Notícias | 01.29.2017 - 12:05 am


“Eu sabia que poderia perder a minha filha a qualquer momento”4 min read

Rykaele ficou com 92% das células do seu corpo comprometidas pela leucemia e hoje está curada

“Eu sabia que poderia perder a minha filha a qualquer momento”4 min read

Os bebês crescem rapidamente e vão ganhando habilidades. Para Fabiana Lobato (foto ao lado), de 24 anos, observar a filha Rykaele, aos 18 meses, sem forças para brincar e andar foi angustiante.

Fabianabuscou um especialista e logo nos primeiros exames o médico percebeu que o caso da criança era grave. A pequena Rykaele foi encaminhada para um hospital e novos exames foram feitos. O diagnóstico: leucemia, um câncer no sangue que se origina na medula óssea.

Rykaele ficou internada, pois a doença já estava em estágio avançado. O câncer já havia comprometido 92% das células do seu corpo.

Ela passou a receber medicações fortes, inclusive fez sessões de quimioterapia. Foram quatro meses no hospital para tentar impedir o avanço da doença. “As fortes sessões de quimioterapia deixavam a minha filha muito mal, ela vomitava direto, sentia falta de ar, por várias vezes chegou a ficar roxa, parecia que ia morrer. Teve dias em que ela chegou a ser furada mais de dez vezes para achar a veia, no pé e na mão”, conta.

Rykaele teve uma melhora no seu quadro de saúde e voltou para casa, mas ainda não andava. Mesmo tendo recebido alta, ela precisava voltar ao hospital para fazer as sessões de quimioterapia. Ela não aguentava as fortes medicações e sempre ficava internada. Nessas idas e vindas, Rykaele contraiu uma bactéria, o que resultou em uma infecção hospitalar.

“Para salvar a vida da minha filha, os médicos tiveram que fazer uma pequena cirurgia para colocar um acesso na veia do coração, pois as veias dos braços e pés não suportavam mais”, relata a mãe.

A criança tinha nódulos pelo corpo todo por causa da infecção e estava entre a vida e a morte, por conta da baixa imunidade. “Eu estava sem esperança, sabia que poderia perdê-la a qualquer momento. Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) eu presenciava crianças morrendo o tempo todo.”

Fabiana recebeu um convite da sua mãe para ir à Reunião de Cura da Universal. Vendo que já havia tentado todas as alternativas para salvar a filha, ela aceitou o convite. Fabiana estava desorientada, mas, à medida que ela e o marido frequentavam as reuniões, ela voltou a ter esperanças. Eles passaram a acreditar que havia uma chance para a bebê.

Ao fazer a Corrente de Cura, as forças de Fabiana foram renovadas. Ela e o marido perseveraram em orações e propósitos. Rykaele retornou para casa após uma pequena melhora, mas a mãe não aceitava essa situação e queria a cura completa da filha.

Fabiana colocou a vida da bebê nas mãos de Deus e a levou para refazer todos os exames, porque acreditava que um milagre pudesse acontecer na vida dela. O resultado dos exames foi outro, não havia mais nada que diagnosticasse a leucemia na pequena Rykaele.

Os médicos ficaram estarrecidos com os resultados. Hoje, a pequena Rykaele tem 4 anos, esbanja saúde e vive normalmente como qualquer criança da sua idade.

Leucemia

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença atinge com mais frequência crianças e adolescentes. A pessoa com leucemia tem um acúmulo de células defeituosas na medula óssea, o que prejudica ou impede a produção dos glóbulos vermelhos e brancos, além das plaquetas. Os sintomas da doença são:

  • Febre
  • Fadiga
  • Fraqueza
  • Perda de peso sem esforço
  • Sangramentos ou hematomas
  • Manchas vermelhas minúsculas na pele
  • Transpiração excessiva (principalmente à noite)
  • Dor nos ossos ou nas articulações

Tratamento

O tratamento indicado é a quimioterapia, que fará a destruição das células malignas. Já em alguns casos é necessário o transplante de medula óssea. O transplante é uma forma de tratamento que renova as células da medula óssea

Doação

Os especialistas do Inca ressaltam a importância de todos serem doadores de medula, pois a possibilidade de encontrar uma medula óssea compatível é rara. A chance é, em média, de uma pessoa compatível em cem mil. Saiba como se tornar um doador:

  • Ter entre 18 e 55 anos e boa saúde.
  • Não ter doença infecciosa ou incapacitante.
  • Procurar um hemocentro no seu Estado, onde será coletada uma amostra de 5ml de sangue para testes.
  • Os doadores devem preencher um formulário com seus dados pessoais.
  • Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.

Muitas pessoas fazem e recebem orações para tratar doenças incuráveis nas reuniões de cura e libertação da Universal. As correntes acontecem todas as terças-feiras, em todo o Brasil. Veja o endereço da Universal mais próxima em universal.org/enderecos.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Michele Francisco / Fotos: Arquivo Pessoal 


reportar erro