Notícias | - 3:05 am


A primeira impressão3 min read

Nem sempre os homens estão atentos a detalhes aparentemente insignificantes, mas que fazem diferença no modo como são notados

A primeira impressão3 min read

Querendo ou não admitir isso, caro leitor, a primeira impressão que causamos em alguém conta. E muito. Nós, homens, temos certa propensão ao desleixo de vez em quando (e não, isso não serve como justificativa ou desculpa). Não nos apegamos a detalhes que parecem bobos, mas sempre há alguém de olho neles. E isso pode impactar as pessoas de forma positiva ou negativa.

Nunca se perguntou o motivo de, mesmo tendo se sentido confiante em uma entrevista de emprego ou ao abordar uma moça interessante, nenhuma das duas situações ter desdobramentos favoráveis?

A primeira impressão conta, sim. Ponto. E quem recebe as informações visuais, audíveis e táteis de sua pessoa tem uma percepção até mesmo inconsciente desses fatores. Seus interlocutores podem ter uma imagem ruim ou boa de você até sem que a razão se faça presente. é bem instintivo. Assim, o melhor é tirar partido disso de forma positiva.

Não estamos falando aqui somente de aspectos como vestuário correto, higiene pessoal ou boas maneiras, até porque sempre abordamos esses assuntos no IntelliMen numa constante troca de dicas e questionamentos que contribuem para que o homem seja melhor nesses setores. A pegada, dessa vez, é mais comportamental mesmo.

Seu exterior, na maioria das vezes, reflete o interior. Assim, quando alguém tem a atenção despertada para você, em seguida vêm quatro aspectos que ela inconscientemente espera de sua pessoa (veja no quadro ao lado).

Caso nada disso tenha sido observado, você será evitado ou terá um conceito desfavorável perante os outros. As pessoas tendem a se afastar (mesmo que não tenham essa intenção) de alguém que pareça enfadonho, superficial, egocêntrico, arrogante, inseguro, carente e por aí afora.

O bom da questão é que causar uma boa impressão pode ser aprendido. Como? Bem, meu caro, se você acompanha com atenção os preceitos do IntelliMen, já está no rumo certo. Quando nos tornamos homens de verdade, pode crer que isso será percebido por todos.

A primeira impressão é importante, mas é só a porta de entrada. Depois, é claro, você deve cuidar para que sua personalidade realmente corresponda àquela boa sensação que despertou inicialmente. Senão, todos notarão que somente usou uma máscara quando foi conveniente. E incoerência não é, definitivamente, coisa de homem que se preze.

Apreciação
O interlocutor pode se sentir respeitado pelo modo como você o cumprimenta adequadamente, por exemplo

Conexão
Olhar nos olhos (também com respeito) mostra que a pessoa é importante para você, o que se liga diretamente ao aspecto a seguir

Elevação
Na mente do interlocutor surge a informação de que “esse cara me valoriza, me dá o reconhecimento que eu mereço”

Consciência
Mesmo sem perceber, o interlocutor reuniu informações iniciais para que, a partir daí, preste atenção conscientemente em você

Fale bem

De nada adianta os outros terem uma primeira impressão positiva de seu físico se, ao abrir a boca, sair o que não presta. Eduque-se para não deixar escapar palavras chulas, gírias em demasia ou para não falar alto ou rápido demais, sem falar nos graves erros de português. Um deslize verbal também pode derrubar uma boa imagem

De olho no corpo

é, o cuidado com o corpo tem impacto na primeira impressão. Não que você precise ser um modelo profissional, mas deve passar a ideia de que não é o sedentário do tipo “sofá e TV”. Mas, o ponto principal, o mais importante, é que mostra cuidado com a saúde. O Desafio #11 do IntelliMen esclarece melhor essa questão. Veja no link migre.me/whf4Z

Hoje em dia o respeito é fundamental para que haja um bom relacionamento interpessoal. Se você é homem e deseja mudar suas atitudes, a hora é agora. Participe do projeto Intellimen e aprenda como ser um homem melhor. Para mais informações sobre o grupo clique aqui.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Marcelo Rangel / Foto: Fotolia 


reportar erro