Notícias | - 8:00 am


Bullying na Obesidade3 min read

“Eu estava acima do peso e era excluída por todos.”

Bullying na Obesidade3 min read

A mudança de escola é um processo complexo para as crianças. Elas podem se sentir emocionalmente abaladas devido à ideia de ter que abandonar sua vida anterior, seus amigos, etc. Principalmente quando se deparam com a mudança de país, idioma e cultura. 

A jovem Aryella Brum, de 22 anos, passou por todas essas dificuldades quando chegou aos Estados Unidos. 

“Quando cheguei aqui, não sabia falar inglês, entrei na escola primária e já comecei a sofrer bullying por ser estrangeira. Tive muita dificuldade em fazer amigos, acabei por me isolar de todos. 

O tempo foi passando e fui ficando cada vez mais triste por não ter amigas, estava sempre sozinha”, conta. 

AS CONSEQUÊNCIAS DA REJEIÇÃO 

Bullying na ObesidadeEm momentos assim, as reações podem ser de várias maneiras, mas Aryella reagiu à rejeição comendo compulsivamente, o que a fez ganhar peso e ser ainda mais desprezada pelas pessoas na escola. 

“Eu comia muito e comecei a engordar, como consequência as pessoas começaram a falar ainda mais. Eles me chamavam de bolinha 7, falavam que não tinha diferença entre uma bola de futebol e eu. Eu estava acima do peso e era excluída por todos”, disse. Bullying na Obesidade

O sobrepeso e a obesidade entre os menores de idade têm alcançado proporções drásticas levando muitas vezes ao suicídio.

“Eu nunca tive coragem para me matar, mas a dor na alma era muito grande e o desejo de não existir aumentava a cada dia. Sempre que eu via uma faca vinha o pensamento de tirar a minha vida”, desabafou. 

A MUDANÇA 

Essa situação continuou por muitos anos, e Aryella que antes era uma criança normal e saudável, tornou- se uma menina obesa e depressiva. Mas, foi no YPG (Youth Power Group) que esse sofrimento teve fim. Aryella decidiu olhar somente para Aquele que a amava verdade e superou todos os maus momentos que enfrentou. 

“Eu já conhecia a igreja, ouvia falar do Senhor Jesus, mas não levava as coisas de Deus a sério. Até ao dia em que me cansei da situação que estava vivendo e o mal que estava fazendo a mim própria. Comecei a participar do YPG e descobri que tinha valor. Decidi mudar, lutar pelo meu bem estar e encontrei forças em Deus para uma nova vida. Eu mudei não porque os outros me humilhavam, mas porque entendi que eu sou obra do Deus Criador e Ele quer ser glorificado através da minha vida. 

Hoje eu sei o meu valor, não tenho mais depressão, nem desejo de morrer e tenho vontade de ajudar os outros”, finalizou. 

OBESIDADE INFANTIL

 Além de consequências para a saúde, uma criança com obesidade ainda pode sofrer com as práticas de bullying. Esse comportamento é muito presente especialmente na infância, principalmente quando relacionado a alguma característica física, sendo muito pior no caso das crianças obesas. Bullying é uma intimidação sistemática, que envolve agressões físicas e psicológicas com atos de humilhação ou discriminação.

As consequências disso podem ser muito sérias durante a infância e também na fase adulta. A psicóloga explica que estudos já atestam que crianças vítimas de bullying apresentam maior risco de desenvolver problemas de saúde na vida adulta, como algum tipo de transtorno psiquiátrico, compulsão alimentar, vício do cigarro/álcool e diagnóstico de doenças graves, além dos efeitos nas relações sociais e profissionais. 

Bullying na Obesidade

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação  


reportar erro