Notícias | - 8:00 am


“Descobriram que meu filho ainda no ventre tinha um nódulo no cérebro”3 min read

"Descobriram que meu filho ainda no ventre tinha um nódulo no cérebro"

A descoberta de estar gerando uma vida dentro de sua ventre é na maioria das vezes um presente para a mulher que passará a ser mãe. A mãe imagina como será o seu filho e sonha com o melhor para ele, um filho saudável, bonito, inteligente mas muitas vezes ainda no ventre podem ser diagnosticados problemas que afetarão toda a vida da criança. Essa é a história da Juliana que descobriu a gravidez e meses depois um nódulo na cabeça do feto.

“Aos 6 meses da gestação do meu segundo filho, Isaac, fazendo uma ultrassom de rotina eu fui surpreendida, descobriram que meu filho ainda no útero tinha um nódulo no cérebro. Foi um susto, e desespero ao mesmo tempo, a sensação de estar de “mãos atadas” e não ter o que fazer, os médicos disseram que isso poderia gerar uma deficiência e má formação nos órgãos dele,” conta.

Quando uma pessoa se encontra em momentos difíceis, ela só tem duas opções, aceitar os problemas e deixar-se vencer por eles ou partir para a fé. A fé é a certeza daquilo que se espera (Hb 11:1), ou seja, é acreditar antes que as coisas aconteçam. É ver aquele problema não existir mais e seguir adiante.

“Aquela notícia foi um choque para mim e quando contei para o meu esposo, ficamos por alguns minutos sem saber o que fazer, mas como sabíamos o caminho da fé decidimos confiar em Deus,” disse.

Seguindo todas as orientações médicas e colocando a fé em prática, Juliana e seu marido começaram a lutar pela vida que ainda estava dentro dela. Sabendo que aquela situação não era nada diante do Deus que conheciam.

“Eu fazia tudo o que o homem de Deus falava no altar, fiz com fé o propósito da água aos domingos e crendo que cada oração seria respondida por Deus,” conta.

Após semanas de oração, Juliana teve que passar por uma nova ultrassonografia, mas dessa vez com um especialista em fetos.

O DIA DA DECISÃO

“Chegou o dia de fazer o ultrassom com o especialista e fiquei exatos 60 minutos na sala vendo os médicos fazerem os procedimentos, mas não me falavam nada. Eu já estava aflita, mas entreguei a situação a Deus, o médico dos médicos e me mantive em espírito de oração. A médica estava com a expressão como se estivesse em dúvida com algo, ela deu-me a notícia de que estava tudo bem com meu filho e nada foi encontrado. Ela marcou mais uma vez o exame, estava relutante pensando que algo estava errado, mas eu sabia que era Deus e que Ele havia feito o milagre,” conta.

Mais uma vez Juliana foi submetida a exames, porém agora ela já tinha a certeza de que seu filho estava bem e que ia nascer saudável, as esperanças foram renovadas.

“Uma semana depois retornei ao consultório e o exame foi feito novamente, a medicina confirmou: meu filho estava bem, curado e com saúde perfeita.

Os médicos não souberam como explicar, porém a fé justifica, Deus não somente me ouviu, mas respondeu às minhas orações,” finalizou.

"Descobriram que meu filho ainda no ventre tinha um nódulo no cérebro"

"Descobriram que meu filho ainda no ventre tinha um nódulo no cérebro"

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação  


reportar erro