Notícias | - 10:53 am


A fé é a responsável pela materialização do milagre4 min read

Com data marcada para a cirurgia, João fez o tratamento da água com a gota do milagre e alcançou a cura.

A fé é a responsável pela materialização do milagre

Quem já passou por uma crise renal, ocasionada pelas chamadas pedras nos rins, sabe a dor que ela causa. Alguns até comparam com a dor do parto, uma vez que ela começa fraca e em segundos se intensifica. O acompanhamento médico é fundamental para quem recebe o diagnóstico e ele ajuda a controlar as crises.

João Carvalho, de 21 anos, começou a sentir fortes dores, na barriga, quatro meses antes de ser diagnosticado com cálculo renal. O jovem não conseguia trabalhar, passava as noites sem dormir e cada dia que passava a dor aumentava. “Eram dores insuportáveis, não conseguia fazer nada, no início pensei que poderia ser algo passageiro, mas os dias foram passando e a dor só aumentava. Foi aí que percebi que algo de anormal estava acontecendo comigo e decidi ir no médico”, disse.

DIAGNÓSTICO

Após vários exames, João recebeu os resultados e descobriu que estava com pedra no rim. “Depois de algumas consultas e exames, recebi o diagnóstico, estava com cálculo

renal, tinha pedras nos rins de aproximadamente 7mm. Durante dois meses, fiz tratamento com medicamentos para aliviar as dores, tentando resolver o problema de forma natural sem necessidade de intervenção cirúrgica. Fui acompanhado pelos médicos, mas não havia nenhuma melhora”, acrescentou.

TRATAMENTO

Cada tipo de cálculo exige um tratamento distinto, com medicamentos indicados pelo médico. Alguns casos até necessitam de cirurgia. “Sem ver melhoras, os médicos decidiram fazer a retirada das pedras através da cirurgia, e marcaram a data”, disse.

João, já frequentava a Universal e todos os domingos participava da oração pela cura, bebendo da água com a gota do milagre. “Quando o médico me falou que teria que ser operado, eu usei a fé e nessa mesma semana bebi da água todos os dias, determinei a minha cura e confiei no agir de Deus”, acrescentou.

Embora Deus tenha o poder de realizar qualquer milagre, é a pessoa que provoca essa ação. A fé é a responsável pela materialização do milagre, ela não depende de terceiros. João, entendeu, que precisava beber da água com fé para receber o milagre. “Dias antes da cirurgia, o meu organismo conseguiu expelir de forma natural a pedra, algo que era impossível para a medicina, foi possível para Deus, através do uso da fé. Hoje levo uma vida normal, sem sequelas, trabalho normalmente e não preciso de mais nenhum tipo de medicação”, finaliza.

Da mesma forma, muitas pessoas, que não suportam e não aceitam estar doentes, ou ter um familiar nesta condição, buscam a cura de suas enfermidades pela fé. Todos os domingos, elas têm feito o tratamento da água com a “Gota do Milagre”. Visite uma Universal mais próxima de sua casa.

A fé é a responsável pela materialização do milagreO QUE É CÁLCULO RENAL?

Cálculo renal e urolitíase são os termos médicos usados para designar as pedras nos rins.

Os rins têm como função equilibrar o volume de água no organismo e filtrar algumas das impurezas que circulam na corrente sanguínea, produzindo a urina. Ela fica armazenada na bexiga e é posteriormente eliminada do corpo.

Quando pequenos cristais (que podem ser resultantes, por exemplo, do próprio processo de filtragem do sangue que possui um excesso de certas substâncias, como o cálcio e o ácido úrico) se aglomeram e formam pedrinhas, que ficam alojadas nos rins e em outras partes do sistema urinário, a pessoa é diagnosticada com cálculo renal.

COMO É O TRATAMENTO DO CÁLCULO RENAL?

O tratamento do cálculo renal é feito por meio de medicamentos analgésicos (sempre indicados pelo médico, já que alguns remédios podem piorar a quantidade cristais presentes

na circulação sanguínea) e do aumento no consumo de água, com o objetivo de eliminar as pedras naturalmente.

No caso de pedras grandes ou que estão obstruindo a passagem da urina, é preciso realizar uma cirurgia de cálculo renal por meio de métodos como um pequeno corte nas costas, que é feito para remover a pedra, ou por um procedimento em que um cateter é inserido na uretra do paciente até chegar à pedra, que é implodida, tendo seu tamanho diminuído e permitindo que o paciente consiga eliminá- las naturalmente.

Fale connosco

Encontre uma Universal mais perto de você.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Redação 

    Tânia Araújo


reportar erro