Notícias | - 12:05 am


Disciplina é sacrifício4 min read

“Morrer” para tudo aquilo que impede seu avanço como homem de Deus e encarar o sucesso como consequência – e não como objetivo – são peças-chave do verdadeiro sentido da masculinidade

Disciplina é sacrifício4 min read

Eis que chega ao fim o “Ano da Disciplina”. O que você aprendeu nesse período e o quanto evoluiu como um homem de verdade? Não aquela evolução que Charles Darwin defendia, mas a pessoal, aquela que, com um firme propósito, senso de prioridades e determinação, faz um simples homem se tornar um cara notável, que reflete algo bem maior do que ele.

Vimos aqui casos de caras assim, que enfrentaram medo, tentações, dificuldades físicas, psicológicas, econômicas, etc. Pessoas que não se renderam à facilidade da falsa imagem e procuraram ser o que a masculinidade oferece de melhor, servindo como bons exemplos. Vimos como cuidar melhor da aparência pessoal, da organização de nosso espaço, do aproveitamento do tempo, da vestimenta adequada e como não negligenciar a saúde, dentre outros assuntos.

E, no final dessa jornada, podemos resumir tudo o que foi aprendido sobre disciplina em uma só palavra: sacrifício. Como bem disse Renato Cardoso, líder do Projeto IntelliMen na palestra final do “Ano da Disciplina”, realizada no dia 3 de dezembro no Templo de Salomão: “Disciplina é sacrifício, não se engane. Por mais que a teoria seja maravilhosa, a prática não é fácil. A única forma de se manter a disciplina, portanto, é pelo sacrifício diário”.

Mas o que Renato quer dizer exatamente com sacrifício de uma forma prática em nossas vidas de homens do século 21? Ele explica: “Na Bíblia, sacrifício significa morte. Há dois tipos de sacrifício – o de substituição e o de reconhecimento. O Senhor Jesus, por exemplo, se ofereceu em substituição a nós para nos absolver de nossas culpas. Já o de reconhecimento é ‘morrer para mim’, para minha vontade, para as coisas que me atrapalham, mas viver para as coisas que agradam a Deus, as boas. A fé que me dá acesso aos direitos de quem anda com o Altíssimo exige sacrifício diário”.

Veja só um exemplo certeiro que o palestrante nos dá. “Um sacrifício do corpo para os homens, de longe, é o mais difícil: a santidade sexual. Você, que é solteiro, se manter puro esperando o casamento diante de um mundo que promove o sexo, mulheres que se oferecem, a pornografia gratuita… Manter seu corpo puro, oferecido a Deus em santidade… Sacrificar pensamentos errados, pois, caso você os aceite, não consegue servir a Deus, mas ao diabo”, explica.

Por isso, Renato ensina qual o melhor sacrifício: “Você é a oferta que traz benefício para sua própria vida e glorifica o Deus Vivo”. Essa última parte da frase toca em um ponto muito importante: “A motivação para conseguir fazer esse sacrifício deve ser mais do que apenas benefícios pessoais, como dinheiro, emprego, casamento, aquele carrão. O sucesso pessoal é uma consequência, não um objetivo. O sacrifício visa bem mais: honrar a Deus visivelmente com nossas vidas diante de um mundo que não vê o Altíssimo a não ser por meio de seus olhos”. Sim, mostrando-se um homem real, honrando a Deus, você “empresta” sua visão para que o mundo também O veja, com uma perspectiva diferente, mais eficaz.

Sim, “se o homem é feito à imagem e semelhança de Deus para Sua Glória, aí está a verdadeira essência da masculinidade”, continua Renato na palestra. “Por meio de sua obediência total a Ele, Deus promete recompensar com o sucesso”. Por isso, explica Renato, quem visa ser bem-sucedido somente por si até pode alcançar isso, mas logo vem a ruína. “Masculinidade de fato não é ser homem segundo o mundo, mostrar luxo, dinheiro, aquele carrão de que falamos. Ser macho de verdade, no sentido total da palavra, é refletir a Deus.”

E quem foi o “homem mais homem” da História? “O Senhor Jesus”, esclarece o palestrante, “por tudo isso que falamos, pois Ele disse que quem O via, via o Pai, e refletiu fielmente a Glória de Deus”.

Reflita sobre isso, sobre o que lhe prende ao mundo e lhe atrapalha de ser homem. Sabendo disso, Deus vai lhe permitir ser o sacrifício vivo de que falamos.

Hoje em dia o respeito é fundamental para que haja um bom relacionamento interpessoal. Se você é homem e deseja mudar suas atitudes, a hora é agora. Participe do projeto Intellimen e aprenda como ser um homem melhor. Para mais informações sobre o grupo clique aqui.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Marcelo Rangel / Foto: Fotolia 


reportar erro