Notícias | - 12:05 am


A opinião dos pais realmente importa?4 min read

Veja o que Renato e Cristiane Cardoso pensam sobre este assunto

A opinião dos pais realmente importa?4 min read

Quando uma pessoa começa a se relacionar com alguém é normal que ela queira apresentar o parceiro aos familiares. Mas o que fazer quando os pais não aprovam o relacionamento? Nesta edição do A Escola do Amor Responde, os palestrantes Renato e Cristiane Cardoso aconselham uma aluna que já viu vários relacionamentos não darem certo por causa da rejeição dos pais. Confira.

Aluna – Nenhum dos meus relacionamentos deram certo até agora. Aos 15 anos namorei um rapaz e com um ano de namoro fomos morar juntos, mas não deu certo porque a família dele não gostava de mim, há um ano eu me separei dele. Hoje tenho 17 anos, estou gostando de um rapaz de 23, mas ele não tem um emprego fixo, trabalha de vez em quando. Por isso, meu pai não aceitou nosso relacionamento. O que devo fazer?

Renato – As pessoas dizem por aí que não se casa com a família do parceiro, portanto o casal não deve se importar se eles são a favor ou contra o relacionamento, mas isso é uma mentira. Afinal, quando o casal decide se afastar da família porque eles não aceitam o relacionamento, até podem conduzir a relação, mas não terão a participação da família. Futuramente, quanto tiverem filhos, as crianças vão querer saber quem são seus avós.

Cristiane – E principalmente quando é a família dele quem não aceita ela. Se você entra em um relacionamento e vão morar em outro estado ainda teriam um pouco de distância e não passariam por este problema, mas morar na casa da família que não gosta de você é um tormento. Você provavelmente pensou que o amor que tinham venceria tudo, mas o amor deve ser inteligente e você precisa pensar em tudo isso.

Renato – Nós estamos pontuando isso a você, aluna, e também aos alunos que ainda estão na fase do namoro e não são aceitos pelos familiares do parceiro. é preciso pensar bastante no futuro desta relação. Não quer dizer que você e quem está lendo a Folha Universal, deva desistir do namoro, mas no mínimo precisa se preocupar em saber as razões desta resistência por parte da família de seu namorado ou namorada. Sei que muitos pais e sogros insistem em ideias retrógradas e que não se aplicam mais aos dias de hoje, além de ter atitudes racistas e preconceituosas. Mas se este não é o caso, é preciso saber os motivos que eles alegam para impedir que esta relação dê certo. Juntos, o casal deve superar essas questão antes de se casarem e não devem simplesmente fugir dos problemas. A ideia de que o amor pode mudar tudo e todos, vem dos clássicos filmes românticos, como o do casal “Romeu e Julieta”, que por amor cometeu o suicídio.

Cristiane – Aliás, se essa história acontecer nos dias de hoje, ela vai parar no programa “Cidade Alerta”,
da Record (risos).

Renato – Agora quanto a seu novo pretendente, aluna, é normal que seu pai se preocupe, pois ele não sabe se este rapaz terá condições de te sustentar, uma vez que ele não tem emprego fixo.

Cristiane – Por isso, amiga, você precisa pensar direito, e não apenas “sentir”. Ele tem 23 anos, certamente está buscando um trabalho onde irá se estabelecer, então, espere, não vá logo morar com ele, ter relação sexual e ainda correr o risco de engravidar, pois só irá piorar a situação financeira dele. Se ele não trabalha agora que não precisa sustentar ninguém, imagina depois. Deixe as coisas se ajustarem. E se ele ainda não está pronto para ser marido, então não se case. Conversem sobre o assunto, isso será
um incentivo para ele lutar ainda mais.

Renato – De repente ele não é uma pessoa relaxada e preguiçosa. Nós sabemos que em muitas partes do País as pessoas vivem de empregos informais. é a situação do País, mas se a pessoa está disposta e é guerreira, batalhadora, eventualmente ela vai se estabelecer, seja como autônoma ou como empreendedora. Se o caráter e a personalidade dele são de um guerreiro, ele vai chegar lá. Se notar que ele tem esse perfil, então com certeza ele vai conquistar seu pai também.

Para saber mais como resolver os problemas da vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Rafaela Dias / Foto: Fotolia  


reportar erro