Notícias | - 4:18 pm


A separação gera marcas que ficam para sempre na vida de uma criança.3 min read

A separação gera marcas que ficam para sempre na vida de uma criança.

Atualmente muitos casais casam-se e separam-se, com ou sem motivos, mas na realidade, a separação de um casal onde existem filhos envolvidos, são geradas marcas que ficam para sempre na vida de uma criança.

O jovem, Diandro Araújo, pertence às estatísticas dos filhos de pais divorciados e como consequência isso lhe trouxe vários conflitos e perturbações emocionais.

“Os meus problemas começaram, depois do divórcio dos meus pais. Tornei-me uma criança muito nervosa, durante o período da separação deles, brigas e discussões faziam parte do nosso dia a dia. Era muito difícil para mim, participar de tudo aquilo, sem dúvida uma ferida aberta no meu peito, que com o tempo foi ficando ainda maior”, disse.

AS AMIZADES

Sentindo-se perdido e sozinho, Diandro entra na fase da adolescência e começa a se envolver com pessoas erradas para sentir-se amado, ao ponto de tomar atitudes que somente por ele não tomaria.

A separação gera marcas que ficam para sempre na vida de uma criança.“Fui crescendo e queria ser aceito pelas pessoas à minha volta. Todos os meus amigos fumavam e eu não queria ser o “careta” ou até mesmo rejeitado por eles, então decidi começar a fumar também e fazer o que eles faziam”, conta.

Muitos jovens vivem como se não houvesse amanhã, sem pensar nas consequências de seus atos. Primeiro só para agradar aos amigos e depois quando se dão conta, estão dependentes dos vícios.

“Eu perdi o controle, não tinha limites. Do cigarro passei para a maconha, no início era um momento para relaxar e fugir um pouco da minha realidade. O tempo passou e todos os traumas do passado vieram à tona, eu passei a sofrer também com ansiedade e ataques de pânico”, desabafa.

A realidade por mais que seja dura, precisa ser enfrentada com fé e coragem. Muitos jovens acham que sempre vão estar no controle da situação, mas quando acordam para a realidade percebem que o vício os dominou e isso é apenas mais um engano desse mundo.

“Na mesma época tentei me relacionar com uma pessoa e não deu certo, outra tentativa e também não deu certo. A minha vida sentimental era um fracasso, e mais um motivo para que eu desacreditasse de mim mesmo. Tentava preencher o vazio que havia dentro de mim com baladas, amigos e mulheres, também nas drogas, mas nada resolvia. Quando o efeito acabava, encontrava-me solitário e triste” disse.

O VERDADEIRO AMIGO

Só o encontro com Deus pode transformar essa triste realidade, o Espírito Santo é o único capaz de convencer uma pessoa de seus erros, não para condená- la, mas para que reconheça os seus erros e assim ter a chance de seguir o único e verdadeiro caminho que leva à felicidade.

A separação gera marcas que ficam para sempre na vida de uma criança.“Foi participando das reuniões na Igreja Universal que eu me libertei e que encontrei a oportunidade de uma nova vida. Eu não sabia o que era ser feliz, mas quando tive o meu encontro com Deus descobri o quanto eu estava enganado e iludido no mundo. Nenhum amigo verdadeiro nos mostra caminhos errados e foi isso que eu aprendi, por isso hoje o meu único e verdadeiro amigo é o Senhor Jesus.

Ele não apenas me libertou dos vícios, mas hoje eu sou casado e feliz, amo e sou amado. Relembro o meu passado apenas para testemunhar que é possível recomeçar e ser verdadeiramente feliz”, finalizou.

 

Encontre uma Universal mais perto de você. 


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação  


reportar erro