Notícias | - 12:05 am


Como educar filhos para que sejam mais positivos e confiantes3 min read

As atitudes dos pais influenciam a maneira como os filhos se enxergam. Veja o que fazer para ajudá-los a desenvolverem uma boa autoestima

Como educar filhos para que sejam mais positivos e confiantes3 min read

Os problemas de autoestima podem começar na infância. Um estudo recente realizado no Reino Unido mostra que crianças de 3 a 10 anos já demonstram sinais de descontentamento com a própria imagem. Entre as influências, está a opinião dos pais. Por isso, é essencial que os filhos tenham estímulos positivos para construírem a autoestima.

A pesquisa, conduzida pela Pacey (Professional Association for Childcare and Early Years), contou com a participação de 361 funcionários de escolas e berçários. Entre os entrevistados, cerca de 30% ouviram alunos dizerem que estão gordos e 10% os escutaram afirmarem que são feios. Concluiu-se que televisão, livros infantis e, principalmente, comentários feitos pelos pais e outros colegas moldam a maneira como as crianças se veem.

Embora a questão com a aparência se destaque, esse não é o único fator que leva as crianças a questionarem sobre si mesmas. Elas podem se envergonhar das suas falhas ou se sentirem diminuídas quando não são ouvidas. A psicóloga e terapeuta familiar Elisete Costa de Melo orienta: “é a qualidade do relacionamento entre a criança e os pais que irá determinar o grau de autoestima dos filhos”. Então, listamos dicas da especialista para que os pais ajudem os filhos.

Os pais são a referência

A boa autoestima ajuda a ter segurança, senso de justiça, empatia e inteligência emocional. Crescer em um ambiente de amparo, aceitação, amor e respeito eleva a autoestima, mas a criança que sofre experiências dolorosas na infância poderá ter sequelas no seu desenvolvimento.

Sinais que indicam baixa autoestima

Ansiedade, agressividade, vergonha, desinteresse pelas atividades, medo excessivo de errar, dificuldade na aprendizagem, problemas de comunicação e sintomas físicos em razão de somatização, como problemas respiratórios, baixa imunidade, reações alérgicas, entre outros.

Erros e acertos

Saber lidar com frustrações tem relação com a autoestima. Esse aprendizado começa na infância quando aprendemos a ganhar e perder. Os pais podem ensinar os filhos a ter discernimento para avaliar os fatos da vida, ajudando-os a pensar que nem sempre as coisas são como queremos, mas sempre podemos começar de novo.

Lidando com cada etapa

Filhos pequenos são dependentes por natureza, filhos adolescentes precisam desenvolver a autonomia, mas ainda precisam da segurança dos pais. Para os adultos que não alcançaram autonomia e autoconfiança, o apoio dos pais será importante, mas a tarefa de desenvolver a autoestima caberá somente a eles mesmos.

Dicas para ajudar os filhos a terem boa autoestima

• Escutar de modo acolhedor, ajudando a criança a expressar seus sentimentos e pensamentos, assim ela aprenderá a não ter medo ou vergonha.

• Estar atento e disponível para orientá-los sobre temas difíceis. Crianças que confiam nos pais relatam as situações que passam na escola ou outros lugares.

• Deixar claro quais são as regras praticadas no lar, crianças precisam de limites para desenvolver um senso de segurança.

• Fazer uso da autoridade sem autoritarismo. Respeitar a dignidade da criança, não fazer uso de violência, não humilhar ou ridicularizar.

• Levar em consideração as necessidades dos filhos, o que não significa atender a todos os desejos.

• Mostrar interesse pela criança, sua vida social e escolar, ter disponibilidade para conversar quando ela pede.

• De forma respeitosa, estimular os filhos a dar o seu melhor. A criança entenderá que se esforçar pode aumentar seu desempenho, e terá mais motivação para superar desafios.

• A melhor atitude é o exemplo – quando os pais têm boa autoestima, são modelos de autoeficiência e autorrespeito, a criança tem modelo reais do que precisa aprender.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Débora Vieira / Foto: Fotolia  


reportar erro