Notícias | - 6:00 am


“Vigília da Virada” no Templo de Salomão5 min read

Saiba como foi o adeus a 2016 e as boas-vindas a 2017

Vigília da Virada

Sobre 2016 não ter sido um ano fácil no Brasil e no mundo, isso parece ser uma unanimidade. Escândalos de corrupção, impeachment no Brasil, guerras, refugiados, crise econômica e política. E não pense que as previsões para 2017 são as mais otimistas. O índice de desemprego tende a aumentar no nosso País. Porém, mesmo com uma previsão negativa, o ano de 2017 foi esperado com expectativa.

Se fosse depender só do desejo de que seja um ano excelente, tudo bem, mas sabemos que não é assim que funciona. é preciso estar apto para tomar as decisões certas e que farão a diferença em nossas vidas. E o que poderia nos capacitar senão a fé?

Por essa razão, cerca de 10 mil pessoas compareceram à “Vigília da Virada” no Templo de Salomão, na capital paulista. A reunião desse 31 de dezembro, marcada para ter início às 22h, superou o número de pessoas desde a inauguração do Templo, em 2014.

Uma experiência diferente a cada ano

O casal Flávio e Joelma Guedes (foto abaixo) faz parte daqueles que aprenderam a importância de passar o início de um novo ano na presença de Deus e só tem visto benefícios desde então. Já são 10 anos que eles passam a virada do ano participando da reunião e esse é o terceiro ano no Templo de Salomão.

Eles ressaltam que, a cada ano, tem sido uma experiência diferente. “Os anos têm sido abençoados. Claro, com lutas, mas a cada ano que entregamos nas mãos dEle, Ele nos dá sabedoria, entendimento para tudo que venhamos fazer”, explicou Flávio.

Ambos recordaram que, entre os pedidos que apresentaram a Deus durante a virada de 2016, um foi a respeito da vida profissional, e que a resposta foi dada. “Pedi para que Deus me orientasse na minha profissão, então, Ele direcionou, e hoje trabalho por conta própria. E para 2017 já tenho novos projetos que Ele já me deu”, conta Joelma.

Mesma experiência compartilhada pelo marido. “Esse ano sei que não será diferente, porque tudo que Ele nos faz é o melhor”, ressaltou Flávio.

Mas será que apenas passar as últimas horas do velho ano e os primeiros minutos do novo na Igreja, fazendo orações, faz a diferença?

Viver da Palavra

Somente orações feitas e recebidas não são suficientes para uma mudança verdadeira na vida de uma pessoa. Isso só e possível a partir da prática da fé, da obediência à Palavra do Autor da fé.

O bispo Clodomir Santos, durante a pregação na vigília, explicou que enquanto a pessoa não se deixa mudar, colocando a vida à disposição do Senhor Jesus, ela será uma pessoa frustrada, vivendo sempre na ilusão de que um novo ano, ou um novo emprego, ou um novo casamento trarão alguma satisfação, o que será em vão enquanto ela não resolver o maior problema que tem, que é o da alma:

“E, chegando-se a Ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.” Mateus 4.3,4

“O problema é que as pessoas vivem na dependência do ‘pão’, ou seja, de coisas ou pessoas, mas não vivem na dependência da Palavra de Deus”, ressaltou o bispo.

E com isso o diabo as mantêm distraídas com as necessidades neste mundo e não as deixa atentar para a necessidade da alma, que só pode ser suprida por meio da obediência irrestrita à Palavra de Deus, pautando nela a conduta moral e o comportamento espiritual, e observando sempre por quais razões estão sendo motivadas. Porque se as nossas razões são contrárias ao que o Espírito Santo determina, elas comprometerão a Salvação da nossa alma.

Entrega verdadeira

Porém, o bispo explicou que, quando há uma entrega verdadeira, somos sustentados todo tempo por Deus. “é o Espírito da Palavra que sustenta e, quanto maior o problema, maior a alegria. As dúvidas e a preocupação surgem, mas como você tem se alimentado dessa Palavra, você supera, e porque vive nessa obediência, sabe que tudo coopera para o seu bem”, destacou o bispo, que concluiu a pregação com uma pergunta: “Como está a sua alma?”

Ouvindo esse apelo, centenas de pessoas se renderam diante do Altar para entregar a vida a Deus, e todos começaram o novo ano participando da Santa Ceia e louvando por mais essa oportunidade.

A proposta para o novo ano ser diferente na sua vida é: viva fundamentado na Palavra de Deus, assim, mesmo com todas as lutas, não tem como não ser um ano de coisas melhores e maiores.

“Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens.” Romanos 14.17,18

Siga na prática da justiça Divina, que é a fé, e tudo lhe sairá bem.

Veja mais fotos da “Vigília da Virada” no Templo de Salomão na galeria abaixo:


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Núbia Onara / Fotos: Demetrio Koch 


reportar erro