Notícias | - 3:00 am


Corrente da meia-noite contra a divisão nos lares1 min read

Assista ao vídeo e entenda o que fazer para vencer os causadores de tanta discórdia

Corrente da meia-noite contra a divisão nos lares1 min read

Lares desfeitos, casais à beira do divórcio, traições, desentendimentos familiares, ódio, filhos rebeldes, desemprego, vícios, síndrome do pânico, depressão, desejo de suicídio. De onde vem tantas discórdias, problemas e desuniões familiares?

De quem é a culpa?

Esposas atribuem ao vício, ao desemprego do marido a responsabilidade de todos os problemas e desavenças no lar. Os maridos, por sua vez, as culpam por não receberem delas o apoio e a compreensão esperadas. Os filhos se digladiam entre si, o caos se instala na família e o inevitável acontece: o lar é completamente destruído.

Contudo, muitos desconhecem que por trás desses motivos aparentes existe a atuação de forças espirituais do mal. No entanto, para vencê-las é preciso travar uma batalha espiritual.

Por isso, todas as sextas-feiras, às 22h30, está sendo realizada, no Templo de Salomão, a Corrente da meia-noite, considerando que este é o dia e horário em que os trabalhos e rituais de feitiçaria são oferecidos para destruir a vida das pessoas. São 91 minutos de batalha espiritual contra todos os males que atingem a vida das pessoas.

Assista ao vídeo e veja o que acontece quando os verdadeiros causadores das desgraças, que têm destruído os lares, são expulsos da vida de uma pessoa:

Se você sente que foi vítima de feitiçaria, sofre com uma casa dividida, foi diagnosticado com síndrome do pânico, transtorno obsessivo e compulsivo, transtorno bipolar, ansiedade, depressão, esquizofrenia, está endividado e mergulhado em problemas sem solução, essa corrente é para você. Participe!

Você também pode participar da Corrente do Desmanche Espiritual em uma Universal perto de você. Clique aqui e encontre o endereço.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Jeane Vidal / Foto: Thinkstock 


reportar erro