Notícias | 07.16.2017 - 3:00 am


“Não sei o que fazer para amolecer o coração da minha esposa”5 min read

Veja o que Renato e Cristiane Cardoso pensam sobre este assunto

Na edição desta semana do A Escola do Amor Responde, os professores Renato e Cristiane Cardoso ajudam o aluno Rogério a lidar com a esposa. Ele pede orientação do casal porque não vê mais saída para o relacionamento que, segundo ele, está insustentável. O aluno acha que a esposa tem um coração de pedra ou não o ama.

E, se você passa pela mesma situação, acompanhe as dicas dos nossos palestrantes, que têm experiência no amor inteligente, e aprenda como mudar o seu relacionamento.

Rogério – Estou casado há três anos e não sei o que fazer para amolecer o coração da minha esposa. Nosso relacionamento está insustentável e sei que meu casamento não chega até o final do ano. Eu li o livro de vocês e após a leitura cheguei a duas conclusões: ou ela de fato não me ama ou, como afirmo, tem um coração petrificado.

Renato – Rogério, sem mais detalhes fica difícil sermos clínicos no conselho, mas vamos dar algumas dicas para você. Você diz que a ama muito, mas talvez esteja tentando amolecer o coração dela de forma errada. é que quando uma pessoa tenta reconquistar ou conquistar outra pessoa muitas vezes pode acabar passando da conta ou até fazer todo o trabalho do relacionamento a ponto de a outra pessoa se sentir em um pedestal e sem motivação para fazer nada pelo relacionamento, justamente porque o parceiro demonstra seu desespero. E se sua esposa percebe que você implora para ela ser boa com você, ela tem a certeza de que pode mudar a hora que ela quiser, pois você sempre estará esperando por ela, o tempo que for, ou seja, ela se sente garantida. Você precisa se valorizar, precisa praticar o que nós ensinamos no desafio da autovalorização. é só acessar o meu blog (renatocardoso.com), ler a postagem e praticar em seu casamento. Vai ser muito bom para você, pois eu suspeito que colocou sua esposa em um pedestal e ela está se sentindo no direito de fazer o que quiser com você.

Cristiane – Já ouvimos homens falarem que lavam as roupas, que cozinham, limpam a casa e fazem de tudo por suas esposas e, mesmo assim, elas não os valorizam. Se você está cometendo esse mesmo erro, precisa dar um tempo e não se esforçar tanto para agradá-la. Não que você deva parar de falar com ela, mas deve dar um tempo. Eu não sei se você já conheceu uma pessoa assim, mas eu já conheci pessoas que faziam de tudo para me agradar e aquilo me irritava, era sufocante, porque eu sei que a pessoa está querendo me agradar e é uma coisa forçada. Acabamos até nos sentindo mal, porque a pessoa está tentando nos agradar o tempo todo, fazendo de tudo, e se não correspondemos ao que ela está fazendo acabamos a deixando decepcionada. Caso você esteja fazendo isso, está colocando sua companheira em uma posição difícil.

Renato – Quero enfatizar aqui uma coisa a você e a todos os alunos. Há uma grande diferença em tentar agradar e ser agradável. Uma coisa é você tentar agradar demais, perguntar a todo instante o que a pessoa precisa, o que ela quer que você faça e se tornar desagradável. Outra coisa é você ser uma pessoa agradável, de forma que você consiga atrair a outra pessoa sem correr atrás dela. Preste atenção: talvez você esteja cometendo esse erro.

Cristiane – é um erro muito comum, porque as pessoas pensam que o fato de fazer muito eplo outro é que muda a situação do relacionamento. Outra coisa: você está determinando que o seu casamento não vai durar até o final do ano e isso não é certo. Isso é uma palavra negativa, temos que ter cuidado com o que dizemos. Se você não quer que isso aconteça, por que está determinando isso? O certo é você afirmar que vai fazer o casamento funcionar.

Renato – Outra coisa que você pode fazer, além de tudo que já falamos, é entender como ser um homem agradável. Eu não sei o que aconteceu para o coração de sua esposa ficar endurecido. Não sei se nesses três anos de casamento houve traição ou mentiras. Imagino que algo aconteceu para que ela ficasse assim com você. Então, escreva em um papel quais as reclamações da sua esposa, as três principais reclamações recorrentes desde o início do relacionamento de vocês. Depois de escrevê-las, veja se já mudou nessas áreas e comece a trabalhar em você mesmo para se tornar um homem melhor. Esse retorno que sua esposa dá a você, quando reclama dessas coisas, pode ajudá-lo a mudar não só para ela mas para qualquer pessoa. Trabalhe em você para ser mais agradável, esteja bem, não fique desesperado nem profetizando coisas ruins, jogando palavras para se fazer de vítima. Não faça essas chantagens emocionais, pois elas demonstram fraqueza. E a última coisa: você pode e deve ir às reuniões da “Terapia do Amor”. Nas palestras você vai aprender outras dicas para se tornar melhor e como fazer com que sua esposa o olhe de forma diferente.

Para saber mais como resolver os problemas da
vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às
quintas-feiras, em uma
Universal
mais próxima
de
você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o
amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Lorrainne Silva / Foto: Fotolia 


reportar erro