Notícias | - 3:15 am


Leia a Bíblia em 1 ano – 92º dia8 min read

Levítico 5, Salmos 3 e 4 e Provérbios 20

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento…” Oséias 4.6

Conhecer a Bíblia é muito importante para todos nós, especialmente nos momentos mais difíceis de nossas vidas, pois Deus fala conosco por meio de Sua Palavra. O Espírito Santo nos conduz, nos orienta, e quando passamos por tribulações, Ele nos faz lembrar do que está escrito na Bíblia, de uma Palavra de Deus que nos conforte. Mas só nos lembraremos se tivermos conhecimento Dela.

Por isso, elaboramos um plano para que você leia a Bíblia em 1 ano. Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã. Você verá o quanto isso transformará a sua vida.

Se você já está nesse propósito, acompanhe a leitura de hoje:

Levítico 5

1. E quandoa lguma pessoa pecar, ouvindo uma voz de blasfêmia, de que for testemunha, seja porque viu, ou porque soube, se o não denunciar, então levará a sua iniqí¼idade.

2. Ou, quando alguma pessoa tocar em alguma coisa imunda, seja corpo morto de fera imunda, seja corpo morto de animal imundo, seja corpo morto de réptil imundo, ainda que não soubesse, contudo será ele imundo e culpado.

3. Ou, quando tocar a imundícia de um homem, seja qualquer que for a sua imundícia, com que se faça imundo, e lhe for oculto, e o souber depois, será culpado.

4. Ou, quando alguma pessoa jurar, pronunciando temerariamente com os seus lábios, para fazer mal, ou para fazer bem, em tudo o que o homem pronuncia temerariamente com juramento, e lhe for oculto, e o souber depois, culpado será numa destas coisas.

5. Será, pois, que, culpado sendo numa destas coisas, confessará aquilo em que pecou.

6. E a sua expiação trará ao Senhor, pelo seu pecado que cometeu: uma fêmea de gado miúdo, uma cordeira, ou uma cabrinha pelo pecado; assim o sacerdote por ela fará expiação do seu pecado.

7. Mas, se em sua mão não houver recurso para gado miúdo, então trará, para expiação da culpa que cometeu, ao Senhor, duas rolas ou dois pombinhos; um para expiação do pecado, e o outro para holocausto;

8. E os trará ao sacerdote, o qual primeiro oferecerá aquele que é para expiação do pecado; e com a sua unha lhe fenderá a cabeça junto ao pescoço, mas não o partirá;

9. E do sangue da expiação do pecado espargirá sobre a parede do altar, porém o que sobejar daquele sangue espremerse-á à base do altar; expiação do pecado é.

10. E do outro fará holocausto conforme ao costume; assim o sacerdote por ela fará expiação do seu pecado que cometeu, e ele será perdoado.

11. Porém, se em sua mão não houver recurso para duas rolas, ou dois pombinhos, então aquele que pecou trará como oferta a décima parte de um efa de flor de farinha, para expiação do pecado; não deitará sobre ela azeite nem lhe porá em cima o incenso, porquanto é expiação do pecado;

12. E a trará ao sacerdote, e o sacerdote dela tomará a sua mão cheia pelo seu memorial, e a queimará sobre o altar, em cima das ofertas queimadas do Senhor; expiação de pecado é.

13. Assim o sacerdote por ela fará expiação do seu pecado, que cometeu em alguma destas coisas, e lhe será perdoado; e o restante será do sacerdote, como a oferta de alimentos.

14. E falou o Senhor a Moisés, dizendo:

15. Quando alguma pessoa cometer uma transgressão, e pecar por ignorância nas coisas sagradas do Senhor, então trará a o Senhor pela expiação, um carneiro sem defeito do rebanho, conforme à tua estimação em siclos de prata, segundo o siclo do santuário, para expiação da culpa.

16. Assim restituirá o que pecar nas coisas sagradas, e ainda lhe acrescentará a quinta parte, e a dará ao sacerdote; assim o sacerdote, com o carneiro da expiação, fará expiação por ele, e serlhe-á perdoado o pecado.

17. E, se alguma pessoa pecar, e fizer, contra algum dos mandamentos do Senhor, aquilo que não se deve fazer, ainda que o não soubesse, contudo será ela culpada, e levará a sua iniqí¼idade;

18. E trará ao sacerdote um carneiro sem defeito do rebanho, conforme à tua estimação, para expiação da culpa, e o sacerdote por ela fará expiação do erro que cometeu sem saber; e ser-lhe-á perdoado.

19. Expiação de culpa é; certamente se fez culpado diante do Senhor.

Salmos 3

1. Senhor, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim.

2. Muitos dizem da minha alma: Não salvação para ele em Deus. (Selá.)

3. Porém tu, Senhor, és um escudo para mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça.

4. Com a minha voz clamei ao Senhor, e ouviu-me desde o seu santo monte. (Selá.)

5. Eu me deitei e dormi; acordei, porque o Senhor me sustentou.

6. Não temerei dez milhares de pessoas que se puseram contra mim e me cercam.

7. Levanta-te, Senhor; salva-me, Deus meu; pois feriste a todos os meus inimigos nos queixos; quebraste os dentes aos ímpios.

8. A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção. (Selá.)

Salmos 4

1. Ouve-me quando eu clamo, ó Deus da minha justiça, na angústia me deste largueza; tem misericórdia de mim e ouve a minha oração.

2. Filhos dos homens, até quando convertereis a minha glória em infâmia? Até quando amareis a vaidade e buscareis a mentira? (Selá.)

3. Sabei, pois, que o Senhor separou para si aquele que é piedoso; o Senhor ouvirá quando eu clamar a ele.

4. Perturbai-vos e não pequeis; falai com o vosso coração sobre a vossa cama, e calai-vos. (Selá.)

5. Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no Senhor.

6. Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? Senhor, exalta sobre nós a luz do teu rosto.

7. Puseste alegria no meu coração, mais do que no tempo em que se lhes multiplicaram o trigo e o vinho.

8. Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança.

Provérbios 20

1. O vinho é escarnecedor, a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio.

2. Como o rugido do leão é o terror do rei; o que o provoca à ira peca contra a sua própria alma.

3. Honroso é para o homem desviar-se de questões, mas todo tolo é intrometido.

4. O preguiçoso não lavrará por causa do inverno, pelo que mendigará na sega, mas nada receberá.

5. Como as águas profundas é o conselho no coração do homem; mas o homem de inteligência o trará para fora.

6. A multidão dos homens apregoa a sua própria bondade, porém o homem fidedigno quem o achará?

7. O justo anda na sua sinceridade; bem-aventurados serão os seus filhos depois dele.

8. Assentando-se o rei no trono do juízo, com os seus olhos dissipa todo o mal.

9. Quem poderá dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?

10. Dois pesos diferentes e duas espécies de medida são abominação ao Senhor, tanto um como outro.

11. Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura e reta.

12. O ouvido que ouve, e o olho que vê, o Senhor os fez a ambos.

13. Não ames o sono, para que não empobreças; abre os teus olhos, e te fartarás de pão.

14. Nada vale, nada vale, dirá o comprador, mas, indo-se, então se gabará.

15. Há ouro e abundância de rubis, mas os lábios do conhecimento são jóia preciosa.

16. Ficando alguém por fiador de um estranho, tome-se-lhe a roupa; e por penhor àquele que se obriga pela mulher estranha.

17. Suave é ao homem o pão da mentira, mas depois a sua boca se encherá de cascalho.

18. Cada pensamento se confirma com conselho e com bons conselhos se faz a guerra.

19. O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios.

20. O que amaldiçoa seu pai ou sua mãe, apagar-se-á a sua lâmpada em negras trevas.

21. A herança que no princípio é adquirida às pressas, no fim não será abençoada.

22. Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, e ele te livrará.

23. Pesos diferentes são abomináveis ao Senhor, e balança enganosa não é boa.

24. Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor; como, pois, entenderá o homem o seu caminho?

25. Laço é para o homem apropriar-se do que é santo, e só refletir depois de feitos os votos.

26. O rei sábio dispersa os ímpios e faz passar sobre eles a roda.

27. O espírito do homem é a lâmpada do Senhor, que esquadrinha todo o interior até o mais íntimo do ventre.

28. Benignidade e verdade guardam ao rei, e com benignidade sustém ele o seu trono.

29. A glória do jovem é a sua força; e a beleza dos velhos são as cãs.

30. Os vergões das feridas são a purificação dos maus, como também as pancadas que penetram até o mais íntimo do ventre.

O que você aprendeu com a leitura de hoje? Deixe o seu comentário.

E não desanime. Continue firme para ler a Bíblia em 1 ano, aqui no Universal.org.

Acompanhe a leitura do 91º dia clicando aqui.

Acompanhe a leitura do 93º dia clicando aqui.

Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Da Redação 


reportar erro