Notícias | - 11:57 am


Vitaminas são essenciais para a imunidade3 min read

Descubra como garantir a ingestão adequada de nutrientes e melhorar as defesas do seu corpo. Spoiler: o segredo não está na farmácia

Vitaminas

Vitaminas

Você sabe como fortalecer o seu sistema imunológico? Nos últimos meses, várias propagandas de televisão vêm destacando a importância de aumentar as defesas do corpo contra vírus e bactérias. Mas será que comprar cápsulas de vitaminas é suficiente para ter uma boa saúde? A resposta é não.

O médico e psicólogo Roberto Debski alerta que os comprimidos, sozinhos, não garantem uma boa imunidade. Segundo ele, o sistema imunológico depende de cuidados diários. “A base para o fortalecimento da imunidade está na alimentação e no estilo de vida. Para aumentar a imunidade, é preciso ter uma dieta balanceada, fazer exercícios físicos, dormir bem e cuidar da saúde mental. Quando uma pessoa apresenta deficiência de nutrientes, nós investigamos o que está acontecendo e sugerimos em primeiro lugar mudanças na alimentação e nos hábitos”, diz. Segundo ele, a indicação de vitaminas é feita após a avaliação do caso, de acordo com as necessidades específicas do paciente.

A nutricionista Juliana da Mata explica que ninguém deve comprar vitaminas na farmácia ou em lojas de produtos naturais sem antes fazer uma consulta com um especialista. “As vitaminas A, C e D têm sido muito faladas em relação ao novo coronavírus, mas é importante destacar que tanto a falta quanto o excesso dessas vitaminas podem ser prejudiciais à saúde. A vitamina D, por exemplo, se acumula no corpo e pode gerar um excesso de cálcio e problemas renais. No caso da vitamina C, o excesso é excretado na urina, mas ela também pode gerar pedra nos rins e problema nas artérias. Algumas vitaminas compradas têm em sua composição açúcar, carboidratos e outros componentes que podem trazer riscos à saúde”, destaca.

Segundo ela, nosso organismo é capaz de absorver uma variedade de nutrientes por meio de uma alimentação equilibrada e natural. “No caso da vitamina C, por exemplo, consumir duas laranjas por dia – ou uma laranja e um kiwi – é suficiente. A complementação de vitaminas deve ser feita com acompanhamento de especialista. É preciso ter muito cuidado com publicidade, fake news e indicações de conhecidos. Às vezes o próprio vendedor do suplemento está por trás da informação.”

A médica nutróloga Valéria Goulart explica que em alguns casos é preciso complementar vitaminas. “No caso dos veganos, ou seja, das pessoas que não comem nenhum alimento de origem animal, pode haver falta de vitamina B12. Entretanto no Brasil cerca de 50% da população tem falta desta vitamina, mesmo consumindo produtos de origem animal”, afirma.

Ela acrescenta que as combinações de alimentos podem potencializar ou dificultar a absorção de nutrientes. “Para aumentar a absorção de ferro, podemos incluir fontes de vitamina C no almoço. Por exemplo: você pode comer feijão, arroz e incluir uma laranja. Outra dica é não misturar fontes de cálcio e ferro na mesma refeição”, ensina.

Além de frutas, verduras e legumes, Valéria sugere incluir sementes e castanhas na alimentação, como quinoa, castanha-do-pará, girassol, chia, gergelim e linhaça.

Fonte: Universal.org


reportar erro