Notícias | - 3:15 am


Leia a Bíblia em 1 ano – 76º dia11 min read

íŠxodo 27, João 7 e Provérbios 4

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento…” Oséias 4.6

Conhecer a Bíblia é muito importante para todos nós, especialmente nos momentos mais difíceis de nossas vidas, pois Deus fala conosco por meio de Sua Palavra. O Espírito Santo nos conduz, nos orienta, e quando passamos por tribulações, Ele nos faz lembrar do que está escrito na Bíblia, de uma Palavra de Deus que nos conforte. Mas só nos lembraremos se tivermos conhecimento Dela.

Por isso, elaboramos um plano para que você leia a Bíblia em 1 ano. Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã. Você verá o quanto isso transformará a sua vida.

Se você já está nesse propósito, acompanhe a leitura de hoje:

íŠxodo 27

1. Farás também o altar de madeira de acácia; cinco côvados será o comprimento, e cinco côvados a largura (será quadrado o altar), e três côvados a sua altura.

2. E farás as suas pontas nos seus quatro cantos; as suas pontas serão do mesmo, e o cobrirás de cobre.

3. Far-lhe-ás também os seus recipientes, para recolher a sua cinza, e as suas pás, e as suas bacias, e os seus garfos e os seus braseiros; todos os seus utensílios farás de cobre.

4. Far-lhe-ás também um crivo de cobre em forma de rede, e farás a esta rede quatro argolas de metal nos seus quatro cantos.

5. E as porás dentro da borda do altar para baixo, de maneira que a rede chegue até ao meio do altar.

6. Farás também varais para o altar, varais de madeira de acácia, e os cobrirás de cobre.

7. E os varais serão postos nas argolas, de maneira que os varais estejam de ambos os lados do altar, quando for levado.

8. Oco e de tábuas o farás; como se te mostrou no monte, assim o farão.

9. Farás também o pátio do tabernáculo, ao lado meridional que dá para o sul; o pátio terá cortinas de linho fino torcido; o comprimento de cada lado será de cem côvados.

10. Também as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de cobre; os colchetes das colunas e as suas faixas serão de prata.

11. Assim também para o lado norte as cortinas, no comprimento, serão de cem côvados; e as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de cobre; os colchetes das colunas e as suas faixas serão de prata,

12. E na largura do pátio para o lado do ocidente haverá cortinas de cinquenta côvados; as suas colunas dez, e as suas bases dez.

13. Semelhantemente a largura do pátio do lado oriental para o levante será de cinqí¼enta côvados.

14. De maneira que haja quinze côvados de cortinas de um lado; suas colunas três, e as suas bases três.

15. E quinze côvados das cortinas do outro lado; as suas colunas três, e as suas bases três.

16. E à porta do pátio haverá uma cortina de vinte côvados, de azul, e púrpura, e carmesim, e de linho fino torcido, de obra de bordador; as suas colunas quatro, e as suas bases quatro.

17. Todas as colunas do pátio ao redor serão cingidas de faixas de prata; os seus colchetes serão de prata, mas as suas bases de cobre.

18. O comprimento do pátio será de cem côvados, e a largura de cada lado de cinqí¼enta, e a altura de cinco côvados, as cortinas serão de linho fino torcido; mas as suas bases serão de cobre.

19. No tocante a todos os vasos do tabernáculo em todo o seu serviço, até todos os seus pregos, e todos os pregos do pátio, serão de cobre.

20. Tu pois ordenarás aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para fazer arder as lâmpadas continuamente.

21. Na tenda da congregação, fora do véu que está diante do testemunho, Arão e seus filhos as porão em ordem, desde a tarde até a manhã, perante o enhor; isto será um estatuto perpétuo para os filhos de Israel, pelas suas gerações.

João 7

1. E depois disto Jesus andava pela Galiléia, e não queria andar pela Judéia, pois os judeus procuravam matálo.

2. E estava próxima a festa dos judeus, a dos tabernáculos.

3. Disseram-lhe, pois, seus irmãos: Sai daqui, e vai para a Judéia, para que também os teus discípulos vejam as obras que fazes.

4. Porque não há ninguém que procure ser conhecido que faça coisa alguma em oculto. Se fazes estas coisas, manifestate ao mundo.

5. Porque nem mesmo seus irmãos criam nele.

6. Disse-lhes, pois, Jesus: Ainda não é chegado o meu tempo, mas o vosso tempo sempre está pronto.

7. O mundo não vos pode odiar, mas ele me odeia a mim, porquanto dele testifico que as suas obras são más.

8. Subi vós a esta festa; eu não subo ainda a esta festa, porque ainda o meu tempo não está cumprido.

9. E, havendo-lhes dito isto, ficou na Galiléia.

10. Mas, quando seus irmãos tinham subido à festa, então subiu ele também, não manifestamente, mas como em oculto.

11. Ora, os judeus procuravam-no na festa, e diziam: Onde está ele?

12. E havia grande murmuração entre a multidão a respeito dele. Diziam alguns: Ele é bom. E outros diziam: Não, antes engana o povo.

13. Todavia ninguém falava dele abertamente, por medo dos judeus.

14. Mas, no meio da festa subiu Jesus ao templo, e ensinava.

15. E os judeus maravilhavam-se, dizendo: Como sabe este letras, não as tendo aprendido?

16. Jesus lhes respondeu, e disse: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou.

17. Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo.

18. Quem fala de si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça.

19. Não vos deu Moisés a lei? e nenhum de vós observa a lei. Por que procurais matar-me?

20. A multidão respondeu, e disse: Tens demônio; quem procura matar-te?

21. Respondeu Jesus, e disse-lhes: Fiz uma só obra, e todos vos maravilhais.

22. Pelo motivo de que Moisés vos deu a circuncisão (não que fosse de Moisés, mas dos pais), no sábado circuncidais um homem.

23. Se o homem recebe a circuncisão no sábado, para que a lei de Moisés não seja quebrantada, indignais-vos contra mim, porque no sábado curei de todo um homem?

24. Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.

25. Então alguns dos de Jerusalém diziam: Não é este o que procuram matar?

26. E ei-lo aí está falando abertamente, e nada lhe dizem. Porventura sabem verdadeiramente os príncipes que de fato este é o Cristo?

27. Todavia bem sabemos de onde este é; mas, quando vier o Cristo, ninguém saberá de onde ele é.

28. Clamava, pois, Jesus no templo, ensinando, e dizendo: Vós conheceisme, e sabeis de onde sou; e eu não vim de mim mesmo, mas aquele que me enviou é verdadeiro, o qual vós não conheceis.

29. Mas eu conheço-o, porque dele sou e ele me enviou.

30. Procuravam, pois, prendê-lo, mas ninguém lançou mão dele, porque ainda não era chegada a sua hora.

31. E muitos da multidão creram nele, e diziam: Quando o Cristo vier, fará ainda mais sinais do que os que este tem feito?

32. Os fariseus ouviram que a multidão murmurava dele estas coisas; e os fariseus e os principais dos sacerdotes mandaram servidores para o prenderem.

33. Disse-lhes, pois, Jesus: Ainda um pouco de tempo estou convosco, e depois vou para aquele que me enviou.

34. Vós me buscareis, e não me achareis; e onde eu estou, vós não podeis vir.

35. Disseram, pois, os judeus uns para os outros: Para onde irá este, que o não acharemos? Irá porventura para os dispersos entre os gregos, e ensinará os gregos?

36. Que palavra é esta que disse: Buscarme-eis, e não me achareis; e: Aonde eu estou vós não podeis ir?

37. E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.

38. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.

39. E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado.

40. Então muitos da multidão, ouvindo esta palavra, diziam: Verdadeiramente este é o Profeta.

41. Outros diziam: Este é o Cristo; mas diziam outros: Vem, pois, o Cristo da Galiléia?

42. Não diz a Escritura que o Cristo vem da descendência de Davi, e de Belém, da aldeia de onde era Davi?

43. Assim entre o povo havia dissensão por causa dele.

44. E alguns deles queriam prendê-lo, mas ninguém lançou mão dele.

45. E os servidores foram ter com os principais dos sacerdotes e fariseus; e eles lhes perguntaram: Por que não o trouxestes?

46. Responderam os servidores: Nunca homem algum falou assim como este homem.

47. Responderam-lhes, pois, os fariseus: Também vós fostes enganados?

48. Creu nele porventura algum dos principais ou dos fariseus?

49. Mas esta multidão, que não sabe a lei, é maldita.

50. Nicodemos, que era um deles (o que de noite fora ter com Jesus), disse-lhes:

51. Porventura condena a nossa lei um homem sem primeiro o ouvir e ter conhecimento do que faz?

52. Responderam eles, e disseram-lhe: és tu também da Galiléia? Examina, e verás que da Galiléia nenhum profeta surgiu.

53. E cada um foi para sua casa.

Provérbios 4

1. Ouvi, filhos, a instrução do pai, e estai atentos para conhecerdes a prudência.

2. Pois dou-vos boa doutrina; não deixeis a minha lei.

3. Porque eu era filho tenro na companhia de meu pai, e único diante de minha mãe.

4. E ele me ensinava e me dizia: Retenha o teu coração as minhas palavras; guarda os meus mandamentos, e vive.

5. Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca.

6. Não a abandones e ela te guardará; ama-a, e ela te protegerá.

7. A sabedoria é a coisa principal; adquire pois a sabedoria, emprega tudo o que possuis na aquisição de entendimento.

8. Exalta-a, e ela te exaltará; e, abraçando-a tu, ela te honrará.

9. Dará à tua cabeça um diadema de graça e uma coroa de glória te entregará.

10. Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, e se multiplicarão os anos da tua vida.

11. No caminho da sabedoria te ensinei, e por veredas de retidão te fiz andar.

12. Por elas andando, não se embaraçarão os teus passos; e se correres não tropeçarás.

13. Apega-te à instrução e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida.

14. Não entres pela vereda dos ímpios, nem andes no caminho dos maus.

15. Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo.

16. Pois não dormem, se não fizerem mal, e foge deles o sono se não fizerem alguém tropeçar.

17. Porque comem o pão da impiedade, e bebem o vinho da violência.

18. Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

19. O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem sabem em que tropeçam.

20. Filho meu, atenta para as minhas palavras; às minhas razões inclina o teu ouvido.

21. Não as deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-as no íntimo do teu coração.

22. Porque são vida para os que as acham, e saúde para todo o seu corpo.

23. Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.

24. Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios.

25. Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti.

26. Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados!

27. Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.

O que você aprendeu com a leitura de hoje? Deixe o seu comentário.

E não desanime. Continue firme para ler a Bíblia em 1 ano, aqui no Universal.org.

Acompanhe a leitura do 75º dia clicando aqui.

Acompanhe a leitura do 77º dia clicando aqui.

Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Da Redação 


reportar erro