Notícias | - 2:05 am


A cidade de Babel realmente existiu?1 min read

Pesquisadores podem ter encontrado mais uma peça desse quebra-cabeça

Uma escavação arqueológica encontrou a decomposição do corpo de uma criança que habitou o Alasca há aproximadamente 11,5 mil anos. Porém, quando o material genético dela foi comparado com o dos primeiros povos que habitaram as Américas, vindos da região europeia-asiática, os testes não mostraram compatibilidade – revelando que a origem daquela criança vinha de outro povo mais antigo. Ou seja: a população oriental, naquela época, passou por um momento de grande dispersão, deixando a região e migrando para o continente americano.

Nathaniel Jeanson, pesquisador na área da biologia com formação na Universidade de Harvard, acredita que a descoberta amplifica a crença de que a dispersão promovida pela Torre de Babel, relatada na Bíblia, realmente aconteceu. é possível crer que mais de um tipo de povo deixou a região euro-asiática nos primórdios da história humana.

O que foi a Torre de Babel?

Segundo o capítulo 11, do livro de Gênesis, todos os povos que habitavam a Terra falavam um mesmo idioma.

Então, um povo liderado por Nimrod, começou a fazer tijolos bem resistentes com o objetivo de edificar uma cidade, Babel, e uma torre enorme. A ideia desse povo era ser reconhecido em toda a Terra, eles eram soberbos e se achavam superiores a Deus.

Quando o Altíssimo viu tudo aquilo, decidiu fazer com que aquelas pessoas falassem idiomas diferentes entre si e as espalhou por outros lugares do mundo, para que elas não intentassem mais contra a autoridade dEle.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Daniel Cruz / Foto: Pieter Bruegel the Elder/Domínio Público 


reportar erro