Notícias | - 3:00 am


A qual grupo de pessoas você pertence?5 min read

Existem dois tipos. Leia e descubra qual é o seu

A qual grupo de pessoas você pertence?5 min read

é o próprio Deus quem revela, na Bíblia, no livro de Jeremias, a existência de dois grupos de pessoas: as que confiam em Deus e as que confiam no homem:

“Assim diz o Senhor: maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável. Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o Senhor. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.” Jeremias 17.5-8

Ele também deixa bem claro quais são os frutos (consequências) decorrentes de onde ou de quem a pessoa tem posto a sua confiança. Se em Deus, bênção; se no homem, maldição. Enquanto quem confia no homem é acometido por uma sucessão de problemas, quem confia em Deus recebe vitórias. “Esses dois perfis de pessoas retratam exatamente o que acontece em qualquer parte do mundo”, destaca o bispo Edson Costa, explicando detalhadamente a passagem bíblica:

“Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor.” Jeremias 17.5

Ou seja, maldito é aquele que coloca a confiança numa pessoa ou na força do seu braço. O bispo Edson alerta que, mesmo a pessoa tendo consciência de que tem de ser profissional naquilo que faz, que tem de ser a melhor, de evoluir, se especializar e se atualizar, não deve colocar a confiança dela no currículo, no conhecimento, no nível profissional que ela possui, na carta de recomendação ou no fato de ter sido indicada por alguém “importante”. “Não confie em absolutamente nada nem ninguém. A sua confiança tem de ser exclusivamente em Deus”, alerta o bispo.

Ele destaca ainda que tudo tem um limite, inclusive a nossa capacidade, a nossa força e a nossa inteligência. Mas para a fé não há limites.

Muitos já se prejudicaram financeiramente, por exemplo, por terem confiado em uma pessoa a ponto de emprestarem até folhas de cheque em branco e, por isso, hoje estão enfrentando uma situação crítica. “Colhe-se um fruto maldito de confiar no ser humano. Não é que você deve sair desconfiando de todo mundo, mas a sua confiança tem de estar 100% em Deus.”

“Porque será como a tamargueira no deserto…”

Quando você deposita sua confiança em alguém, enquanto você está bem essa pessoa está ao seu lado, mas na primeira dificuldade que você enfrentar, ela irá lhe virará as costas e você ficará só. Em meio ao deserto, essa pessoa, que um dia você confiou, não quer se aproximar de você.

“Não verá quando vier o bem”

A pessoa que confia no homem não vê quando uma oportunidade surge, porque ela não tem o discernimento espiritual para enxergar e aproveitar essa oportunidade. Há pessoas que já eram para estar ricas, mas por não terem visão espiritual deixaram a oportunidade passar, e outro a aproveitou no seu lugar. “A pessoa que confia no homem não vê quando a oportunidade vem, justamente porque ela confiou demais numa pessoa e não teve tempo para ouvir a voz de Deus e, consequentemente, Deus não teve tempo para falar com ela”, destaca o bispo.

Antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável”

Quando a vida da pessoa não está pautada na confiança em Deus, mas na do homem ou na força do seu braço, torna-se um emaranhado de problema, é um atrás do outro. Ela não tem paz.

Em contrapartida, aqueles que confiam no Senhor são benditos. Ele diz:

“Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro…”

Quando a Bíblia se refere à água, ela está se referindo à Palavra de Deus, que é uma fonte de água viva. Confiar e colocar a esperança em Deus é colocar a sua base – a sua raiz, a sua essência, a sua estrutura emocional, física, psicológica, no ribeiro, na Palavra de Deus.

“Quando a sua raiz, a sua essência está pautada na Bíblia, na Palavra de Deus, então pouco importa o que o homem fala ou deixa de falar. O homem fala de crise, a Palavra de Deus fala de vitória; o homem fala que é impossível, mas a Palavra de Deus diz que tudo é possível ao que crê; a medicina diz que não tem cura para o câncer, mas a Palavra de Deus diz que Ele é o Senhor que me sara. Enquanto todo mundo diz não, a Palavra de Deus diz sim. Enquanto todo mudo diz para, a Palavra de Deus diz continua. é ela quem dita as regras da minha vida, não é um programa de televisão, não é o que a mídia está me mostrando. é a Palavra do meu Deus”, enfatiza o bispo.

A fonte da sua felicidade, seja em qual área da vida for, é a Palavra de Deus. é nela que você deve estar enraizado. Lá fora você não terá ninguém, não terá um pastor para lhe orientar, mas a Palavra de Deus estará com você sempre, em qualquer lugar e em qualquer situação. “Quem tem as raízes na água, a folha continua verde mesmo em época de calor. Na seca, ele não tem medo porque continua dando fruto.”

Ainda está preocupado com essa situação, com esse problema, com a crise? Saiba que, se a sua raiz está em Deus, essa é a melhor época para você vencer e se destacar. Aproveite.

Participe todas as segundas-feiras do Congresso Para o Sucesso, no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de sua casa. Consulte aqui os endereços.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Jeane Vidal / Foto: Thinkstock 


reportar erro