Notícias | - 3:00 am


Com quem eu devo namorar?4 min read

Entenda por que entrar em um relacionamento sem estar pronto é suicídio amoroso

Com quem eu devo namorar?4 min read

“Eu sei que esta afirmação vai explodir um conceito muito romântico mantido pela maioria das pessoas”, mas “aqui vai: não existe pessoa certa para ninguém. ” é o que garante o best seller “Namoro Blindado”, escrito pelos escritores Renato e Cristiane Cardoso, que também apresentam o programa de televisão “The Love School – A Escola do Amor”.

Para eles, ao contrário do que músicas, filmes e telenovelas indicam, a “alma gêmea”, a “carne e unha”, o “outro pé do chinelo” não existem. E nem sequer existe lógica para manter esse pensamento:

“Essa ideia de que existe uma pessoa certa para você, que se encaixa direitinho como uma luva, a tampa da panela, a metade da laranja, sua alma gêmea e outros termos semelhantes é uma grande farsa. Você pode acreditar no mito, se quiser. Ou pode acreditar na verdade. E a verdade é que ninguém é feito sob medida para ninguém”.

O que existem são pessoas que trabalham para se aperfeiçoarem como casal. Então, se alguma vez você fizer a pergunta que está no título desse texto, a única resposta clara é: namore alguém que queira ter trabalho.

“Vida amorosa feliz, pura e simplesmente, é fruto de trabalho. Casamento feliz é possível sim, e muito bom, mas dá trabalho. Não é fruto do acaso. Não é automático. Não é consequência de sorte, nem de cupido, nem de achar a pessoa certa, nem de crer em Deus”, revela o livro.

Então todo mundo serve para namorar?

Sim. Todo mundo serve para namorar. Mas nem todo mundo está pronto para isso. E “entrar em um relacionamento sem estar pronto mentalmente, emocionalmente e espiritualmente é suicídio amoroso. é assim que muitas pessoas perdem um ótimo relacionamento, ou pior: perdem a si mesmas dentro da relação”, explica o casal nas páginas do “Namoro Blindado”.

O livro foi elaborado para orientar solteiros que buscam um relacionamento duradouro e novos casais, que estão se preparando para entrar em vida matrimonial. Conforme as lições ensinadas, antes de iniciar um namoro é preciso ter certeza de que você mesmo está pronto para isso:

“Todos nós trazemos questões do passado dentro de nós que precisam ser resolvidas. Cada um tem sua história repleta de acontecimentos positivos e negativos, independentemente de condição social, familiar ou financeira. O conjunto dessas experiências moldou quem somos, deixando marcas boas e também ruins. Precisamos identificar essas marcas, especialmente as ruins, e aprender como lidar com elas antes de entrar em um relacionamento afetivo”.

é preciso estar maduro o suficiente – e maturidade não tem necessariamente relação com idade – para mergulhar nesse mar que é o namoro. “Estar resolvido interiormente significa que você conseguiu identificar suas questões emocionais e psicológicas que podem afetar seu relacionamento amoroso – e as tem bem resolvidas dentro de você”, explicam os autores.

E depois?

Uma vez que se resolveu interiormente é hora de encontrar outra pessoa tão bem resolvida quanto você. Procure por alguém que também se preocupou em estar pronto antes de se jogar em uma relação. E ‘estar pronto’ para começar um namoro blindado significa, no mínimo, ter preenchido estes oito critérios:

  1. Estar curado de relacionamentos anteriores
  2. Ter idade para um relacionamento sério
  3. Estar disponível e disposto a dedicar tempo para o relacionamento
  4. Ter a intenção de casar em vez de apenas se divertir
  5. Estar livre de vícios
  6. Ter caráter íntegro
  7. Estar definido na questão profissional e financeira
  8. Estar resolvido interiormente

“Ah, mas como é que eu vou saber isso com antecedência? ”, muitos se perguntam. E a resposta é simples: “Não vai”.

é claro que problemas mais visíveis, como o vício em álcool ou cigarros, por exemplo, são fáceis de reparar. Ao vir vícios, desista dessa relação. Mas outras coisas são mais difíceis de perceber, como uma saudade inexplicável de um relacionamento anterior. Por isso o namoro – especialmente nos primeiros meses – são tão importantes.

Namorar corretamente é utilizar a razão, muito mais do que as emoções impulsivas. Dedique-se a conhecer verdadeiramente a outra pessoa, conversar, investigar mesmo a vida dela. Esse é um ponto fundamental do relacionamento feliz.

Infelizmente, nem todos querem fazer isso. Entregam-se aos prazeres da carne imediatamente e deixam de conhecer espiritualmente o namorado. Aí, quando a relação acaba, dizem que “não era a pessoa certa”.

“Solteiros sonham com a pessoa que preencherá todos os requisitos na lista que idealizaram. Casados que vivem com problemas no relacionamento batalham com a dúvida em suas mentes: ‘será que me casei com a pessoa errada? ’.”

Não seja um desses iludidos que acreditam em “alma gêmea”. Renato e Cristiane Cardoso ensinam que “não existe um parceiro ideal, porque todos temos falhas, defeitos e fraquezas. Então, se ficar procurando uma pessoa perfeita, nunca vai achar. ”

Quer aprender mais sobre o assunto? Clique aqui e adquira o livro “Namoro Blindado”.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock 


reportar erro