Notícias | - 3:05 am


“Ele continua jogando o meu passado na minha cara. O que faço?”3 min read

Veja o que Renato e Cristiane Cardoso pensam sobre este assunto.

“Ele continua jogando o meu passado na minha cara. O que faço?”3 min read

A forma mais correta de entrar em um novo relacionamento é assumir quem você é e tudo o que já fez antes de conhecer o atual parceiro. Mas o que fazer quando não aceitam o seu passado, mesmo sendo sincero e dizendo que não é mais o mesmo? é o que ensinam os professores Renato e Cristiane Cardoso nesta edição do A Escola do Amor Responde. Confira.

Aluna – Meu namorado vive do meu passado. Eu mostrei que mudei, mas não adiantou absolutamente nada: ele continua jogando o meu passado na minha cara. O que faço?

Cristiane – Você não merece isso. Precisa conversar o mais rápido possível com ele e dizer que, se o seu passado é mais importante para ele, que ele fique com ele, pois você vai seguir em frente, para o seu futuro. Se vocês estão namorando e ele já está assim, como vão andar adiante, se ele olha apenas para trás, para o seu passado? Vocês nunca serão felizes. Dessa forma, não tem sentido perder seu tempo com ele, se valorize. Você já largou seu passado e não tem necessidade de estar com uma pessoa que a lembre o tempo todo dele.

Renato – Você precisa de uma pessoa inteligente e ele está se mostrando ignorante. Ele pode ser inteligente para outras coisas, mas, para a questão de vida amorosa, ele está sendo burro. Me desculpe a expressão.

Cristiane – E se você não sair desse relacionamento também será como ele. O que adianta você deixar seu passado, parar de errar e ficar do lado de uma pessoa que quer levar você para o passado a todo momento? Você tem que olhar para a frente e ter ao seu lado somente pessoas que também estejam olhando para a frente. Se você deseja ter um relacionamento feliz e saudável, então saia desse atual namoro. Mesmo que goste dele, termine e procure se valorizar. No próximo relacionamento continue sendo sincera: conte o seu passado e, se ele for maduro, jamais vai jogar isso na sua cara. Pelo contrário, ele vai ver que você se superou, que mudou e vai admirá-la ainda mais pelo fato de que você não é a mesma pessoa de antes.

Renato – A inteligência amorosa ensina a sermos práticos e esse fator é muito importante para o relacionamento dar certo. Quando falamos de inteligência, não estamos falando de pessoas formadas, que tenham um histórico e um currículo invejável, academicamente falando. Estamos falando de pessoas inteligentes para a vida. Já a pessoa que culpa a outra pelo passado dela quando esta já mudou não se mostra inteligente, e sim emocionalmente limitada, emocionalmente conturbada. Ela tem os próprios problemas emocionais e os joga para o companheiro. Uma pessoa com essas atitudes não vai conseguir fazer você feliz nem ser feliz no amor. Você tem que se afastar dessa pessoa. E o meu recado não vai apenas para você, Aluna, mas para todos os que acompanham o A Escola do Amor Responde: se você está solteiro, mas deseja se relacionar com alguém, não se esqueça de observar a pessoa e avaliar a inteligência dela para assuntos da vida. Ela pode ser analfabeta, porém, há analfabetos mais inteligentes que muitos formados na questão de como lidar com os assuntos da vida. Explicamos essa questão mais detalhadamente em nosso livro Namoro Blindado. Invista na leitura e
saiba mais.

Para saber mais como resolver os problemas da vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Lorrainne Silva / Foto: Fotolia 


reportar erro