Notícias | - 2:05 am


Deus é o primeiro na sua vida?5 min read

Entenda a importância da fidelidade nos dízimos e por que essa atitude deve representar a sua prioridade

Deus é o primeiro na sua vida?5 min read

Quem conhece a Palavra de Deus sabe que devolver os dízimos corresponde a separar os primeiros 10% dos seus ganhos e entregá-los ao Senhor na Igreja. Entretanto, para o verdadeiro cristão, essa atitude vai além da devolução do dinheiro: ela mostra o temor e a reverência da pessoa para com Deus.

Desse modo, quando você se torna um fiel dizimista, passa a ter um compromisso com Deus, porque começa a considerar que tudo o que possui aqui na Terra provém dEle. Da mesma forma, tem condições de também cobrar aquilo que lhe foi prometido, como está escrito: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na Minha casa; e provai-Me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se Eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medidas.” (Malaquias 3.7-10).

Em reunião no Templo de Salomão, o bispo Clodomir Santos citou que o dízimo foi instituído por Deus antes dos Mandamentos de Moisés, para mostrar que Ele estava ao lado daqueles que eram fiéis. “Abraão foi a primeira pessoa mencionada na Bíblia a devolver o dízimo. Ele tinha consciência de que a vitória obtida com os 318 homens só havia sido possível porque Deus foi com ele”, ressaltou o bispo.

Para viver um relacionamento com Deus é preciso obedecer à Palavra. “Não adianta dizer: ‘ah, eu creio em Jesus como meu Salvador’, mas não ser dizimista fiel, porque aí não estará obedecendo à Palavra dEle. é uma questão de consciência e fé. Se você é fiel a Deus e assume essa condição de fidelidade, é preciso tomar posição a respeito dela.”

Entrega total

Deus deixou escrito por meio dos Seus Mandamentos que queria que seus servos O amassem de todas as formas: “Amarás o Senhor, Teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento.” (Lucas 10.27).

O Bispo Edir Macedo, no programa Palavra Amiga, transmitido pela Rede Aleluia de rádio, explicou que esse ato de amor corresponde à fidelidade nos dízimos. “O amor é fundamentado na fidelidade, então, quando Ele faz um casamento conosco, uma Aliança, Ele cobra o que já nos dá. No nosso coração não há espaço para dividir com terceiros, é tudo para Ele. Porque, quando você se empenha para Ele, Ele já está empenhado a você”, salientou.

Mas, para conseguir ser fiel a Deus, separando a décima parte dos seus ganhos, é preciso renunciar às suas vontades. “Deus é aquela pessoa que a minha vida funciona em função dEle. A minha vida não funciona em função dos meus sonhos, objetivos, de fazer isso, fazer aquilo, não. Você dá o dízimo se você servir a Deus. Quem dá por uma obrigação, por uma imposição, certamente não é abençoado, porque não está fazendo dEle o primeiro em sua vida.”

Quando prioriza Deus, a pessoa se torna disponível para que Ele tenha livre acesso a ela. Contudo, se a pessoa não consegue ser fiel nos primeiros 10% dos seus ganhos, certamente não terá fé para servi-Lo 100%, com toda a sua vida. Isso quer dizer que não desfrutará de um relacionamento completo com Deus. “As primícias tratam sobretudo de reconhecimento de Jesus como primeiro amor, prioridade e consideração como Senhor dos que O servem. Se ela não tem fé para amar e servir ao Senhor com todas as suas forças, será que terá fé para receber o batismo com o Espírito Santo? Você acha que ladrões (não servos) têm o direito de ser selados com o Espírito do Senhor?”

Sem falhas

Deus é o primeiro na sua vida?Quando surgem dificuldades, muitas pessoas vacilam e acabam tocando naquilo que deveria ser devolvido a Deus. Agindo dessa forma, elas mostram que não O priorizam diante de qualquer circunstância. Ao cometer essa falha, acabam sofrendo algumas consequências, como está escrito: “Roubará o homem a Deus? Todavia, vós Me roubais e dizeis: Em que Te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a Mim Me roubais, vós, a nação toda.” (Malaquias 3.7).

O locutor Vicente Ribeiro (foto acima), de 31 anos, deixou de ser fiel a Deus por um tempo e, por isso, teve vários problemas. “Quando eu parei de devolver o dízimo, as coisas começaram a apertar. As portas se fecharam de uma forma que não tem explicação. Não estava conseguindo pagar a parcela da minha casa, do carro e também não conseguia fazer contratos novos de trabalho.”

Após um tempo afastado da presença de Deus, Ribeiro decidiu se entregar por completo a Ele. Batizou-se nas águas e passou a obedecer fielmente à Sua Palavra, colocando-O como o primeiro em sua vida. “A partir do momento em que passei a tirar corretamente o dízimo, das primícias, como forma de compromisso, de amor, gratidão e prazer, as coisas começaram a caminhar.”

O locutor garante que a sua fidelidade lhe abriu portas. “Fui contratado como funcionário público e também faço muitas locuções em casamentos, cerimônias e shows. Houve meses em que cheguei a fechar contratos cujo valor correspondia ao salário de funcionário. Minha agenda está cheia até 2018”, comemora.

Assim como Ribeiro, todas as pessoas que têm priorizado Deus, disponibilizaram suas vidas a Ele e são fiéis sob qualquer situação, têm tido em troca as bênçãos que Ele proporciona. Faça de Deus o primeiro em sua vida. Devolva a parte que é dEle e terá a prova.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Janaina Medeiros / Fotos: Fotolia e Cedida 


reportar erro