Notícias | - 12:15 am


Leia a Bíblia em 1 ano – 47º dia12 min read

Gênesis 48, Lucas 3 e Jó 15

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento…” Oséias 4.6

Conhecer a Bíblia é muito importante para todos nós, especialmente nos momentos mais difíceis de nossas vidas, pois Deus fala conosco por meio de Sua Palavra. O Espírito Santo nos conduz, nos orienta e, quando passamos por tribulações, Ele nos faz lembrar do que está escrito na Bíblia, de uma Palavra de Deus que nos conforte. Mas só nos lembraremos se tivermos conhecimento Dela.

Por isso, elaboramos um plano para que você leia a Bíblia em 1 ano. Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã. Você verá o quanto isso transformará a sua vida.

Se você já está nesse propósito, acompanhe a leitura de hoje:

Gênesis 48

1. E aconteceu, depois destas coisas, que alguém disse a José: Eis que teu pai está enfermo. Então tomou consigo os seus dois filhos, Manassés e Efraim.

2. E alguém participou a Jacó, e disse: Eis que José teu filho vem a ti. E esforçou-se Israel, e assentou-se sobre a cama.

3. E Jacó disse a José: O Deus Todo-Poderoso me apareceu em Luz, na terra de Canaã, e me abençoou.

4. E me disse: Eis que te farei frutificar e multiplicar, e tornar-te-ei uma multidão de povos e darei esta terra à tua descendência depois de ti, em possessão perpétua.

5. Agora, pois, os teus dois filhos, que te nasceram na terra do Egito, antes que eu viesse a ti no Egito, são meus: Efraim e Manassés serão meus, como Rúben e Simeão;

6. Mas a tua geração, que gerarás depois deles, será tua; segundo o nome de seus irmãos serão chamados na sua herança.

7. Vindo, pois, eu de Padã, morreu-me Raquel no caminho, na terra de Canaã, havendo ainda pequena distância para chegar a Efrata; e eu a sepultei ali, no caminho de Efrata, que é Belém.

8. E Israel viu os filhos de José, e disse: Quem são estes?

9. E José disse a seu pai: Eles são meus filhos, que Deus me tem dado aqui. E ele disse: Peço-te, traze-mos aqui, para que os abençoe.

10. Os olhos de Israel, porém, estavam carregados de velhice, já não podia ver; e fê-los chegar a ele, e beijou-os, e abraçou-os.

11. E Israel disse a José: Eu não cuidara ver o teu rosto; e eis que Deus me fez ver também a tua descendência.

12. Então José os tirou dos joelhos de seu pai, e inclinou-se à terra diante da sua face.

13. E tomou José a ambos, a Efraim na sua mão direita, à esquerda de Israel, e Manassés na sua mão esquerda, à direita de Israel, e fê-los chegar a ele.

14. Mas Israel estendeu a sua mão direita e a pôs sobre a cabeça de Efraim, que era o menor, e a sua esquerda sobre a cabeça de Manassés, dirigindo as suas mãos propositadamente, não obstante Manassés ser o primogênito.

15. E abençoou a José, e disse: O Deus, em cuja presença andaram os meus pais Abraão e Isaque, o Deus que me sustentou, desde que eu nasci até este dia;

16. O anjo que me livrou de todo o mal, abençoe estes rapazes, e seja chamado neles o meu nome, e o nome de meus pais Abraão e Isaque, e multipliquem-se como peixes, em multidão, no meio da terra.

17. Vendo, pois, José que seu pai punha a sua mão direita sobre a cabeça de Efraim, foi mau aos seus olhos; e tomou a mão de seu pai, para a transpor de sobre a cabeça de Efraim à cabeça de Manassés.

18. E José disse a seu pai: Não assim, meu pai, porque este é o primogênito; põe a tua mão direita sobre a sua cabeça.

19. Mas seu pai recusou, e disse: Eu o sei, meu filho, eu o sei; também ele será um povo, e também ele será grande; contudo o seu irmão menor será maior que ele, e a sua descendência será uma multidão de nações.

20. Assim os abençoou naquele dia, dizendo: Em ti abençoará Israel, dizendo: Deus te faça como a Efraim e como a Manassés. E pôs a Efraim diante de Manassés.

21. Depois disse Israel a José: Eis que eu morro, mas Deus será convosco, e vos fará tornar à terra de vossos pais.

22. E eu tenho dado a ti um pedaço da terra a mais do que a teus irmãos, que tomei com a minha espada e com o meu arco, da mão dos amorreus.

Lucas 3

1. E no ano quinze do império de Tibério César, sendo Pôncio Pilatos presidente da Judéia, e Herodes tetrarca da Galiléia, e seu irmão Filipe tetrarca da Ituréia e da província de Traconites, e Lisânias tetrarca de Abilene,

2. Sendo Anás e Caifás sumos sacerdotes, veio no deserto a palavra de Deus a João, filho de Zacarias.

3. E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados;

4. Segundo o que está escrito no livro das palavras do profeta Isaías, que diz: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; Endireitai as suas veredas.

5. Todo o vale se encherá, E se abaixará todo o monte e outeiro; E o que é tortuoso se endireitará, E os caminhos escabrosos se aplanarão;

6. E toda a carne verá a salvação de Deus.

7. Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir?

8. Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.

9. E também já está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não dá bom fruto, corta-se e lançase no fogo.

10. E a multidão o interrogava, dizendo: Que faremos, pois?

11. E, respondendo ele, disse-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira.

12. E chegaram também uns publicanos, para serem batizados, e disseram-lhe: Mestre, que devemos fazer?

13. E ele lhes disse: Não peçais mais do que o que vos está ordenado.

14. E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo.

15. E, estando o povo em expectação, e pensando todos de João, em seus corações, se porventura seria o Cristo,

16. Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

17. Ele tem a pá na sua mão; e limpará a sua eira, e ajuntará o trigo no seu celeiro, mas queimará a palha com fogo que nunca se apaga.

18. E assim, admoestando-os, muitas outras coisas também anunciava ao povo.

19. Sendo, porém, o tetrarca Herodes repreendido por ele por causa de Herodias, mulher de seu irmão Filipe, e por todas as maldades que Herodes tinha feito,

20. Acrescentou a todas as outras ainda esta, a de encerrar João num cárcere.

21. E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu;

22. E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviuse uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.

23. E o mesmo Jesus começava a ser de quase trinta anos, sendo (como se cuidava) filho de José, e José de Heli,

24. E Heli de Matã, e Matã de Levi, e Levi de Melqui, e Melqui de Janai, e Janai de José,

25. E José de Matatias, e Matatias de Amós, e Amós de Naum, e Naum de Esli, e Esli de Nagaí,

26. E Nagaí de Máate, e Máate de Matatias, e Matatias de Semei, e Semei de José, e José de Jodá,

27. E Jodá de Joanã, e Joanã de Resá, e Resá de Zorobabel, e Zorobabel de Salatiel, e Salatiel de Neri,

28. E Neri de Melqui, e Melqui de Adi, e Adi de Cosã, e Cosã de Elmadã, e Elmadã de Er,

29. E Er de Josué, e Josué de Eliézer, e Eliézer de Jorim, e Jorim de Matã, e Matã de Levi,

30. E Levi de Simeão, e Simeão de Judá, e Judá de José, e José de Jonã, e Jonã de Eliaquim,

31. E Eliaquim de Meleá, e Meleá de Mená, e Mená de Matatá, e Matatá de Natã, e Natã de Davi,

32. E Davi de Jessé, e Jessé de Obede, e Obede de Boaz, e Boaz de Salá, e Salá de Naassom,

33. E Naassom de Aminadabe, e Aminadabe de Arão, e Arão de Esrom, e Esrom de Perez, e Perez de Judá,

34. E Judá de Jacó, e Jacó de Isaque, e Isaque de Abraão, e Abraão de Terá, e Terá de Nacor,

35. E Nacor de Seruque, e Seruque de Ragaú, e Ragaú de Fáleque, e Fáleque de éber, e éber de Salá,

36. E Salá de Cainã, e Cainã de Arfaxade, e Arfaxade de Sem, e Sem de Noé, e Noé de Lameque,

37. E Lameque de Matusalém, e Matusalém de Enoque, e Enoque de Jarete, e Jarete de Maleleel, e Maleleel de Cainã,

38. E Cainã de Enos, e Enos de Sete, e Sete de Adão, e Adão de Deus.

Jó 15

1. Então respondeu Elifaz o temanita, e disse:

2. Porventura proferirá o sábio vã sabedoria? E encherá do vento oriental o seu ventre,

3. Argí¼indo com palavras que de nada servem, e com razões, de que nada aproveita?

4. E tu tens feito vão o temor, e diminuis os rogos diante de Deus.

5. Porque a tua boca declara a tua iniqí¼idade; e tu escolhes a língua dos astutos.

6. A tua boca te condena, e não eu, e os teus lábios testificam contra ti.

7. és tu porventura o primeiro homem que nasceu? Ou foste formado antes dos outeiros?

8. Ou ouviste o secreto conselho de Deus e a ti limitaste a sabedoria?

9. Que sabes tu, que nós não saibamos? Que entendes, que não haja em nós?

10. Também entre nós encanecidos e idosos, muito mais idosos do que teu pai.

11. Porventura fazes pouco caso das consolações de Deus, e da suave palavra que te dirigimos?

12. Por que te arrebata o teu coração, e por que piscam os teus olhos?

13. Para virares contra Deus o teu espírito, e deixares sair tais palavras da tua boca?

14. Que é o homem, para que seja puro? E o que nasce da mulher, para ser justo?

15. Eis que ele não confia nos seus santos, e nem os céus são puros aos seus olhos.

16. Quanto mais abominável e corrupto é o homem que bebe a iniquidade como a água?

17. Escuta-me, mostrar-te-ei; e o que tenho visto te contarei

18. (O que os sábios anunciaram, ouvindoo de seus pais, e o não ocultaram;

19. Aos quais somente se dera a terra, e nenhum estranho passou por entre eles):

20. Todos os dias o ímpio é atormentado, e se reserva, para o tirano, um certo número de anos.

21. O sonido dos horrores está nos seus ouvidos; até na paz lhe sobrevém o assolador.

22. Não crê que tornará das trevas, mas que o espera a espada.

23. Anda vagueando por pão, dizendo: Onde está? Bem sabe que o dia das trevas lhe está preparado, à mão.

24. Assombram-no a angústia e a tribulação; prevalecem contra ele, como o rei preparado para a peleja;

25. Porque estendeu a sua mão contra Deus, e contra o Todo-Poderoso se embraveceu.

26. Arremete contra ele com a dura cerviz, e contra os pontos grossos dos seus escudos.

27. Porquanto cobriu o seu rosto com a sua gordura, e criou gordura nas ilhargas.

28. E habitou em cidades assoladas, em casas em que ninguém morava, que estavam a ponto de fazer-se montões de ruínas.

29. Não se enriquecerá, nem subsistirá a sua fazenda, nem se estenderão pela terra as suas possessões.

30. Não escapará das trevas; a chama do fogo secará os seus renovos, e ao sopro da sua boca desaparecerá.

31. Não confie, pois, na vaidade, enganando-se a si mesmo, porque a vaidade será a sua recompensa.

32. Antes do seu dia ela se consumará; e o seu ramo não reverdecerá.

33. Sacudirá as suas uvas verdes, como as da vide, e deixará cair a sua flor como a oliveira,

34. Porque a congregação dos hipócritas se fará estéril, e o fogo consumirá as tendas do suborno.

35. Concebem a malícia, e dão à luz a iniqí¼idade, e o seu ventre prepara enganos.

O que você aprendeu com a leitura de hoje? Deixe o seu comentário.

E não desanime. Continue firme para ler a Bíblia em 1 ano, aqui no Universal.org.

Acompanhe a leitura do 46º dia clicando aqui.

Acompanhe a leitura do 48º dia clicando aqui.

Se você ainda não começou, clique aqui e comece agora, não deixe para amanhã.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Da Redação 


reportar erro