Notícias | - 3:05 am


A obsessão de Raquel pelo corpo perfeito3 min read

Em entrevista exclusiva, a atriz Paula Jubé conta como é fazer o papel de alguém que sofre de compulsão alimentar e bulimia

A obsessão de Raquel pelo corpo perfeito3 min read

Muitos personagens da novela O Rico e Lázaro têm inspirado o público, que interage com os atores por meio das redes sociais, deixa suas opiniões e torce pelo sucesso de seus preferidos.

Raquel, interpretada pela atriz Paula Jubé (foto ao lado), é uma das personagens da trama que têm despertado a atenção das telespectadoras e levantado uma discussão bem atual quanto à vaidade em excesso e à compulsão alimentar.

Assim que o pai faleceu, a jovem hebreia, irmã de Dalila, personagem da atriz Juliana Kelling, e sobrinha do temido Fassur, interpretado por Zé Carlos Machado, se tornou cativa na Babilônia e serva da princesa Shamiran, vivida pela atriz Gabriela Moreyra.

Como toda hebreia cativa, Raquel está sujeita às autoridades babilônicas, mas se tornou confidente de Shamiran, que, longe de sua terra e de sua família, vê na serva alguém de confiança, em meio a tantas pessoas ambiciosas do palácio. As duas estabelecem um laço afetivo de respeito e admiração.

Para a atriz, receber esse papel foi um presente, já que ela, como sua personagem, já sofreu de compulsão alimentar “Eu tive compulsão alimentar, tratava na minha terapia e cheguei a pesar 76 kg, mesmo fazendo exercício físico, o que era muito para mim. Quando li a sinopse de Raquel, fiquei muito feliz e agradecida, pois sei o que é compulsão e seria incrível poder mostrar isso ao público”, conta Paula, que interpreta pela primeira vez uma personagem bíblica.

Obsessão

A obsessão de Raquel pelo corpo perfeitoA hebreia sempre foi saudável e tinha uma alimentação balanceada, mas, depois que passou a morar no palácio, começou a se comparar às outras mulheres e a se sentir pressionada a estar tão bonita quanto elas. Ela passa a sofrer de compulsão alimentar e a ter episódios de vômitos para impedir o ganho de peso.

Para a atriz, a jovem enfrenta uma fase delicada e, sem condições de sair dela, passa a comer compulsivamente. “Ela precisa apresentar uma maturidade precoce, o que não consegue fazer inicialmente. Isso a deixa ansiosa. Um problema que vai testar a sua fé”, explica.

Na trama, Raquel está em uma busca constante pela beleza e, além de sofrer de bulimia, passa a praticar pequenos furtos de cosméticos de outras mulheres do palácio. Por causa dessas atitudes de Raquel, Mesaque, seu grande amor (Sacha Bali), acaba se afastando dela.

Compulsão, bulimia e fé

Questionada sobre suas crenças, Paula faz uma revelação. “Eu mesma não acreditava ou não fazia questão de entender Deus durante anos. Há três anos o contato com Deus mudou muito a minha vida. Entendo cada vez mais o que é a força da fé.”

A obsessão de Raquel pelo corpo perfeitoA atriz fala da importância que o tema compulsão alimentar e bulimia tem, mesmo retratado em uma novela bíblica. “Distúrbios sempre existiram, só agora temos nomes científicos para identificá-los. Acho que isso está acima de qualquer questão temporal. O que muda é a maneira de lidar. Hoje temos o avanço do diagnóstico e até a cura. Mas a cura pela fé é uma maneira, na minha visão, extremamente eficaz, mais do que qualquer remédio que se possa
tomar”, enfatiza.

Para a atriz, esse tipo de trama na TV aberta é muito interessante. “Eu mesma sempre fui fã de histórias bíblicas, mas não tinha conhecimento das passagens anteriores a Cristo. Aprender sobre as formações sociais e geopolíticas da época, além de costumes e culturas, é muito rico”, conta.

Nos próximos capítulos, Raquel consegue a cura quando presencia um milagre. “Posso comparar isso a mim, pois me curei com a autoinvestigação, com o olhar interno e quando descobri as raízes da minha infância. Portanto, vivenciar esse universo está sendo um presente. Espero que chegue às pessoas com a mesma força”, explica.

O Rico e Lázaro vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 21h30, na Record TV.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Maiara Máximo / Foto: Munir Chatack 


reportar erro