Notícias | - 3:00 am


Bilhetes escritos perto do final do período do Primeiro Templo revelam curiosidade1 min read

Pesquisadores analisaram o conteúdo das mensagens, dos tempos bíblicos de Judá

Bilhetes escritos perto do final do período do Primeiro Templo revelam curiosidade1 min read

Um estudo da Universidade de Tel Aviv analisou, por meio de computação, cerca de cem cartas escritas à tinta em cerâmica – conhecidas como óstracos (foto acima). Essas cartas foram encontradas décadas atrás em uma escavação no forte de Arad, próximo ao Mar Morto, e são datadas de aproximadamente 600 anos antes de Cristo (a.C.), período do Primeiro Templo.

O conteúdo de parte das mensagens tratava de movimentações das tropas e alguns memorandos, como, por exemplo, pedidos para provisões do exército de Judá – em uma época um pouco antes de os reinos de Judá e Jerusalém serem destruídos pelo rei babilônico Nabucodonosor. O destinatário de parte dos escritos era Eliashib, responsável pelo estoque do forte de Arad, que tinha um quinto de hectare de área e abrigava aproximadamente 30 soldados. Um dos bilhetes pede para que Eliashib providencie farinha de trigo, vinho e óleo – eram anotações do dia a dia.

Para um dos líderes do projeto, o professor Israel Finkelstein, a análise surpreende, pois revela uma curiosidade: o grande domínio da escrita entre a população de Israel naquela época. Antes disso, imaginava-se que a leitura e a escrita não eram tão difundidas. Esse é um dos principais argumentos para os pesquisadores também acreditarem que a possível primeira compilação bíblica mais próxima do que conhecemos hoje tenha sido redigida nessa época.

Contudo, as principais pesquisas arqueológicas comprovam que a Bíblia, não importa o período em que tenha sido compilada a primeira versão, se manteve fiel em sua reprodução ao decorrer dos séculos.

Você achou essa pesquisa interessante? Compartilhe nas redes sociais.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Daniel Cruz / Foto: Michael Cordonsky/Universidade de Tel Aviv/Israel Antiquities Authority 


reportar erro