Notícias | - 3:05 am


Faça de seu talento uma renda extra5 min read

Conheça a história de pessoas que descobriram uma nova forma de ganhar dinheiro com suas habilidades e veja dicas de como começar também

Faça de seu talento uma renda extra5 min read

Após a falência da empresa que mantinha com o ex-marido, a vida de Roberta Pigatti (foto ao lado), de 43 anos, virou pelo avesso. As dívidas levaram a família a cortar várias despesas, incluindo a escola particular da filha mais nova, Ana Carolina, de 10 anos.

Naquele momento, a única renda era a pensão alimentícia concedida à menina e ao filho Felipe, de 17 anos. Foi aí que Roberta lembrou de sua habilidade para fazer salgados. “Eu precisava fazer algo, trazer uma renda para a casa. Então, fui a um supermercado atacadista para comprar farinha, muçarela e outros ingredientes a um preço mais baixo”, conta.

Ela avisou familiares e conhecidos sobre a nova atividade e começou a produzir rissoles, coxinhas, esfihas, tortas e quibes. Alguns amigos experimentaram e gostaram dos produtos. Aos poucos, novos clientes foram chegando. “O boca a boca é a melhor propaganda. O que mais prezo é a qualidade dos ingredientes, o tamanho e o preço dos salgados. Faço produtos pré-prontos, é só aquecê-los por dez minutos e comer.”

Foco no cliente

Para atrair mais clientes, Roberta começou a oferecer amostras de salgados. Ela revela que mantém um bom relacionamento com as pessoas que compram seus produtos. “Eu entro em contato e pergunto se estava bom. Já recebi uma reclamação sobre o palmito e troquei de marca. Escuto o que as pessoas falam e faço tudo com foco em beneficiar o cliente”, explica.

A empreendedora também produz doces sob encomenda e revende pães congelados. Ela faz cursos gratuitos oferecidos por lojas especializadas para se aprimorar. “A primeira coisa é ver qual é o seu dom, olhar para si mesmo e descobrir o que você pode fazer. Não pode deixar o desespero tomar conta, precisa ter fé”, ensina.

Renda extra

Usar uma habilidade ou conhecimento para gerar renda extra é uma tendência de mercado, aponta o coach Cari Mello, idealizador do Núcleo Pluri, que tem foco em desenvolvimento pessoal e profissional. Ele explica que as mudanças no mercado de trabalho e a alta no desemprego vêm estimulando as pessoas a desenvolver outras atividades rentáveis. Um hobby, como a gastronomia, pode significar uma nova renda, assim como a habilidade de consertar objetos, escrever textos, fotografar, fazer reformas, elaborar projetos ou criar apresentações em PowerPoint.

“A dica é entender seu potencial e formatar isso. O desafio é mudar a forma de pensar, pois o mercado de trabalho não se resume a entregar currículos”, afirma. Cari diz que é importante estar em contato com outras pessoas e buscar conselhos. “Precisamos gerar conexões, quem não é visto não é lembrado. Vivemos em sociedade e a todo momento podemos gerar oportunidades.”

O coach alerta, entretanto, que não adianta ter pressa em ganhar dinheiro. Para gerar renda extra, é preciso se organizar, estudar e conhecer bem o produto ou serviço que será oferecido. “Não pode entrar no desespero. A pessoa deve fazer a conceituação do negócio para trabalhar no que acredita.”

Bolo confeitado

Há cerca de um ano, Rose de França (foto ao lado), de 44 anos, ficou desempregada. Apesar da dificuldade, as contas de sua casa continuaram a ser pagas pelo companheiro e pela filha dela. Rose, entretanto, não queria ficar parada. “Minha cunhada disse ‘por que você não faz um curso de confeitaria? Você faz bolos tão gostosos’. Sempre fiz bolo para meus filhos e para a família, mas nunca tinha pensado em vender. Decidi arriscar”, conta.

Ela fez uma semana de curso intensivo, com aulas diárias, das 9 horas às 17 horas. Depois, começou a fazer bolos confeitados, fotografar e postar em uma página no Facebook. “Uma pessoa fala para a outra. Já tenho clientes que me encontraram pela internet. Ainda estou começando e a concorrência é grande, mas já aprendi como atender os clientes, que são exigentes.”

Para se atualizar, Rose troca dicas com outras confeiteiras pelas redes sociais. “O importante é trabalhar com amor, ganhando pouco ou muito. Tem gente que pensa que vai começar e ganhar muito dinheiro rapidamente, mas não é assim”, completa.

O passo a passo

– Identifique um conhecimento, habilidade ou hobby que pode ser transformado em negócio

– Veja o que é preciso para começar, como materiais, organização de portfólio, divulgação nas redes sociais, etc..

– Busque dicas sobre como montar o negócio em cursos gratuitos e páginas da internet, como o site do Sebrae

– Entenda o que as pessoas procuram e veja se o seu serviço atende às expectativas delas

– Avise para amigos e conhecidos sobre a sua nova atividade

– Priorize a qualidade, o prazo de entrega e a atenção com os clientes

– Peça sugestões e aprimore seu serviço

– Participe de eventos e feiras de negócios, além de encontros com amigos

– Se possível, ofereça amostras do seu produto ou apresente fotos e informações sobre seu serviço

Quer aprender a enfrentar as dificuldades do mercado de trabalho e se tornar uma pessoa vencedora? Então, não perca o Congresso Para o Sucesso, que acontece às segundas-feiras, no Templo de Salomão. Para encontrar uma Universal mais próxima de você, acesse www.universal.org/enderecos.

Caso queira adquirir o livro “50 Tons Para o Sucesso”, que contém dicas para a vida profissional e financeira, acesse o Arca Center, clicando aqui.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Rê Campbell / Fotos: Demetrio Koch e Cedida 


reportar erro