Notícias | - 12:05 am


Brasil confirma novos casos de febre amarela3 min read

País tem quase 300 casos suspeitos e pelo menos 25 mortes foram confirmadas em Minas Gerais. Saiba mais sobre a doença e como combatê-la

Brasil confirma novos casos de febre amarela3 min read

O Brasil volta a registrar casos de febre amarela silvestre neste ano. No dia 20, o Ministério da Saúde confirmou 25 mortes pela doença em Minas Gerais. Outros 71 óbitos suspeitos ainda estão sendo investigados. Até o fechamento desta edição, foram notificados 272 casos suspeitos de febre amarela no Estado, todos concentrados em regiões de mata silvestre de 39 municípios.

No Espírito Santo, foram 11 casos suspeitos. Já o Estado de São Paulo investiga seis casos suspeitos, dos quais quatro terminaram em morte. Em todo o ano de 2016 foram registrados sete casos da doença no País nos Estados de Goiás, São Paulo e Amazonas, sendo que cinco evoluíram para óbito. Como medida de precaução, o governo anunciou a ampliação da vacinação nos Estados do Rio de Janeiro e Bahia, em cidades próximas à divisa do leste de Minas Gerais, onde os casos suspeitos foram registrados.

O Ministério da Saúde enviou mais de 2 milhões de doses extras de vacina para Minas Gerais, 505 mil para o Espírito Santo, 350 mil para o Rio de Janeiro e 400 mil para a Bahia. Em janeiro, 650 mil doses da vacina contra febre amarela foram distribuídas em todo o País, como parte da rotina de abastecimento do Calendário Nacional de Vacinação.

O que é

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus e transmitida por mosquitos em áreas urbanas e silvestres. Os mosquitos Haemagogus e Sabethes são os principais vetores em áreas florestais, enquanto o Aedes aegypti é o vetor em regiões urbanas. Desde 1942, a febre amarela urbana não é registrada no País. A maioria dos casos ocorre entre dezembro e maio, período com maior índice de chuvas.

Sintomas

Entre os sintomas estão febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos, que se manifestam por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após breve período de bem-estar.

Como prevenir

A vacina é a forma mais eficaz de prevenção e controle da doença. A imunização contra a febre amarela é oferecida pela rede pública de saúde durante todo o ano e é indicada para pessoas a partir dos 9 meses de idade ou a partir dos 6 meses em situações de emergência. Pessoas acima de 60 anos devem consultar um médico antes da imunização.

Como é hoje

O Calendário Nacional de Vacinação recomenda duas doses da vacina, uma aos 9 meses de idade e outra aos 4 anos. Pessoas que tomaram apenas uma dose devem tomar o reforço.

Quem nunca tomou a vacina ou não tem comprovante de vacinação deve tomar uma dose e um reforço após
dez anos.

Vacine-se!

Toda pessoa que reside em Áreas com Recomendação da Vacina contra febre amarela e pessoas que vão viajar para regiões silvestres, rurais ou de mata devem se imunizar. Os Estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo e Rio de Janeiro estão fora da área de recomendação para a vacina, embora muitas cidades capixabas e fluminenses tenham reforçado o esquema de vacinação por conta dos casos recentes. Para se vacinar, basta procurar um posto de saúde.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Rê Campbell / Foto: Fotolia 


reportar erro