Notícias | - 3:00 am


A logística reversa do lixo3 min read

Entenda qual a sua responsabilidade no descarte responsável de resíduos

A logística reversa do lixo3 min read

Você sabe o que é logística reversa? Podemos dizer que ela é um dos instrumentos para a aplicação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. Mas o que isso significa?

Existe, no País, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), cujo regulamento destaca o conjunto de atribuições dos fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, consumidores e responsáveis pelos serviços públicos de limpeza para minimizar o volume de resíduos e rejeitos gerados.

Se você já jogou pilhas, baterias, aerossóis, equipamentos eletrônicos e medicamentos no lixo comum, talvez não saiba que a destinação inadequada desses resíduos tem impactos visuais, pois deixam a cidade poluída; e tóxicos, pois contaminam os lençóis freáticos e a atmosfera, causando sérios danos à população.

Mateus Mendonça, diretor de inteligência de recursos na Giral (organização que presta consultoria a gestão de projetos sociambientais), afirma que a logística reversa ainda não é uma realidade em todos os Estados brasileiros. Ele define que é papel dos cidadãos cobrar do Poder Público e das empresas buscar caminhos sustentáveis para os resíduos e a correta implementação da PNRS.

Dessa forma, cabe a você cobrar e, também, se responsabilizar pelo descarte e manejo adequado dos resíduos. Confira, a seguir, como se desfazer de alguns produtos de forma responsável.

Lixo eletrônico

Todo aparelho eletrônico é composto de mercúrio, chumbo, cádmio e outros metais pesados. Entre os problemas de saúde que o descarte incorreto pode causar estão danos ao sistema nervoso e câncer.

Esses produtos devem ser enviados aos fabricantes ou centros de coleta. Para facilitar a procura dos centros de coleta e doação, uma dica é acessar o Ecycle (ecycle.com.br). Outra alternativa é o Cempre (cempre.org.br).

Antes de descartar, verifique se alguém precisa de doações. Os fabricantes Dell, HP, Positivo e Itautec aceitam o equipamento antigo.

Aerossol, pilha e bateria

Se você acredita que os aerossóis são lixo comum, tome cuidado, pois esses produtos podem explodir em temperaturas acima de 50?C. Descarte sempre aerossóis em postos de reciclagem especializados. Lembre-se de utilizar todo o conteúdo e separar o plástico das latas. Mantenha-os distantes do calor e do fogo. Nunca fure os recipientes.

No caso das pilhas e baterias, que possuem os mesmos metais que os eletrônicos, evite armazená-las com outros materiais. Coloque-as em embalagem de plástico e leve-as aos postos específicos de recolhimento.

Medicamentos

Cerca de 20% dos medicamentos são descartados de forma errada no Brasil, segundo o portal Ecycle.

Quando são jogados no vaso sanitário, geram uma mancha tóxica que contamina a água e o ecossistema, pois chegam à rede de esgoto e não são filtrados.

Quando vão para o lixo comum, o risco é ainda maior. Os medicamentos chegam aos lixões, se transformam em chorume tóxico e infectam o solo e os lençóis freáticos. A água contaminada provoca danos ao metabolismo de organismos aquáticos, doenças em pessoas e animais e gera bactérias mais resistentes.

A dica é o Programa Descarte Consciente. No endereço descarteconsciente.com.br estão disponíveis os pontos de coleta nacional. Reúna os medicamentos vencidos ou sem uso, com as respectivas embalagens, e deixe-os em farmácias que participam do programa. Na ausência de pontos de coleta é preciso procurar uma Unidade Básica de Saúde para fazer o descarte.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Katherine Rivas / Foto: Fotolia 


reportar erro