Notícias | - 12:13 pm


Ano novo, vida velha3 min read

Não é 2022 que tem que ser diferente, é você! Saiba como.

Ano novo, vida velha

Já dizia o físico teórico alemão Albert Einstein: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” 

É comum ao final de um ano, muitas pessoas fazerem autoavaliações e promessas. E, assim, protegidos por uma enorme vitalidade, imaginam que podem alcançar seus desejos, como se o simples mudar de folha no calendário trouxesse inúmeras possibilidades.

Mas, basta este tal ano novo começar para a vitalidade desaparecer como em um passe de mágica! O que acontece é que, para a maior parte das pessoas, é tão difícil tirar do papel e cumprir as metas estabelecidas para ter uma vida mais realizada. 

Viajar, estudar, encontrar um emprego, passar mais tempo com a família, encontrar um amor, emagrecer, fazer atividade física, parar de fumar, comprar um apartamento, casar, ter filhos… Em muitos casos, a necessidade pessoal de mudar é tamanha que faz com que os desejos se tornem irreais e radicais, também, limitando drasticamente a capacidade de ação e transformação pessoal. 

Mas, a pergunta é: há quantos anos você faz essas mesmas promessas? E, se é algo que é importante para você porque ainda não cumpriu? Será mesmo que o responsável pelos problemas na sua vida, frustrações e o não cumprimento de metas é realmente o “ano”? É preciso uma conscientização de que somos responsáveis por aquilo que acontece conosco. 

Para que nossa vida possa mudar, não basta ter “boas intenções”, é preciso motivação! Se você percebe que vem repetindo padrões de comportamentos não saudáveis, ano após ano e, ainda, confia que a virada do ano irá trazer mudanças, está na hora de rever os seus conceitos e a forma como você enxerga a si mesmo no meio das situações que acontecem em sua vida, ou que nem chegam a acontecer. E, nem sempre fazer isso sozinho é fácil. Planejamento requer ordem, disciplina, assertividade e pés no chão. Estabeleça pequenas metas, para que estas resultem em maiores. Lembre-se que poucas metas, mas com possibilidade de realização, são mais importantes do que muitas metas sem planejamento e execução. É importante sempre revisar estas metas de modo que você possa se cobrar constantemente do que fez ou deixou de fazer, readequando as tarefas à realidade que está vivendo. Se manter na mesmice significa trabalhar, ou estagnar para manter a mesma vida que tinha no ano anterior. 

Entretanto, se planejar sua vida e agir ainda requer grande esforço ou não sabe por onde começar, peça ajuda de um profissional capacitado, para que verdadeiramente seu ano seja novo, nas experiências, conquistas e emoções sentidas a cada dia. Estar em processo terapêutico, por exemplo, possibilita um contato consigo mesmo e um encontro com o que verdadeiramente é um fator limitante que impede a ação. Assim, é possível sair do pensamento e passar a materializar no planejamento e nas pequenas ações, as metas, que somadas se tornam algo melhor para você. Todas as mudanças devem começar dentro de nós e é no preciso momento em que tomamos consciência delas e do que temos que fazer para que elas aconteçam, que tem início o Ano Novo, o seu Ano Novo, seja ele em janeiro, abril ou agosto. 

Ano novo, vida velha

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação  


reportar erro