da minha avó, que estava há mais de 30 anos com o meu avô, mas decidiu se separar. Ela nunca parou de falar dele. Toda vez que ia em casa, falava do meu avô. Se tornou uma mulher amarga, já que não conseguia aceitar o fim do casamento. O término da relação não resolveu nada o que ela que tinha que resolver. E você, Aluna, precisa fazer um tratamento de choque, precisa de um tratamento de restauração do seu eu. é isso que tem que acontecer primeiro. Esqueça dos jogos do seu marido, esqueça tudo que você nos falou sobre ele. Pense que no relacionamento de vocês há várias camadas e que, para chegar ao que uniu vocês, você vai precisar de muita força na espátula, muita raspagem.

Cristiane – Nós fazemos esse tipo de trabalho na “Terapia do Amor”, que se chama A Reconstrução do Eu, justamente para quem deseja mudar e fazer uma reconstrução pessoal. Nessa quinta-feira você pode dar início a esse processo de restauração em sua vida.

Para saber mais como resolver os problemas da vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Lorrainne Silva / Foto: Fotolia 


reportar erro